• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

zecapistolas

Debian - Testing ou Stable?!

31 mensagens neste tópico

Boas Pessoal,

Tou a pensar em instalar Debian, como tal fiz uma lista de programas que normalmente preciso....e fui à procura de alternativas em Linux....  :P  :ipool:

Depois da lista completa.... deparei-me com uma dúvida  :hmm:.... Alguns programas que futuramente vou instalar, os pacotes para Debian só existem em Testing.

Se instalar a versão Stable, posso instalar os programas cujos pacotes são Testing ?! adicionam para isso os devidos repositórios....

cumps  :D

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Poder podes, mas se o software tiver dependências, não é difícil teres problemas, que terás que resolver à mão, e que podem dar bastante trabalho para não fazeres estragos.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Poder podes, mas se o software tiver dependências, não é difícil teres problemas, que terás que resolver à mão, e que podem dar bastante trabalho para não fazeres estragos.

Não, não tem de resolver à mão. O que pode acontecer é ter de actualizar uma carrada de pacotes só por causa de uma dependência.

Se for para Desktop na minha opinião mais vale instalares a Testing em vez da Stable.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não é boa ideia fazer essas misturas. Isso é só mesmo para quem tem muita experiência com o pinning do dpkg e mesmo assim pode dar mais trabalho do que vale a pena (ainda te arriscas a quebrar muita coisa e a gastar horas a tentar reparar).

A versão Testing de Debian é extremamente sólida (mais que a maior parte das releases finais da maior parte das distribuições, incluindo as mais populares), ainda para mais, esta testing já está bastante adiantada. A partir da próxima semana já não entra mais nenhum pacote/versão de pacote vinda da unstable (aka sid), o que significa que acham que já chegou a altura de trabalhar para promover a testing a stable.

Dependendo da importância do que queres fazer, recomendo-te que consideres utilizar testing, ou então se o que queres estiver no repositório main do Ubuntu, recomendo que uses a versão LTS mais recente de Ubuntu. Mas misturar repositórios de versões diferentes é bastante arriscado.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não, não tem de resolver à mão. O que pode acontecer é ter de actualizar uma carrada de pacotes só por causa de uma dependência.

Já me acontece querer instalar uma package para a qual ele precisava de uma versão mais recente de uma biblioteca, e o Synaptic pura e simplesmente deu erro.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Ou instalar uma bilbioteca que mais tarde veio a ser precisa na versão anterior para outro programa... isso de misturar nunca é bom. Mas como te disseram, a Testing é suficientemente estável. A stable até a vais achar relativamente antiquada :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Ok.... Obrigado pela ajuda....

Vou instalar a versão Testing....  :P

cumps  :D

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

E se por exemplo instalar uma versão mais recente de uma biblioteca como a glibc, ainda se arriscava a que muita coisa por e simplesmente deixasse de funcionar, às tantas até mesmo algo crítico.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pois, foi o que me aconteceu uma vez, daí ter avisado :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

O meu processador é de 64 bits, acham vantajoso instalar um Linux de 64 bit's ?!

Mas e depois os programas que instalar, eles estão optimizados para 64 bit's?! Ou depois tenho que os compilar eu?!  :hmm:

cumps  :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

E para o utilizador comum, não estou a ver nenhuma vantagem para o uso de 64 bits.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Claro que há vantagem, a vantagem é a performance. Se utilizarem o computador com intensidade, então vão notar diferença. Os problemas são que normalmente os programas para 64 bits não são tão estáveis,  e que nem tudo existe para 64 bits.

Em Debian a gestão de pacotes é feita com pacotes pré-compilados. Mas também podes optar por compilar com o apt-src, que a maior parte dos utilizadores desconhece.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

De experiência própria, instalares uma distribuição de 64 bits, mesmo o Ubuntu, vais ter problemas com compatibildiades, instabilidade, etc.. Eu tenho o Ubuntu normal a correr no meu processador de 64 e funciona bem :D

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

De experiência própria, instalares uma distribuição de 64 bits, mesmo o Ubuntu, vais ter problemas com compatibildiades, instabilidade, etc.. Eu tenho o Ubuntu normal a correr no meu processador de 64 e funciona bem :D

Ainda ninguém "investe" muito na plataforma de 64 bits,por agora. Deixem passar uns aninhos (não tantos quanto isso...)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Ainda ninguém "investe" muito na plataforma de 64 bits,por agora. Deixem passar uns aninhos (não tantos quanto isso...)

Vai uma loja, procura um computador de média gama (C2D para cima e CPUs da AMD) que não tenham processador com 64bits e eu pago-te um café. :D

Está tudo preparado para a transição para 64bits, só falta a adesão massiva dos editores de software aos 64bits para valer a pena a transição. Isto para os utilizadores comuns.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Tirácio, o problema é que os sistemas operativos OEM que vêm com esses computadores 32bits. Assim, é natural que não haja adesão por parte dos developers.

Antes utilizava Ubuntu e Debian 64bits mas depois passei para 32bits, por causa dos problemas de compatibilidade. O meu portátil é 64bits e mesmo assim também instalei o Archlinux 32bits.

Nesta questão, os contras pesam mais que os prós.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Boas....

Acabei gorinha de instalar o Debian Testing.... correu tudo bem :):P

Mas quando inicio o Debian, ele ñ entra em ambiente gráfico, fica sempre em modo "DOS".... faço login na consola e ñ passa dai....

Que se passa?!  :wallbash:  :wallbash:

cumps  :D

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Instala o gdm (ou similar).

Ou então executa o comando startx.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Instala o gdm (ou similar).

Ou então executa o comando startx.

Mas ñ era suposto isto já vir com o Gnome por defeito?!

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

O GNOME não precisa do GDM, por isso é natural que possas instalar um sem o outro.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Já instalei o gdm, e agora como instalo o Gnome?!

é que apt-get install gnome, ñ funciona!!

cumps  :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pensei que já tivesses o GNOME instalado e que o único problema fosse entrar no modo gráfico...

Vê a package gnome-desktop-environment.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pensei que já tivesses o GNOME instalado e que o único problema fosse entrar no modo gráfico...

Vê a package gnome-desktop-environment.

Obrigado, era isso mesmo, já está a rolar....

cumps :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora