• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

_deXter

Estar no 2º ano e fazer cadeiras de 3º

25 mensagens neste tópico

Ora bem,

Quando ia fazer a minha segunda inscrição na faculdade reparei que como me posso inscrever a um total de 72 créditos, e fiz todas as cadeiras do 1º ano, tenho a possibilidade de me inscrever já em duas cadeiras de 3º ano, quando ainda vou para o 2º ano.

No entanto, tenho algumas dúvidas se isto poderá realmente ser produtivo, se vale a pena, se não vale... Se é custume o pessoal fazer isto se não é... Enfim, gostava de saber da vossa experiência o que acham, se vale a pena ou não.

Btw, estou no curso de MIEIC @ FEUP.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Acho que só depende da facilidade que tens no curso e do tempo livre que tens. Se não tiveres muito tempo, não vale a pena estares a sobrecarregar-te e acabar por fazer as cadeiras com menos qualidade do que podias.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu por acaso também descobri isso no outro dia, mas achei muito arriscado fazê-lo no primeiro ano, sem conhecimento algum da matéria... no segundo ano logo vejo e depois se o fizeres, diz a experiência...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Alunos do MEIC têm tido alguma saída profissional. Penso que ainda à umas semanas li qualquer coisa no semanário económico a referir a Microsoft. No entanto é possível que exista já alguma saturação do mercado quando terminares o teu daqui a 4 anos. Infelizmente as Licenciatura estão fortemente enfraquecidas nos dias de hoje e Mestrados ou Doutoramentos são o caminho a seguir. Na minha modesta opinião os Mestrados Integrados, como o do MEIC, são mestrados difíceis de defender quando colocados lado a lado com um Mestrado 5+3. Penso que foi Bolonha que introduziu os Mestrados Integrados, não foi? Em todo o caso acho-os um pouco estranhos e a contratar pessoal eu, pessoalmente, daria sempre preferência a um 5+3 do que um Integrado.

Independentemente da minha opinião, julgo que deves arriscar. Tens realmente é que dedicar-te ao curso pelo menos neste ano e procurares reduzir os teus tempos livres como referido pelo Pedro. Claro está, se estás a ter dificuldades com o curso porque questões curriculares ou mesmo porque a tua vida pessoal está a dificultar, então não o faças. Mas se não é o caso, forca. É que daqui a 4 anos estaria eu a dizer-te para procurares um Doutoramento. Portanto quanto menos tempo tiveres de faculdade, melhor.

EDIT:Já agora, estarás também a reduzir a tua carga para o ano seguinte. Se por acaso o próximo ano for mais complicado ou tiveres questões pessoais por resolver, terás em melhores condições de defender o teu curso. Digo isto porque... gostaria de ter tido a oportunidade de fazer cadeiras do ano seguinte quando andei na faculdade. Talvez tivesse acabado a minha licenciatura e prosseguido os estudos mais além. Ás vezes as coisas acontecem-nos de surpresa... nunca te esqueças. Jogar pelo seguro.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Ainda não tinha também pensado nisto, até à segunda passada nas inscrições para o 1º semestre em que me foram apresentadas cadeiras de 3º ano que poderia fazer. Inscrever para o IST é sempre uma correria e rapidamente desliguei dessa ideia e prossegui como já havia pensado, mas ainda neste momento penso que não custava nada fazer pelo menos aquela cadeira chamada Portfolio Pessoal I que podia ser que não desse muito trabalho...

EDIT:Bah, decidi-me e inscrevi-me a Portfólio I... :(

Ish, só vou ter 5 portfólios, não sei para que é tanta coisa...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Hum... Pois, estou a ver. Lol

Obrigado pelas respostas. Sinceramente ainda não decidi... Não tenho uma cadeira desse género vbmaster, se não talvez também já tivesse decidido.

Tenho algum receio que me aconteça o que o pedrosorio disse, até porque sinceramente também estou envolvido em algumas coisas este ano que não estava o ano passado, e não sei até que ponto conseguirei equilibrar as coisas... Mas pronto, ainda vou reflectir.. Lol

Se alguém tiver mais experiências, esteja à vontade... :(

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Marfig...alguma? ter o triplo dos estágios para os estagiários é alguma? Eu diria "bastante" ...

Btw, se eu for para o primeiro ano e me inscrever nalguma cadeira do segundo e, por ventura, não me estiver a correr bem e eu "desistir" e chumbar por faltas ou assim, há algum problema? Pessoalmente acho que não se perde nada em tentar.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Quando chega a altura em que deves desistir de tentar adiantar uma cadeira, nunca o fazes. Eu não me inscrevia em cadeiras do ano seguinte, a não ser que tivesse a certeza absoluta que as faria.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Se fosse uma cadeira "normal" não o faria.

Já é bastante tramado lidar com 5 disciplinas, quanto mais 6. Das três uma, ou é daquelas que te vai exigindo um pequeno esforço regular ao longo do semestre, ou é daquelas que só exigem trabalho na altura dos exames, ou é daquelas que quando caem os projectos é mais uma para a festa, sendo estas últimas são as piores e as que eu não arriscava.

Um pouco pela mesma razão que não faço melhorias não faço cadeiras de anos acima, a não ser que sejam estas mini-cadeiras. Já a razão porque não faço melhorias é porque geralmente as hipóteses dadas no semestre e segundas oportunidades são mais que suficientes para garantir uma nota porreirinha. Se a cadeira foi incrivelmente difícil de entender, é provável que o continue a ser, ainda por cima tornando-se num fardo que não temos muito tempo para arrastar. Se foi fácil e achamos que conseguimos tirar melhor, é pouco provável que aconteça. Tirei 16 a cálculo I e cheguei a ver outros testes de outros professores ou cursos e fiquei a olhar para aquilo. Uma melhoria, com outros professores é sempre um tiro no escuro, que vai exigir quase o mesmo esforço que antes (e este meu pensamento desde sempre já tem sido comprovado por experiências de alguns colegas). É claro que algo feito "a sério" resulta, mas dá um trabalho que pode prejudicar outras cadeiras mais importantes.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pois, são tudo cadeiras normais... A cadeira que supostamente daria menos trabalho (olhando exclusivamente ao número de créditos que vale, e que são 5) seria Programação em Lógica, isto no 1º semestre. E sinceramente não me parece que dê pouco trabalho.. Lol

Além disso, há ainda outra questão. É que as organização das cadeiras obedece a um referencial de evolução dos conhecimentos do aluno, suponho eu... E como é óbvio com certeza que um aluno que acabe o 2º ano ou um que esteja a acabar o 1º não deverão ter a mesma base de conhecimentos ao fazer uma cadeira de 3º ano. Ou seja, parece-me que há também uma certa precedência de conhecimentos a ter em conta... :\

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Marfig...alguma? ter o triplo dos estágios para os estagiários é alguma? Eu diria "bastante" ...

Pois. realmente não sei os pormenores. Apenas o que leio em algumas publicações de referência.

Andei na faculdade à 18 anos atrás. Nessa altura era essencialmente o IST e a Universidade do Minho. Não tínhamos nada dessas coisas. No entanto há uma outra coisa que mudou... a rapidez com que o mercado se satura. E a realidade daqui a 4 anos quando o _dexter sair do curso não vai ser a mesma que é hoje.

Em todo o caso, à medida que a carreira pós-graduação do _dexter se for desenvolvendo, cada ano é uma nova remessa de recém licenciados a fluir para o mercado. À velocidade a que Portugal cresce, o desenvolvimento económico não conseguirá oferecer respostas ao aumento da oferta de trabalho e a competição será mais aguerrida. Entretanto com inciaitivas como Novas Oportunidades que fazem subir artificalmente o padrão de habilitações em Portugal, a licenciatura vê o seu valor no mercado reduzido. Sugiro portanto que muitos dos actuais estudantes considerem seriamente a possibilidade de efectuarem Mestrados e Doutoramentos de modo a se manterem competitivos e assegurarem desde já posições relevantes nas empresas a que se candidatem.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu sinceramente acho que se dá demasiada importância a um mestrado a um gajo que tenha alta média... Por vezes isso não significa nada, pode ser apenas um gajo que seja inteligente e consiga fazer o curso com altas notas, mas se calhar outro menos inteligente, com uma média mais baixa, talvez faça um trabalho melhor na empresas X do que o gajo com alta média.

Claro que isto não interessa para nada, os patrões de cada empresa é que sabem e nós só temos é de gramar com as "regras" deles se quisermos arranjar emprego. Mas pronto, é o que eu acho... Eu não faço qualquer intenção de tirar mestrado e o meu curso não tem mestrado integrado. E não o faço por várias razões que não interessam para nada a agora. E não adianta insitirem comigo e que vale a pena e que pode diferenciar a futura posição que consigo numa empresa e bla bla, estou decidido a não tirar mestrado e tenho boas razões para o fazer. Mas são razões pessoais que não interessam para nada.

Não estou a dizer que não quero tirar mestrado ou que tirar mestrado é mau, simplesmente eu não o vou tirar.

Quanto ao assunto do tópico eu acho que não vale a pena na situação que te encontras. Acho que vale a pena se um gajo faz apenas algumas cadeiras e não passa de ano, ou seja, vai repetir o ano e vai ter poucas cadeiras e ai sim, compensa fazer algumas do ano seguinte para ir adiantando a coisa. Agora, se não chumbaste e estas a fazer tudo direitinho, não vejo razão para tal. Até porque isso não te vai tirar da universidade um ano mais cedo, vais na mesma que ter mais um ano com as cadeiras seguintes, para quê estar a sobrecarregar um ano e deixar o seguinte menos sobrecarregado? Por várias razões as cadeiras estão distribuídas uniformemente por anos/semestres, sendo que uma delas é para ninguém ficar sobrecarregado de trabalho ou pelo menos ajudar a evitar.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu sinceramente acho que se dá demasiada importância a um mestrado a um gajo que tenha alta média... Por vezes isso não significa nada, pode ser apenas um gajo que seja inteligente e consiga fazer o curso com altas notas, mas se calhar outro menos inteligente, com uma média mais baixa, talvez faça um trabalho melhor na empresas X do que o gajo com alta média.

Ninguém duvida que o gajo menos inteligente pode fazer melhor o trabalho Y na empresa X do que o outro. Tu estás é a desvalorizar ("pode ser apenas um gajo que seja inteligente") uma coisa que as empresas valorizam, e muito. É que, mesmo que o gajo inteligente faça pior o trabalho Y na empresa X, pela própria definição de inteligência, ele vai conseguir adaptar-se e aprender a fazer as mais variadas coisas mais rápido e melhor que o outro, e isso é uma grande mais valia para quem o contrata, sobretudo numa área em constante mudança como esta.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Após ter analisado o programa do 2º ano do MIEIC @ FEUP a única cadeira que me sentia capacitado e com tempo para fazer era Métodos Estatísticos, mas visto que é leccionada no 1º semestre e eu não conheço bem aquilo já decidi que não me vou inscrever.. outra cadeira possível mas que ia dar muito trabalho era a de AED, portanto também fica fora de questão. A prioridade é fazer as cadeiras do primeiro ano, todas, se possível, depois logo se vê...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

(...)É que, mesmo que o gajo inteligente faça pior o trabalho Y na empresa X, pela própria definição de inteligência, ele vai conseguir adaptar-se e aprender a fazer as mais variadas coisas mais rápido e melhor que o outro, e isso é uma grande mais valia para quem o contrata, sobretudo numa área em constante mudança como esta.

Says who? É precisamente isto que eu acho completamente idiota...

E até dou um exemplo, aqui ha atrasado (uns anos) pediram-me para fazer um simples CMS em PHP. Eu fiz o que me pediram em cerca de 2 semanas, mais ou menos e a trabalhar com calma, com tempo livre e etc... Entrego o produto e o cliente, que é o patrão de determinada empresa que trabalha na web, ficou completamente satisfeito e adorou o meu trabalho. E agora adivinha lá... um dos empregados dele estava encarregue de fazer o tal sistema e o que o cliente me disse foi que esse empregado já ia em 7 meses de trabalho e o CMS dele não chegava aos calcanhares do meu.

Pode ser mentira, mas não vejo uma única razão que o cliente tivesse para inventar tal mentira, ele não ganhava nada com isso, nem eu ganhava...

Eu fiquei em choque porque era um tipo de CMS mesmo limitado e simples que eu fiz em 2 semanas e um gajo que provavelmente teria algum curso na área, não o tinha feito em 7 meses... Com isto venho reafirmar o que disse lá em cima. Nem sempre o gajo mais inteligente sabe fazer as coisas melhores e mais rapidamente, ate porque eu sou um autêntico burro ;)

Nem sempre é assim, mas a minha opinião, é que nesta área funciona muito mais assim que por licenciaturas. Um gajo com bastante gosto na informática/programação é capaz de ter bastantes conhecimentos na área, mas noutras pode não ter e demorar mais tempo que o gajo inteligente a tirar uma licenciatura. Mas o gajo com gosto vai por norma superar o gajo inteligente. A não ser que o gajo inteligente seja um crânio, mas isto já são excepções à regra...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Nazgulled de certeza que esse tal gajo não era muito inteligente vá... por isso, esse exemplo não serve...

Concordo com o pedrosorio, claramente...

Ontopic:

Eu acho que não se deve fazer cadeiras adiantas. Se elas foram divididas assim, é porque a carga de trabalho seria melhor assim, tal como podem existir cadeiras do ano seguinte em que se espere que tenhas competências do ano anterior.

No fundo, não acabas o curso primeiro por fazer isso, até te podes prejudir nas notas, logo acho altamente desaconselhável...

E não me digam que se a cadeira é fácil que devia fazê-la já, porque se ela é fácil também vai ser fácil no ano seguinte (salvo raras excepções/anomalias relacionadas normalmente com trocas de docentes da cadeira).

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu vou para o 4º ano do mieic e não te aconselho a ter mais do que as 5 cadeiras normais por semestre. No máximo escolheria uma cadeira do primeiro semestre do 3º ano porque no 1º semestre do 2º ano ainda tens bastante folga, mas cuidado na escolha porque o 3º ano é puxado. Engenharia de Software e Base de Dados são as mais soft, Programação em Lógica é um pouco enganadora porque tanto se passa umas semanas sem trabalho, só a aprender noções, como de repente tens um pico com trabalhos a serem entregues com pouca antecedência relativamente ao prazo de entrega. Além disso, esta cadeira tem um trabalho conjunto com Laboratórios de Aplicações de Software, por isso convém estares inscrito às 2 ao mesmo tempo e LAS não é brincadeira nenhuma :P

O maior problema de fazer cadeiras de anos diferentes é que podes ter exames no mesmo dia ou consecutivos. A maior preocupação ao elaborar o calendário de exames é distanciar os exames das cadeiras do mesmo ano.

Acho que já to disse, mas a carga de trabalho de ano para ano aumenta consideravelmente. No 1º semestre do 2º ano não notas muito porque ainda tens cadeiras de matemática e física, onde não há muitos trabalhos. Mas no 2º semestre do 2º ano já começas a notar que o volume de trabalho aumentou bastante. E isso é só um aquecimento para o 3º ano ;)  Pelo que me disseram, o 4º ano é pior ...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Em resposta à mensagem de abertura do tópico:

Rapaz... acalma-te, vais ter muito tempo para esturnicares os miolos, não te preocupes. Curte é a vida. Se tiveres tempo a mais telefona ao pessoal que tambem tem tempo a mais ou ao pessoal que não gosta de estudar pelo menos a essa hora, e vão beber uns finos, quem não gosta de cerveja pode ir pelo social ;)

Partilho aqui aqui a minha experiencia que não é exemplo para ninguem mas mostra bem como oportunidades para marrar aparecem sem se terem que procurar.

Eu fui sempre nas calmas fazendo mais ou menos sete cadeiras por ano quando devia fazer dez.

Chegou a minha SÉTIMA matricula, já tinha ido um ano de erasmus curtir, já estava farto da mesma vidinha durante tanto tempo... então decidi acabar o curso desse por onde desse. Meti o pé no acelerador e no mesmo ano fiz 13 cadeiras e paralelamente o meu projecto de licenciatura que tem uma carga horaria de 4 cadeiras. Ou seja... o equivalente a 17 cadeiras!

Agora, eu fiz isso porque ao fim de tanto tempo queria andar para a frente, mas agora um homem no segundo ano já com pressa para acabar, parece-me totalmente desnecessário. Só a minha opinião.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Em resposta à mensagem de abertura do tópico:

Rapaz... acalma-te, vais ter muito tempo para esturnicares os miolos, não te preocupes. Curte é a vida. Se tiveres tempo a mais telefona ao pessoal que tambem tem tempo a mais ou ao pessoal que não gosta de estudar pelo menos a essa hora, e vão beber uns finos, quem não gosta de cerveja pode ir pelo social :P

Partilho aqui aqui a minha experiencia que não é exemplo para ninguem mas mostra bem como oportunidades para marrar aparecem sem se terem que procurar.

Eu fui sempre nas calmas fazendo mais ou menos sete cadeiras por ano quando devia fazer dez.

Chegou a minha SÉTIMA matricula, já tinha ido um ano de erasmus curtir, já estava farto da mesma vidinha durante tanto tempo... então decidi acabar o curso desse por onde desse. Meti o pé no acelerador e no mesmo ano fiz 13 cadeiras e paralelamente o meu projecto de licenciatura que tem uma carga horaria de 4 cadeiras. Ou seja... o equivalente a 17 cadeiras!

Agora, eu fiz isso porque ao fim de tanto tempo queria andar para a frente, mas agora um homem no segundo ano já com pressa para acabar, parece-me totalmente desnecessário. Só a minha opinião.

Concordo a 100%.

A vida é muito mais que estudar e trabalhar, deixem de ser nerds (;)) e aproveitem enquanto são novos, depois é tarde de mais.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Obrigado pelas vossas opiniões. :)

Agora, eu fiz isso porque ao fim de tanto tempo queria andar para a frente, mas agora um homem no segundo ano já com pressa para acabar, parece-me totalmente desnecessário. Só a minha opinião.

Não tenho pressa nenhuma em acabar. Muito pelo contrário.. Por mim era estudante a vida toda.

Simplesmente, faço tenções de acabar o curso em 5 anos, porque não me passa ao lado o esforço que os meus pais fazem para eu andar a estudar.

E também porque eu quero acabar em 5 anos o meu mestrado.

De qualquer das maneiras, comigo não precisam de se preocupar, se há coisa que tenho feito, é aproveitar a vida académica ao máximo! :D

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Um pouco pela mesma razão que não faço melhorias não faço cadeiras de anos acima, a não ser que sejam estas mini-cadeiras. Já a razão porque não faço melhorias é porque geralmente as hipóteses dadas no semestre e segundas oportunidades são mais que suficientes para garantir uma nota porreirinha...

Só para dizer que em casos excepcionais eu recomendo a fazerem melhoria, mas mesmo em casos especiais. Por exemplo este ano fiz melhoria de Fundamentos Programação em que tinha tirado 11 da primeira vez apenas porque me tinha desleixado nos testes e sabia que não me ia gastar muito tempo durante o semestre. Tive de perder uns 2 ou 3 dias com o Sudoko e mais umas horas a ler para os testes mas deu para subir para 15.

Mas acho que há melhorias que se devem fazer, a cadeiras que sabemos que vão exigir uma porção pequena de outras cadeiras e que podemos melhorar a nossa nota.

Uns valores ali, uns valores ali e a média vai subindo.

Cumprimentos

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu não fiz tudo do ano passado.

Mesmo que tivesse, não fazia nada do terceiro ano, porque não estou com pressa.

JJ

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu não fiz tudo do ano passado.

Mesmo que tivesse, não fazia nada do terceiro ano, porque não estou com pressa.

JJ

==espírito académico =P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
==espírito académico =P

Exacto! Qual é a pressa de acabar o curso?

Quer dizer... percebo que haja gente que tem pressa em arranjar emprego e isso. Mas informática tem tanta saida, mesmo antes de acabar o curso, que acaba por não ser preciso.

JJ

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora