• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

falco

Mozilla avança para a batalha da libertação do video e audio na WWW

37 mensagens neste tópico

A Mozilla, anunciou que a próxima versão do Firefox (3.1), vai suportar os codecs Vorbis e Theora e ainda o container OGG.

Isto significa que apesar do W3C ter recuado na inclusão da recomendação de utilizar estas tecnologias na especificação do HTML 5 (sob pressão de entidades como a Apple e Nokia). Que um importante player da industria acha que deve ser esse o caminho. Isto permitirá a à industria de software e de conteúdos, terem mais confiança na adopção destas tecnologias em alternativa a tecnologias proprietárias como as da Apple, Nokia e Adobe. Permitindo assim que as tecnologias que compõem a WWW, não sejam controladas por empresas que vão obviamente defender os seus interesses comerciais, em detrimento do interesse público, do mercado livre e da competição baseada no mérito.

Lembro que as tecnologias em causa foram criadas e são mantidas pela Xiph.org Foundation (uma entidade sem fins lucrativos), são documentadas e  normalizadas (o OGG tem RFCs publicados)que são livres de perigos relacionados com patentes e têm implementações de referência licenciadas de forma a poderem ser livremente estudas e implementadas por todos. Tudo isto faz com que sejam tecnologias que do ponto de vista legal e filosófico estejam completamente adequadas para serem utilizadas na WWW, ao contrário das tecnologias proprietárias que actualmente são mais utilizadas.

http://www.linuxinsider.com/rsstory/64039.html

http://news.softpedia.com/news/Mozilla-Firefox-3-1-on-It-039-s-Way-to-Setting-Web-Video-Standard-91432.shtml

Really taking back the Web!

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Oh! Isto são excelentes notícias!

E vai ser um passo gigante para forçar empresas como a Adobe e Apple a suportarem estes formatos também nos seus players. O Firefox, apesar de ainda não ser o browser mais usado, já detém uma percentagem importante de utilizadores, principalmente fora do meio empresarial onde estas tecnologias interessam (uma vez que é para esse mercado que são direccionadas). Imaginando o Vorbis e o Theora a ganharem um novo fôlego com este aperto de mão da Mozilla, não tenho dúvidas que para se manterem competitivos empresas como a Adobe e a Apple vão se ver obrigadas a suportarem também elas estes formatos... depois é uma questão de tempo até a Microsoft o fazer... se não o fizer antes.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Parece-me que o grande problema das empresas é de ninguém poder dar garantias de o Theora e o Vorbis serem mesmo livres de patentes. Quando o Vorbis e o Theora ganharem algum mercado vão ver as lawsuits a aparecer.

Não deixa de ser excelente! :D

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Já agora, não pensem que a malta da Mozilla foi a primeira a fazer este tipo de coisa. Tanto o Opera como os browsers baseados em WebKit já têm suporte para Vorbis e Theora.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Parece-me que o grande problema das empresas é de ninguém poder dar garantias de o Theora e o Vorbis serem mesmo livres de patentes. Quando o Vorbis e o Theora ganharem algum mercado vão ver as lawsuits a aparecer.

Ninguém pode nunca dar garantias absolutas. No entanto a Xiph.org foundation desenhou estas tecnologias com procedimentos específicos para evitar esses problemas e realizou estudos para dar uma segurança bastante grande nesse sentido, por exemplo foram realizadas buscas sobre potenciais infracções de patentes por parte de especialistas em nome da Xiph.org.

O risco é tão reduzido, que dizer que este é um problema real, não passa de FUD, até porque podemos acrescentar que não há patentes de software fora dos EUA e Japão (embora haver nesses países ainda afecte o que se faz fora deles) e nunca se provou em nenhuma discussão pública haver qualquer violação.

Já agora estas tecnologias são mais usadas do que a maior parte das pessoas pensa, por exemplo o OGG é frequentemente utilizado em jogos. Até a m$ já utilizou a OGG em alguns dos seus jogos (série HALO), a wikimedia tem montes de conteúdos disponíveis nestes conteúdos, etc...

Ainda bem que outros já fizeram isto antes. Parabéns a eles por o terem feito!

Mas tanto quanto sei o suporte no Opera é apenas experimental (uma versão especial de opera)... Ou será que já têm algo digno de produção?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Ninguém pode nunca dar garantias absolutas. No entanto a Xiph.org foundation desenhou estas tecnologias com procedimentos específicos para evitar esses problemas e realizou estudos para dar uma segurança bastante grande nesse sentido, por exemplo foram realizadas buscas sobre potenciais infracções de patentes por parte de especialistas em nome da Xiph.org.

O risco é tão reduzido, que dizer que este é um problema real, não passa de FUD, até porque podemos acrescentar que não há patentes de software fora dos EUA e Japão (embora haver nesses países ainda afecte o que se faz fora deles) e nunca se provou em nenhuma discussão pública haver qualquer violação.

Nestes casos é sempre algo duvidoso. Eu acredito que o Vorbis seja 100% livre, mas como disseste não existem certezas. Acredito que devem existir muitas empresas que não utilizam mais estes codecs devido a FUD. Também convém notar que embora o Vorbis já tenha sido usado em muitos produtos, o Theora ainda é relativamente recente. Quanto mais penetração ganhar no mercado, mais o FUD desparece.

Já agora estas tecnologias são mais usadas do que a maior parte das pessoas pensa, por exemplo o OGG é frequentemente utilizado em jogos. Até a m$ já utilizou a OGG em alguns dos seus jogos (série HALO), a wikimedia tem montes de conteúdos disponíveis nestes conteúdos, etc...

Sim, o Vorbis é bastante usado em jogos. Até existe uma lista no site da Xiph. Também existe uma lista de jogos que usam Theora - por acaso ainda são poucos.

Ainda bem que outros já fizeram isto antes. Parabéns a eles por o terem feito!

Não consigo perceber se estás a ser sincero ou sarcástico. Os outros que também estão a ter esta batalha também devem ser mencionados.

Mas tanto quanto sei o suporte no Opera é apenas experimental (uma versão especial de opera)... Ou será que já têm algo digno de produção?

Eu diria que é tão experimental como no Firefox, mas não tenho a certeza. Espero que a próxima versão do Opera já venha com o este suporte.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Quanto mais penetração ganhar no mercado, mais o FUD desparece.

Ou ao contrário porque não estou a ver a Apple ou a Adobe a levarem com um possível Theora mais disseminado de ânimo leve. Depois existe também o perigo de um SLAPP, acusando a Xiph de violar patentes ou copyrights. Mas percebo onde queres chegar.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Nestes casos é sempre algo duvidoso.

Só pode haver dúvidas, quando não se sabe que houve um grande esforço sério para evitar os problemas. Neste caso esse esforço foi feito e tendo em conta o que se sabe pelo assunto, não se provaram quaisquer problemas. Por tanto não me parece que hajam motivos racionais, relevantes para ter qualquer dúvida digna de nota.

Também existe uma lista de jogos que usam Theora - por acaso ainda são poucos.

A lista é sempre incompleta... Porque é muito difícil saber isso a respeito de todos os jogos. E penso que ninguém perde tempo relevante a tentar seguir essa informação. É mais quando calha alguém dar com isso...

Não consigo perceber se estás a ser sincero ou sarcástico.

Estou a ser sincero.

Eu diria que é tão experimental como no Firefox, mas não tenho a certeza.

Tendo em conta que num caso sabemos que já vai sair na próxima release e no outro não e que no caso da Opera não passa de trabalho de investigação, não creio que seja esse o caso. Mas espero estar enganado e que do lado da Opera a coisa já esteja mais avançada...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Depois existe também o perigo de um SLAPP, acusando a Xiph de violar patentes ou copyrights. Mas percebo onde queres chegar.

Tendo em conta que o código fonte dessas empresas não é público, não estou a ver como é possível uma violação de direito de autor... Se alguma dessas coisas for possível é a questão das patentes, mas a Xiph.org teve muito cuidado com isso, por isso não acredito que o risco de haver um processo perdido por causa disso seja digno de nota.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Ou ao contrário porque não estou a ver a Apple ou a Adobe a levarem com um possível Theora mais disseminado de ânimo leve. Depois existe também o perigo de um SLAPP, acusando a Xiph de violar patentes ou copyrights. Mas percebo onde queres chegar.

Realmente também existem esse problema. E não te esqueças da Nokia e da Microsoft, que também tem montes de codecs proprietários. :)

Já agora, o que pensam da remoção do Vorbis e Theora do spec do HTML5?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Acho que apesar de discordarmos sobre a importância do risco neste caso especifico, temos aqui um bom exemplo sobre como é que as patentes de software prejudicam gravemente a industria e o mercado de forma geral...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Já agora, o que pensam da remoção do Vorbis e Theora do spec do HTML5?

Tendo em conta que se tratava de uma recomendação e não de uma obrigação, acho que foi negativo, agravado por as alternativas terem problemas legais relacionados com patentes.

Contudo pode ser que se players como a Mozilla conseguirem ter sucesso com esta adopção conseguirem tornar esta a solução mais popular,  a questão fica remendada pela prática comum. E é por isso que esta notícia é importante...

O safari usa webkit... Hum.... Será que alguém pode testar contar-nos?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Já agora, o que pensam da remoção do Vorbis e Theora do spec do HTML5?

Por muito que me custe tenho de aceitar a decisão, Triton. Ou melhor... compreendo a ecisão. Seria muito errado por parte de um "Standards Body" suportar uma tecnologia sobre a qual pende a possibilidade de ter incurrido em quebra da lei de patentes.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

O safari usa webkit... Hum.... Será que alguém pode testar contar-nos?

Basicamente é assim: a versão do GTK+/WebKit suporta o Vorbis e o Theora utilizando o GStreamer. A versão utilizada no Mac OS X utiliza o QuickTime, que também suporta o Vorbis e Theora, mas só instalando codecs.

Por muito que me custe tenho de aceitar a decisão, Triton. Ou melhor... compreendo a ecisão. Seria muito errado por parte de um "Standards Body" suportar uma tecnologia sobre a qual pende a possibilidade de ter incurrido em quebra da lei de patentes.

Sim, também tenho de aceitar. Mas por um lado a web deve assentar sobre formatos livres, para ser acessível a todos. Pelo menos devia ser recomendado um formato base, como o Vorbis e o Theora. Talvez até ser obrigatório suportar Vorbis e Theora para cumprir complemente o standard do HTML5. Depois quem quiser utilizar formatos proprietários pode fazê-lo, utilizando extensões.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não é este o caso. Não há qualquer probabilidade REAL!

Nunca ninguém sequer processou ninguém com base nisto!

Todas as questão alguma vez levantadas (nunca acusações), foram respondidas concluido-se não haver fundamento. E para além do mais há tudo o que eu já disse antes.

Se há tecnologias sobre as quais não há sequer esse risco são estas!

Ao contrário das tecnologias proprietárias de fabricantes que já foram condenados por violação de patentes.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Neste momento dizer que existe um risco real de acontecer isso com estas tecnologias não passa de FUD e não tem qualquer tipo de fundamento.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Basicamente é assim: a versão do GTK+/WebKit suporta o Vorbis e o Theora utilizando o GStreamer. A versão utilizada no Mac OS X utiliza o QuickTime, que também suporta o Vorbis e Theora, mas só instalando codecs.

Mas o que é realmente relevante é se já tem os plugins para o gstreamer e os codecs por omissão... Caso contrário é pouco relevante...

Por exemplo o Firefox tem no seu código fonte a libpng, e se não existir suporte para png já no sistema onde o firefox for compilado então ele vai utilizar essa biblioteca para ter suporte para png. Penso que vai acontecer o mesmo com as tecnologias de que falamos neste tópico.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Por exemplo o Firefox tem no seu código fonte a libpng, e se não existir suporte para png já no sistema onde o firefox for compilado então ele vai utilizar essa biblioteca para ter suporte para png. Penso que vai acontecer o mesmo com as tecnologias de que falamos neste tópico.

Como sabes a malta dos sistemas *nix (onde o port GTK+ é usado) só faz praticamente shared linking, enquanto em Windows praticamente todos os programas fazem static linking das bibliotecas. Penso que isso vai ser feito a nível da distribuição. Hoje em dia praticamente todas distribuiem o GStreamer, e os plugins com suporte para Vorbis e Theora.

No caso da Apple não sei.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

FUD ou não, o problema levantou-se a dada altura. E a W3C não poderia responder de outra forma.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não é verdade que o problema se tenha levantado!

Levantou-se a questão, como não poderia deixar de levantar para todas as tecnologias (porque convém pensar sempre nestas questões), sendo que no entanto já havia resposta.

Nunca se materializou qualquer tipo de acusação. Nem nada que seja relevante.

Dizer que se levantou o problema para estas tecnologias é o mesmo que dizer que se levantou para todas, o que é errado!

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Falco... uma pergunta... tens a certeza que a Xiph não quebrou patentes? A certeza absoluta? Não tens pois não?

Portanto, uma vez que o problema se levantou, uma entidade responsável como a W3C simplesmente não pode fazer outra coisa! Epá é tão simples quanto isto. Qual é o teu problema afinal? Custa a compreender isto?

E é preciso lembrar que a W3C não recomenda nenhum encoder sendo esta a razão principal. Porque até um encoder proprietário corre o risco.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Falco... uma pergunta... tens a certeza que a Xiph não quebrou patentes? A certeza absoluta? Não tens pois não?

Nem é possível ter essa certeza.

Assim como não é possível ter essa certeza em relação a nenhuma outra entidade.

Não é razoável esperar ter essa certeza.

Esperar ter essa certeza significaria não fazer nada.

Portanto, uma vez que o problema se levantou,

Não se levantou o problema, porque não se levantou qualquer acusação material, nem há qualquer razão para querer que há qualquer problema.

O que se fez e é normal que se faça nestes casos, é procurar saber se há qualquer problema.

Visto que se trata de um standard é normal que se procure informar as pessoas relativamente ao impacto que a adopção do standard pode ter em todos os seus aspectos, incluindo o legal.

No caso destas tecnologias até agora não se encontrou qualquer problema e sabe-se que foram tomadas medidas para evitar esses problemas, pelo que há um excelente grau de confiança que não há qualquer problema.

Questionar-se sobre a existência de problemas, não é a mesma coisa que levantar problemas...

E não foi isso que provocou a decisão do W3C. O que provocou, foram as pressões da Apple e da Nokia, que por preferirem que fossem utilizadas tecnologias controladas por eles, fizeram pressão para que fosse dada preferência a tecnologias que fossem um standard de corpos como o ITU e em relação às quais essas empresas têm patentes.

Até porque o que não falta nas especificações do W3C é tecnologias em relação às quais há patentes.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

E não foi isso que provocou a decisão do W3C. O que provocou, foram as pressões da Apple e da Nokia, que por preferirem que fossem utilizadas tecnologias controladas por eles, fizeram pressão para que fosse dada preferência a tecnologias que fossem um standard de corpos como o ITU e em relação às quais essas empresas têm patentes.

Até porque o que não falta nas especificações do W3C é tecnologias em relação às quais há patentes.

Por favor, lê isto http://www.w3.org/html/wg/html5/#video0 (o texto a vermelho)

Nokia ou da Apple a pressionarem a W3C? Por favor!

Mostra-me onde.

Falco, eu não defendo tecnologias proprietárias em função de tecnologias opensource. Muito pelo contrário. Podes ter mesmo a certeza que estou na linha da frente na defesa de tecnologias assentes em modelos não proprietários e OpenSource. Mas não aceito criticas ao modelo proprietário também. É tão legitimo como o teu direito de montares uma loja e venderes o teu trabalho.Mas vejo-me sempre a fazer o papel de advogado do diabo porque com toda a franqueza... FUD? FUD há dos dois lados meu amigo! E eu não posso com FUD.

Também não posso com esta noção que a única forma de defender a ideologia OpenSource é atacando as tecnologias proprietárias como se fossem o grande Satan. Esse, digo-te já e aqui, é o pior serviço que podes prestar ao movimento OpenSource. Eu já andava por aqui quando o termo OpenSouce ainda não existia. Vi-o nascer e sempre o acarinhei. Custa-me que muitos ainda não tenham percebido o que OpenSource é, o que significa, e como sempre se pretendeu posicionar no mercado. O movimento OpenSource não é uma resposta às tecnologias proprietárias. O movimento Opensource é sobre desenvolvimento comunitário e uma busca constante de empresas que estejam dispostas a aderir a este modelo, tanto na abertura do seu próprio software à comunidade, como na colaboração em outros projectos.

OpenSource é sobre cooperação e aceitação que uma empresa também tem direito ao seu código fechado se assim o entender. É isso que a OSI sempre defendeu, É isso que o OpenSource é, e é isso que empresas como a IBM e a Sun, por exemplo, abraçaram. Mas pelos vistos os pequenos fanáticos do open source (muitos que nunca contribuiram com uma linha de código que seja) ainda não compreenderam.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Aqui está uma das minhas fontes sobre a pressão dessas empresas:

http://yro.slashdot.org/article.pl?sid=07/12/11/1339251

Nada que está nesse texto a vermelho diz que se refere às tecnologias que falamos nesta thread.

Nem nunca se fez qualquer acusação nem a sustentou a respeito de haver ameaças credíveis a este respeito em relação às tecnologias da Xiph.org.

Em primeiro lugar eu associo-me o movimento de Software Livre e não ao do Open Source Software (vê lá se aprendes a pelo menos escrever o nome bem). Não me associo de forma alguma ao OSI. Os ideais que defendo são próximos aos ideais da Free Software Foundation.

Em segundo lugar o problema do software proprietário é filosófico e o Software Livre existe precisamente porque o software proprietário não é eticamente aceitável e não tenho problemas em dizer isso. O Open Source Software é uma resposta ao Software Livre, uma resposta por parte de quem não tem coragem de assumir ideiais com firmeza. O movimento de Software Livre é uma resposta à criação do software proprietário.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora