• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Marfig

Fedora 10/Ubuntu 8.10 - Um olhar de esguelha

1 mensagem neste tópico

http://arstechnica.com/news.ars/post/20081006-first-look-latest-fedora-and-ubuntu-betas-really-shine.html

O artigo não é dos melhores. O que é raro na Ars Technica. Mas dá para ficarem com uma ideia.

---

Algum pontos adicionais:

- No Fedora a grande adição é na minha opinião (mas quais icons quais quê, onde é que eles vão buscar estes "jornalistas"?) o update para o RPM 4.6 que realmente é o melhor que há e resolve dois grandes problemas: LZMA payloads e os stale rpmdb locks que passam a ser limpos automaticamente. O primeiro é novo e vai diminuir uma das coisas que me tenho queixado que são o grande dispêndio de largura de banda com o modelo RPM em comparação com outros como o .deb que é infinitamente mais conservador de espaço, e o segundo resolve uma das minhas principais irritações que é a instabilidade do yum e os contantes crashes e halts do sistema que o têm afectado. o RPM 4.6 contêm inúmeras pequenas outras alterações e uma panóplia de bugs resolvidos, mas estes dois são os principais. Com o yum, o RPM é na minha opinião o melhor package management system da actualidade... A versão 4.6 vem reconfirmar a minha crença nisto mesmo que tem sido abalada nos dois últimos anos por sucessivos problemas.

- O DKMS no Ubuntu é um espectáculo! É na minha opinião a melhor noticia para os Ubuntu-goers. Mas o fedora avança nesta beta com o KMS. O KMS tem um propósito diferente. Basicamente está aqui http://fedoraproject.org/wiki/Features/KernelModesetting. A razão porque digo isto é que no meu entender as duas são mutuamente exclusivas, pelo que será interessante observar no decorrer dos próximos anos qual vai ser a tendência. É que se por um lado será interessante fazer updates à kernel sem rebentar com os drivers proprietários (ubuntu), por outro lado fazer user switch sem um flick sequer no ecran ou a possibilidade de fazer debug da kernel em cima do X (fedora) é também um mimo.

- Não acreditem na treta da versão glitch-free do PulseAudio a incluir no fedora. glitch-free my ass! Aquela porcaria dá cabo das drivers ALSA (http://pulseaudio.org/wiki/AlsaIssues). Não tenho dúvidas que a ideia do  Lennart Poettering (o senhor por detrás dos recentes "melhoramentos" ao PA) é a melhor. Afinal ele está a tentar implementar o que deveria ter sido feito desde o dia 0 -- quando as drivers ALSA deviam ter sido afogadas à nascença -- isto é, timer-based audio scheduling em vez do cavernoso e tão 60s interrupt-driven scheduling. Mas o facto é que o som no Linux está irremediavelmente perdido... a não ser que alguém tenha a coragem e diga "vamos lá fazer esta porcaria do 0 outra vez! E desta vez eu quero a porra de um standard! O primeiro chico-esperto que faça um driver ou sound server sem obedecer ao standard é expulso da comunidade linux e como castigo vai trabalhar para a microsoft a ganhar 50 mil anuais em vez de colaborar nos maiores projectos Open Source do planeta!"

....

E uma nota:

Gosto. Gosto sempre. Mas como sempre... cheira-me a pouco. O que eu quero é isto:

Bugs resolvidos e não novas coisas que vão introduzir novos bugs (ou alguém dúvida que o DKMS e o KMS por exemplo não vão dar que falar neste departamento?). É que afinal isto é OpenSource ou não? Porque na minha caixinha pensadora OpenSource não precisa de se sujeitar aos mesmos caprichos de release dates do software comercial. Bom... talvez o fedora que é open source mas não é free. Mas o Ubuntu?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora