• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Ridelight

Toshiba carrega baterias em 10 minutos

3 mensagens neste tópico

A duração e segurança das baterias é actualmente uma das maiores peocupações dos utilizadores e a Toshiba tem vindo a trabalhar nesta área para desenvolver novas formas de conseguir cargas mais rápidas e maior durabilidade. A tecnologia SCiB, super charge batery, está já a ser aplicada a um portátil e pode chegar ao mercado em 2010.

Com o SCiB uma bateria de dração “normal” é carregada em 10 minutos, 4 vezes mais rapidamente do que uma bateria de iões de Lítio. A tecnologia tem ainda a vantagem de ser mais “verde” por garantir maior número de ciclos de carregamento – pode chegar aos 3 mil – e por isso evitar substiuições, mas é também mais segura por funcionar com maior estabilidade térmica e poder resistir a cuto-circuitos internos.

Há porém alguns problemas ainda a ultrapassar, como o facto de o carregador ser ainda de uma dimensão considerável, superior aos actuais modelos. Os responsáveis da Toshiba explicam porém que dada a rapidez do carregamento e a duração da bateria, o carregador será um elemento que fica em casa ou no escritório e não é transportado com o computador.

Embora os primeiros produtos comerciais em computadores só estejam previstos para 2010, a Toshiba vai desenvolver estas baterias para biblicletas eléctricas da Cannondale Sports Grou para modelos a colocar nos Estados Unidos e Europa.

Esta tecnologia tem porém concorrentes como o Micro Direct Methanol Fuel Cell (DMFC) que já está a ser experimentado num telemóvel pela Toshiba e que poderá vir a alargar-se aos PCs.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Quanto tempo de autonomia? O que interessa é quanto tempo dura a bateria, se demora 10min ou 40min a carregar é pouco relevante... ainda por cima se não for possível transportar o carregador...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Suponho que a velocidade de carga estará a ser comparada por unidade de energia, o que é merecedor de um valente WOOT ( :) ) para esta nova tecnologia.

Agora é substituir os transformadores ferromagnéticos por transformadores electrónicos e está o problema do tamanho resolvido. Essa mudança já aconteceu nos telemoveis aqu há uns 4 ou 5 anos. Os portateis ainda vêm todos com transformadores ferromagneticos por algum motivo que desconheço.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora