• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

zubimaster

Duvidas fisicas... || Mas como é possivel???

21 mensagens neste tópico

Desde sempre, uma curiosidade que eu tenho é descobrir o máximo sobre o mundo fisico, mas existem coisas tão complexas para uma simples mentalidade...

Por exemplo, o facto do espaço ser infinito. COMO É POSSIVEL ALGUMA COISA FISICAMENTE EXISTENTE PODE SER INFINITA? Eu penso que a mentalidade das pessoas não tem ideia da dimensão de nada! Nem do planeta Terra. ((se tanto lembram-se do seu antigo globo!))

Ou entao, de onde veio qualquer matéria? Existe a teoria do Big Bang, (eu não prestei muita atençao nestas aulas :P, mas akilo de ser uma explosão provocada por gases e etc... Mas de que matéria ou o que originou esses gases?  ???

\\Estas eram algumas daquelas questões que eu detestaria que saissem num exame||:)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

A Teoria do Big Bang diz que toda a massa e energia estava concentrada num ponto infinitesimalmente pequeno e que por algum motivo explodiu. Formaram-se as partículas: quarks, electrões, positrões, etc. Depois os quarks juntaram-se e protões e neutrões foram formados. Depois átomos simples como Hidrogénio e Hélio formaram-se. Depois é melhor pesquisares para eu não ter de escrever aqui isto tudo. Esta matéria toda é dada no 10º. ano. :P

E já agora (que eu me lembre), os acreditam no Big Bang dizem que o Espaço é finito e que está em expansão.

Em relação ao cérebro humano e coisas assim, o JoaoRodrigues talvez será o mais indicado a pronunciar-se. :)

Anyway, existe aí uma Teoria, chamada Superstrings Theory (Teoria das Super-Cordas) que diz que a matéria não passa de energia em vibração (na wikipedia podes encontrar mais).

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

A Teoria do Big Bang diz que toda a massa e energia estava concentrada num ponto infinitesimalmente pequeno e que por algum motivo explodiu. Formaram-se as partículas: quarks, electrões, positrões, etc. Depois os quarks juntaram-se e protões e neutrões foram formados. Depois átomos simples como Hidrogénio e Hélio formaram-se. Depois é melhor pesquisares para eu não ter de escrever aqui isto tudo. Esta matéria toda é dada no 10º. ano. :P

E já agora (que eu me lembre), os acreditam no Big Bang dizem que o Espaço é finito e que está em expansão.

Exacto. Diz-se que o universo não é nada mais do que um aglomerado finito de matéria que se expande (devido a um tal big-bang, que "diz" às partículas para se afastarem) até um ponto em que se começa a contrair (quando as forças entre as partículas as levam a "partir", o que as vai levar a re-arranjarem-se), e vai-se contraindo até as partículas estarem tão juntas que a energia exercida entre elas é tanta até que existe um big-bang, e tudo se repete. Não sei os detalhes todos da teoria, mas quer-me parecer que sempre que se chega a um dos pontos extremos do ciclo (final da expansão e final da contracção) do universo todas as partículas se dissociam até ao quark (quiçá mais além) gerando uma grande energia, e com essa dissociação, vai haver uma tendência de cada partícula voltar a juntar-se com outras de cargas opostas, tal qual como acontece com os átomos a formar moléculas (ok, é diferente, mas a ideia é a mesma).

PS: Não sou nenhum físico, apenas expus a minha opinião.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Vais perdoar a frontalidade, mas se alguem te fizer essa pergunta num exame, é um idiota :x

Nada é infinito. Para isso basta pegares em leis tipo as da termdinâmica e veres que nada pode ser criado para além do que já existe. Daí, há um limite. Agora, qual é esse limite ... :x não sei :x

P.S. A teoria que o djthyrax postou é discutível. Há quem defenda que vamos estar sempre em expansão por exemplo.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Desde sempre, uma curiosidade que eu tenho é descobrir o máximo sobre o mundo fisico, mas existem coisas tão complexas para uma simples mentalidade...

Por exemplo, o facto do espaço ser infinito. COMO É POSSIVEL ALGUMA COISA FISICAMENTE EXISTENTE PODE SER INFINITA? Eu penso que a mentalidade das pessoas não tem ideia da dimensão de nada! Nem do planeta Terra. ((se tanto lembram-se do seu antigo globo!))

Tudo é finito porque não consegues provar que alguma coisa é infinita? :P Eheh, anyway, é como diz o JoaoRodrigues:

Nada é infinito. Para isso basta pegares em leis tipo as da termdinâmica e veres que nada pode ser criado para além do que já existe. Daí, há um limite. Agora, qual é esse limite ... :x não sei :x

Vais perdoar a frontalidade, mas se alguem te fizer essa pergunta num exame, é um idiota :x

Não pode sair num exame, não consta no programa do 3º ciclo ou do secundário porque não há certezas, apenas teorias.

Há quem defenda que vamos estar sempre em expansão por exemplo.

Então e as ligações entre as partículas? Por muita energia que seja usada na ligação entre as partículas, se elas se expandem continuamente, vai haver um ponto de quebra porque vai chegar uma altura em que as ligações simplesmente não conseguem resistir ao "empurrão que levaram" e vão quebrar e vão ter de se voltar a unir ou então vão-se criar universos de forma exponencial... Algo que me parece improvável.
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

As ligações entre as partículas não têm qualquer relação com o facto do universo estar em expansão.

O que se defende é que as partículas ganharam uma grande velocidade para o exterior do centro do big bang com a explosão. No entanto, graças à lei da gravidade, a sua velocidade tende a diminuir até que começam a retroceder novamente para o centro.

Obviamente que isto são tudo teorias, e os factos que sustentam a teoria do big bang estão bastante longe de uma "prova".

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Até porque há alguns indício de que a gravidade não é a única força em jogo, pois se fosse, o universo estaria a expandir-se mais depressa do que o está a fazer actualmente (dizem os entendidos, eu não medi!).

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Isto é mais uma discussão de filosofia/ciencias puras do que propriamente sobre física. Pessoalmente se há coisa que detesto é cientistas focarem-se em questões deste tipo. É do estilo, não conseguem fazer nada de produtivo então viram-se para coisas que não interessão ao menino jesus, e que a única validade física realmente sólida que têm é o facto de não poderem na prática ser comprovadas ou desmentidas, pelo que é um festival de parvoíce na esmagadora maioria dos casos.

Anyways, o que eu tenho a dizer já o tirácio disse, em primeiro lugar não sou nenhum físico. Mas concordo a 100% com isto:

Tudo é finito porque não consegues provar que alguma coisa é infinita?

O que eu sei é o seguinte: a compreensão humana é limitada. Há determinadas coisas que o nosso cérebro não consegue perceber. Uma delas é o infinito. Temos ideia que pode existir e temos ferramentas matemáticas que o usam sem problemas, no entanto ninguem lá pode ir, nem temos resposta para o que é o infinito ou o que é inicio do tempo.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Até porque há alguns indício de que a gravidade não é a única força em jogo, pois se fosse, o universo estaria a expandir-se mais depressa do que o está a fazer actualmente (dizem os entendidos, eu não medi!).

Existe uma tentativa de unificar todas as forças. Esta Teoria chama-se "Teoria do Tudo" ou "Teoria da Grande Unificação". Até agora existem 4 forças "descobertas": electromagnética, gravítica, forte e fraca.

Existem várias teorias candidatas a esta "posição": Teoria das Cordas, Gravitação Quântica de Loop e mais 2 ou 3 menos "candidatas"...

As ligações entre as partículas não têm qualquer relação com o facto do universo estar em expansão.

O que se defende é que as partículas ganharam uma grande velocidade para o exterior do centro do big bang com a explosão. No entanto, graças à lei da gravidade, a sua velocidade tende a diminuir até que começam a retroceder novamente para o centro.

Obviamente que isto são tudo teorias, e os factos que sustentam a teoria do big bang estão bastante longe de uma "prova".

EXACTAMENTE!

Para quem quiser saber mais sobre o Universo e a criação e coisas assim, recomendo um GRANDE (não em tamanho, mas em conteúdo) livro do Stephen Hawking "Brevíssima História do Tempo" (O livro original é "Breve História do Tempo", mas a nova edição é "Brevíssima História do Tempo") :)

DISCLAIMER

Não sou físico, mas pretendo ser! :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Já houve um prémio Nobel da Física atribuído aos 2 senhores que mediram (sufixo "am", pois não é futuro) um dos indícios que estavam previstos teóricamente como consequência da existência de um "big bang" (ou pelo menos uma *brutal* explosão) por volta da altura da criação do universo.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

electromagnética, gravítica, forte e fraca.

Electromagnética, gravítica, nuclear forte e nuclear fraca. Isso faz parte do programa do 2º ano de FQ A no secundário.
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Nunca percebi a que raio se referem coisas tipo "força fraca" ou "força forte", mas andam aí grandes confusões. Em parte serão porque o pessoal quer logo aprender coisas complexas sem entender o básico.

Percebam antes isto:

3 tipos de campos:

gravítico, electrico e magnético, cada um tem associado forças entre corpos com massa, carga eléctrica ou percorridos por uma corrente electrica, resectivamente.

Posto isto, os núcleos que são estáveis é porque os seus protões têm uma massa que causa uma atracção maior do que a repulsão da sua carga eléctrica. Núcleos com um número atómico grande deixam de ser estáveis porque a força de repulsão electrica começar a equilibrar a força gravítica que mantem o núcleo junto. Então estamos a falar de uma substância radioactiva.

Penso que a 'força forte' se deve referir praí à força gravitica que mantem os núcleos juntos enquanto que a 'força fraca' deve ser praí a força electrica. Não sei.

O campo magnetico tem características diferentes dos outros dois, penso que é aí que todos as questões começam.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Os campos eléctrico e magnético são gerados pela mesma interacção (electromagnética).

As forças ou interacções fraca e forte são de natureza completamente distinta e só ganham relevância a escalas muitíssimo pequenas, pelo que não foram estudadas até ao século XX.

Em relação ao campo magnético tens toda a razão quando dizes que é diferente. Um campo eléctrico e um campo gravítico têm características muito semelhantes ao nível matemático nomeadamente o facto de serem conservativos e da intensidade de um campo destes provocado por partículas elementares ser dependente de 1/r^2. Já o campo magnético não é conservativo e não existe o conceito de partícula criadora mas sim de corrente. Por outro lado, os campos eléctrico e magnético estão intimamente relacionados e interdependentes pelas leis de Maxwell que explicam bem a diferença na natureza matemática de um e do outro.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Nunca percebi a que raio se referem coisas tipo "força fraca" ou "força forte", mas andam aí grandes confusões. Em parte serão porque o pessoal quer logo aprender coisas complexas sem entender o básico.

Confusões? Que confusões?

Electromagnética, gravítica, nuclear forte e nuclear fraca. Isso faz parte do programa do 2º ano de FQ A no secundário.

Só porque nao pus nuclear?!? :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Elas existem sim senhor Tharis, tu leste o livro do Hawking e conheces a descrição, mas para perceber efectivamente é preciso estudar e saber muito mais do que apenas que existem.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Elas existem sim senhor Tharis, tu leste o livro do Hawking e conheces a descrição, mas para perceber efectivamente é preciso estudar e saber muito mais do que apenas que existem.

Mas que dúvidas é que eu apresento?

Eu apenas disse que existem. Alguma vez tentei prová-las, explicá-las, wtv?

Nunca disse que as percebia efectivamente.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

eu nao percebo muito, mas e verdade que todos os corpos, mesmo que pequenos têm como que uma "microgravidade"?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Todos os corpos (portanto, com massa) exercem e são afectados pela força gravítica criada por *todos* os outros corpos... independentemente to seu "tamanho".

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Anyway, existe aí uma Teoria, chamada Superstrings Theory (Teoria das Super-Cordas) que diz que a matéria não passa de energia em vibração (na wikipedia podes encontrar mais).

Se bem me lembro do que um Engº Fisico explicou ao meu grupo de AP em vibração estão os quarks. Não tenho a certeza! Mas lembro-me que ele não referiu isso de energia em vibração.

Então e as ligações entre as partículas? Por muita energia que seja usada na ligação entre as partículas, se elas se expandem continuamente, vai haver um ponto de quebra porque vai chegar uma altura em que as ligações simplesmente não conseguem resistir ao "empurrão que levaram" e vão quebrar e vão ter de se voltar a unir ou então vão-se criar universos de forma exponencial... Algo que me parece improvável.

Do meu ponto de vista isso é não é assim. É como em Física tu desprezares mil e uma coisa por elas serem muito pequenas, mas existem.

Até porque há alguns indício de que a gravidade não é a única força em jogo, pois se fosse, o universo estaria a expandir-se mais depressa do que o está a fazer actualmente (dizem os entendidos, eu não medi!).

A Matéria Negra? O meu trabalho de AP é sobre o LHC e um dos estudos que já lá foi efectuado é isso mesmo. A matéria negra é algo que não é visivel (por telescópios ou outros instrumentos) mas que é deduzida devido aos seus efeitos gravitacionais e observações astronómicas (lembro-me disto das observações astronómicas mas não pesquisei o que são, devem encontrar "vazios"). Não se sabe bem o que é a Matéria Negra, btw.

Já sobre o infinito, eu penso assim: mesmo que o Universo seja finito, não haverá algo fora dele? Como tenho dificuldades em conceber o nada como um espaço (tipo: chegam lá e há uma placa a dizer que não há mais nada?), considero o Universo infinito.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Já sobre o infinito, eu penso assim: mesmo que o Universo seja finito, não haverá algo fora dele? Como tenho dificuldades em conceber o nada como um espaço (tipo: chegam lá e há uma placa a dizer que não há mais nada?), considero o Universo infinito.

Uma vez vi um episódio de Twilight Zone onde as pessoas enfiavam o braço na barreira e o braço voltava pela mesma barreira meio metro ao lado! :P

Para isso existe a teoria de que o espaço-tempo é curvado.

Imagina a Terra, podes andar sempre na mesma direcção e sentido (em linha recta) que vais voltar ao mesmo sítio.

Se o espaço-tempo for curvado, é finito, mas nunca chegas ao "limite".

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Ainda não se sabe o que é a matéria negra (há quem lhe chame energia negra), só se vê o seu efeito (ou melhor, só se observa um efeito). Acho que ainda não sabemos se não tem massa... apesar da sua existência estar no bom caminho para ser provada (há dias foi publicada uma noticia sobre um estudo que foi publicado que era mais uma "achega" para a existência de tal... "substância").

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora