• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Ridelight

Escolas sem papel nem caneta

22 mensagens neste tópico

Esqueçam o caderno de papel, o lápis e a caneta. Os cerca de seis mil alunos das escolas primárias da Maia vão receber, no próximo ano lectivo, uma pen-drive.

É o caderno digital, que permite fazer quase tudo com um toque no quadro virtual.

"O Governo apregoa muito as novas tecnologias, mas nós andamos sempre um passo à frente", sentenciou Bragança Fernandes, presidente da Câmara da Maia, na apresentação do projecto, ontem à tarde. A Autarquia vai adquirir sete mil "cadernos digitais" para distribuir, gratuitamente, por todos os alunos e professores do 1º ciclo do Ensino Básico.

"Como é normal, também nesta matéria somos pioneiros. Somos a primeira câmara do país a implementar este sistema", observou Bragança Fernandes.

Nogueira dos Santos, vereador da Educação, realçou que o projecto evitará, ainda, que as crianças andem com mochilas sobrecarregadas às costas. A "pen-drive" cabe no bolso.

No pequeno dispositivo informático, estarão disponíveis "aulas com modelos de trabalho para alunos, notícias, actividades, jogos pedagógicos e galeria de trabalhos, entre outras funcionalidades". A cada grau de ensino corresponderão conteúdos diferentes. E todos os anos as "pen-drive" serão substituídas, acrescentou Bragança Fernandes.

Com o "caderno digital", os alunos poderão trabalhar as lições em casa (os responsáveis municipais acreditam que a maioria tem computador em casa), o que também permitirá aos pais acompanhar a sua evolução.

O presidente da Câmara da Maia referiu que o investimento municipal no projecto ascende a cerca de 400 mil euros. É que além dos "cadernos digitais" há que comprar cerca de 250 quadros virtuais e interactivos, que permitam viabilizar o sistema. "Teremos quadros interactivos em todas as salas de aula [mais de 200]", sublinhou o autarca.

Os professores receberão formação específica para trabalhar com os novos equipamentos e conteúdos informáticos. Uma formação necessária, até, para que consigam aproveitar todas as potencialidades do sistema.

"Tenho a certeza que vamos ter muitos seguidores no país", vaticinou Bragança Fernandes. "Quem me dera ser pequenino hoje. Pelo menos na Maia. Está tudo muito mais simplificado, para que o ensino seja melhor", acrescentou o autarca.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

"os responsáveis municipais acreditam que a maioria tem computador em casa"

Decisões tomadas com base do "Eu acredito". Os que não têm ficam para trás. Ou então esperam pelo alargamento do e-escolas às escolas primárias...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

400 mil euros em pens e quadros iteractivos.

Não haveria sitio melhor onde deitar dinheiro  fora.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Fabuloso, e como raio vou eu aprender a escrever? :\

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Escrever manualmente será considerado pintura rupestre.

Agora martela-se. (No teclado).

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Só espero que as pens tenham algum sistema de password, senão podem ser roubadas.

E ainda bem que é só para os da escolas primárias, porque senão os alunos enchiam aquilo tudo com pornografia e músicas sacadas por torrent (o que talvez aumentasse a troca com os alunos, excepto que em vez de se emprestar cadernos, emprestava-se pornografia).

E essas pens vão ter quanta capacidade?

E depois existe o problema de que é muito mais fácil de se perder uma pen do que um caderno, e se se perder a pen, é o mesmo que perder os cadernos todos (e pelos vistos o lápis e a caneta).

E se vão remover os lápis e as canetas, com quê é que eles vão fazer os testes? (E sim, compreendo que o jornalista quis fazer uma metáfora, escusam de cair em cima de mim ;)).

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não tarda nada acabam com as mochilas, os livros passam a ser em .pdf.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

E depois os miudos passam a usar oculos mais cedo ainda...

A tecnologia é extremamente importante mas tem que se saber quando se deve usá-la e em que medida... o que estão a fazer é um abuso...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não tarda nada acabam com as mochilas, os livros passam a ser em .pdf.

e achas isso mau? ou preferes andar com não sei quantos QUILOS de livros às costas? ...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

No meu tempo tive Matemática, Português, Estudo do meio, e no 4º ano Música, Inglês e Educação física. Cada disciplina tem no máximo 2 livros que não são pesados e um caderno, e aposto que não vão ter todos os dias todas as disciplinas. Em vez de se centrar o ensino APENAS na tecnologia, deveria-se dar melhores horários e depois criar facilidades para explorar os computadores para além dos jogos. :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

No meu tempo tive Matemática, Português, Estudo do meio, e no 4º ano Música, Inglês e Educação física. Cada disciplina tem no máximo 2 livros que não são pesados e um caderno, e aposto que não vão ter todos os dias todas as disciplinas. Em vez de se centrar o ensino APENAS na tecnologia, deveria-se dar melhores horários e depois criar facilidades para explorar os computadores para além dos jogos. :P

No quinto ano eu senti bem o peso na mochila, tinha para aí 4 ou 5 disciplinas diferentes por dia (ainda eram aulas de 50 minutos), com dois livros e um caderno cada uma, quando não levava o saco de educação física e / ou a pasta de EVT, agora faz as contas e vê se não é peso a mais para um puto de 8 a 10 anos :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

No quinto ano eu senti bem o peso na mochila, tinha para aí 4 ou 5 disciplinas diferentes por dia (ainda eram aulas de 50 minutos), com dois livros e um caderno cada uma, quando não levava o saco de educação física e / ou a pasta de EVT, agora faz as contas e vê se não é peso a mais para um puto de 8 a 10 anos :P

Coitadinho... Como ele se lembra bem... Ficou traumatizado... :P

On-topic: Também me parece um exagero gastar tantos recursos numa coisa destas mas pronto...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Coitadinho... Como ele se lembra bem... Ficou traumatizado... :P

On-topic: Também me parece um exagero gastar tantos recursos numa coisa destas mas pronto...

Epá não fiquei, mas se fosse possível andar com um e-book era melhor, digo eu :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Muito francamente, acho que a experiência de ler um livro em papel não se assemelha nem de longe à de o ler no ecrã de um computador. Nunca consegui ler um livro inteiro em formato digital, no entanto se o imprimir é na boa. Mas posso ser só eu...

Só espero que as pens tenham algum sistema de password, senão podem ser roubadas.

(...)

E depois existe o problema de que é muito mais fácil de se perder uma pen do que um caderno, e se se perder a pen, é o mesmo que perder os cadernos todos (e pelos vistos o lápis e a caneta).

Isto são dois factos que não dão para ignorar. Ainda há um mês perdi uma pen e com ela os trabalhos que lá estavam. Houve um do qual não tinha cópia feita (eu sei, erro meu), e que tive que voltar a fazer de raiz. Além de que, em escolas primárias, é bastante fácil existir um "mauzão" (provavelmente mais que um) que queira roubar as pens "só porque sim".

E se vão remover os lápis e as canetas, com quê é que eles vão fazer os testes? (E sim, compreendo que o jornalista quis fazer uma metáfora, escusam de cair em cima de mim :P).

lol

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pronto, agora:

Falha a luz -> não há aulas.

A pen apanha um daqueles virus de autorun -> para de abrir -> o professor não sabe o que fazer -> o aluno fica sem "caderno".

O aluno não tem PC/tem o PC avariado -> Não faz os TPC.

Entre outras coisas que não gosto de quando implementam alguns sistemas informáticos nas escolas.

Não que eu seja contra o progresso, mas (no caso da minha escola), vê-se muitas coisas que estavam bem e que a implementação de um sistema informático só veio complicar.

Os responsáveis pelas escolas deviam fazer as "actualizações" com calma. Não há necessidade de mudar tudo de um dia para o outro. :P

Por exemplo, oferecer pens com algum material de estudo (jogos, vídeos, etc), não descartando os cadernos, livros e outros materiais...

TheDark: Eu por acaso no PC também não consigo ler livros, no entanto se passar os PDF para a PSP até leio bem. Penso que o mal não está tanto no ecrã mas mais no facto de ter de se estar quase sempre na mesma posição (se bem que é mais agradável ler no papel do que no ecrã).

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

TheDark: Eu por acaso no PC também não consigo ler livros, no entanto se passar os PDF para a PSP até leio bem. Penso que o mal não está tanto no ecrã mas mais no facto de ter de se estar quase sempre na mesma posição (se bem que é mais agradável ler no papel do que no ecrã).

É provável. Enquanto estava a escrever o post anterior lembrei-me precisamente da posição do ecrã relativamente à dos livros. Tenho que experimentar. Que software utilizas para ler os PDFs na PSP?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Muito francamente, acho que a experiência de ler um livro em papel não se assemelha nem de longe à de o ler no ecrã de um computador. Nunca consegui ler um livro inteiro em formato digital, no entanto se o imprimir é na boa. Mas posso ser só eu...

Por acaso não tenho problemas em ler livros no computador, e já vários livros com 600 e tal páginas.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Por acaso não tenho problemas em ler livros no computador, e já vários livros com 600 e tal páginas.

:cheesygrin: Eu não consigo...
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Se isto é verdade, acho que esta iniciativa é simplesmente ridícula. Nem toda a gente tem computadores, ou possibilidade de adquirir um.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

livros em pc são uma nhanha, mesmo....

deitar dinheiro foraaaaaaa

um dia destes vemos presdentes a fazer charros com notas...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

É provável. Enquanto estava a escrever o post anterior lembrei-me precisamente da posição do ecrã relativamente à dos livros. Tenho que experimentar. Que software utilizas para ler os PDFs na PSP?

Uso o Bookr.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

O melhor vai ser o putos a deitar as pens fora e dizer a o cão comeu...

É sempre mais credível que comeu-me o caderno...

Será que os professores vão ter sistema de backup das pens hahahaha isto vai ser de rir, um puto liga a pen em casa onde o irmão mais velho passa horas a ver p0rn, apanha um daqueles vírus malucos, chega a escola lixa a rede toda vai ser mais o tempo a resolver estes problemas que a usar a "mais valia" alem disso se a caligrafia neste momento já é horrível imaginem assim, e a ortografia??? será que eles vão desabilitar o corrector ortográfico ou vão deixa lo ligado para os miúdos...? eu por acaso estudei na escola primaria da maia pena k foi 12 anos atrasado :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora