• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

PJM

VB 6.0 ou VB 2008 .net

23 mensagens neste tópico

Pessoal é o seguinte, trabalhei este ano lectivo com o VB 6.0, não recorri as versões mais recentes porque os meus testes assim como trabalhos tinham de ser feitos em VB 6.0, agora acontece que acabou o ano e não irei dar mais VB 6.0.

Mas eu gosto de programar, e agora estava numa de interagir com o windows, mas não sei muito bem por onde começar (já consegui alterar o registo no VB 6.0) e gostaria de saber qual a melhor plataforma para fazer isto, isto é, alterar coisas do sistema operativo ou mesmo sacar informações da internet.

Cumprimentos,

     PJM

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

A tua questão está um pouco confusa mas o que queres é alterar coisas do sistema operativo e sacar coisas da internet ?

E queres saber qual é a melhor versão ?

Mesmo sem saber bem o que queres posso já responder ... VB2008

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Sim de facto não fui muito explicito e peço desculpa.

O meu objectivo é fazer programas que interagem com o Windows, por exemplo desactivar o UAC do windows vista através do registo, etc... Assim como sacar informações de páginas, por exemplo, sacar os títulos de notícias do site da sapo.

O VB2008 muda muito em relação ao VB6? É que pelo que vi tem umas coisinhas diferentes...

Espero ter sido explicito desta verz.

Cumprimentos,

  PJM

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

O VB2008 muda muito em relação ao VB6? É que pelo que vi tem umas coisinhas diferentes...

Muda algumas coisas (se fosse do VB 2005 para o 2008 eu pessoalmente não noto grandes diferenças), mas como um professor meu um dia disse  tanto faz programar em C++, Java, VB.Net, C# etc..., se perceberem os conceitos de programação tanto faz a linguagem que se usa, e tem razão, porque se souberes programar bem em VB6 só tens que aprender a sintaxe de vb.Net 2008 e de como as coisas se processam, porque não te vou dizer que vb 2008 é igual a vb6 mas aprendes com facilidade se já souberes vb. Eu comecei a programar com linguagem orientada a objectos com C++, depois disso já trabalhei com VB.Net e C# e aprendi com relativa facilidade porque já tinha os conhecimentos adquiridos com C++.

PS: Podem chamar-me doido ou antiquado ou o que quiserem mas tenho uma opinião, se aprenderem a programar em C++ facilmente aprendem outra linguagem orientada a objectos.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

No geral diria que a tua opinião está correcta, mas também é importante mencionar que cada linguagem tem funcionalidades especificas e que podem ser ou não fáceis de aprender/usar, depende de cada um obviamente. O que quero dizer é que por mais que percebas de linguagem X, não quer dizer que percebas tudo de linguagem Y, a maioria das coisas é comum, saber syntaxe e tal mas há sempre coisas mais especificas...

De qualquer forma, eu nem preciso de pensar duas vezes, a resposta vai ser sempre qualquer versão do VB desde que não seja a 6 ou inferior... De preferência a mais recente que traz sempre funcionalidades melhores :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

No geral diria que a tua opinião está correcta, mas também é importante mencionar que cada linguagem tem funcionalidades especificas e que podem ser ou não fáceis de aprender/usar, depende de cada um obviamente. O que quero dizer é que por mais que percebas de linguagem X, não quer dizer que percebas tudo de linguagem Y, a maioria das coisas é comum, saber syntaxe e tal mas há sempre coisas mais especificas...

Exacto Concordo com o que dizes, por exemplo se tiveres que trabalhar com inteligência artificial já terás que conhecer uma outra linguagem do tipo funcional ou assim, em que as coisas já são diferentes de uma linguagem orientada a objectos (por exemplo se aprenderes haskell, facilmente aprenderas Lisp ou Scheme digo eu...) como já disse num outro tópico tudo depende depois do problema que tenhas que resolver porque se quiseres programar sistemas embutidos não o irás fazer com VB.Net ou C# mas talvez com c/c++ e assembly porque claro está como dizes está relacionado com coisas específicas das linguagens

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

lordnins também concordo contigo, até porque eu este ano também dei javascript, e não tive quaisquer problemas, só mudava a sintaxe.

Agora o problema é conhecer a sintaxe desta plataforma :\

Cumprimentos e obrigado pelas respostas :(

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Aproveitando o topico, para quem quer desenvolver coisas mais serias e partir depois para a distribuiçao do seui programa nao e melhor o VB6, ouvi dizer que nos programs feitos em  VB 2008 (e 2005 / 2003) se consegue facilmente retirar o source do programa. E verdade?

Cumps ;)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Sim, é, e so what? Primeiro, eles não sacam o source exactamente como tu o fizeste e por vezes deverá ser mais fácil programar do início do que usar o source sacado do executável. Mas se isso é um problema, usa o Dotfuscator que vem com o VS para ofuscares o código e dificultares a extracção do source...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Sim, é, e so what? Primeiro, eles não sacam o source exactamente como tu o fizeste e por vezes deverá ser mais fácil programar do início do que usar o source sacado do executável. Mas se isso é um problema, usa o Dotfuscator que vem com o VS para ofuscares o código e dificultares a extracção do source...

Thanks, ja fiquei esclarecido ;)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

onde fazer o download free de .NET Obfuscator Dotfuscator  ?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

com a ajuda do google.

Entretanto em relação à pergunta inicial, o melhor mesmo é começares a estudar o VB.Net e aos poucos ires abandonando o VB6. O Visual Basic foi descontinuado pela Microsoft.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

com a ajuda do google.

Entretanto em relação à pergunta inicial, o melhor mesmo é começares a estudar o VB.Net e aos poucos ires abandonando o VB6. O Visual Basic foi descontinuado pela Microsoft.

Praticamente de acordo com todos os posts neste tópico.

Até porque o VB6 já não tem qualquer tipo de apoio (actualizações, suporte (ainda tem mas não o mesmo que VB.NET porque exemplo), etc).

Aconselho-te a ir mudando aos poucos, começares a fazer as tuas primeiras aplicações, por mais simples que sejam, que aos poucos e poucos, vais conseguindo fazer de tudo.

Por exemplo eu, só há cerca de umas semanitas é que consegui perceber como trabalhar com as BD's no VB.NET, e era tão fácil [...]

Cumps :D

PS: Milionésima mensagem no P@P  :D

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Offtopic: é milésima, não milionésima :)

Offtopic: Podias ter-me mandado uma PM com isso ;) tenho andado a espalhar mal a minha assinatura xD

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Bom... esta é a minha primeia participação hehehehe

E "renovo" este tópico para discordar um pouco das opiniões expressas anteriormente pelo seguinte...

Ao programar em VB6 têm a grande vantagem de poder entregar um produto final pronto funcional e sem ser necessário exigir mais nada ao utilizador. Utilizando as novas plataformas Visual Basic, será obrigatório aos utilizadores o download e actualizações do framework aumentando assim a dependência do nosso trabalho em relação ao trabalho de "outros". Se a qualquer momento um qualquer "injinheiru" da Microsoft se lembrar de modificar qqr coisa que torne o nosso programa incompatível, pronto, está o caldo entornado.

Já para não falar nas mais diversas versões que já polulam por aí que obrigam os utilizadores a intalar as mais diversas versões do framework para que todas as aplicações funcionem.

Um executável VB6 é um executável... enquanto as aplicações 32bits funcionarem, o nosso executável estará a "bombar" e é por isso mesmo que não vejo o numero de programadores de VB6 a diminiur assim tanto em numero na comunidade internacional.

Reconheço que eu mesmo passei por dificuldades (e estou a passar) para adaptar o meu pequeno programa ao Vista e Windows 7 mas isso não se deve ao executável em si, mas à forma como eu o fiz interagir com outras aplicações externas e ao facto de ter estado afastado por uns meses valentes "deste mundo" e um ano fora disto torna-nos em dinossauros desactualizados lol

Obrigado por me acolherem nesta casa.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Discordo completamente do que dizes e não deves ter muito conhecimento de causa, pois com VB6 não geras um executável "stand-alone" como tu pensas, pois com VB6 o utilizador vai necessitar do Visual Basic Runtime Library, que nos sistemas windows actuais já encontras instalado e por isso não necessitas de o mandar instalar ao utilizador, bem com o .Net framework também normalmente já está instalado nas máquinas e actualizado através do windows update, por isso como vês não há assim diferença nenhuma.

Eu era das pessoas que defendia VB6 porque como tu também achava (erradamente) isto dos frameworks que era muito confuso, e que era software mais lento, que era abuso instalar um runtime de 200MB só para correr uma aplicaçãozeca minha, etc. Temos que ver que os frameworks ajudam bastante no desenvolvimento tornam determinadas tarefas mais simples/produtivas/rápidas etc, e isto que digo não serve só para o .Net, serve para Java, Python, Perl, estes 2 últimos sei que são interpretadores mas o funcionamento no geral acaba por ser um pouco do mesmo género, etc.

Resumindo, no mundo tecnológico temos que nos actualizar com os tempos, porque se determinadas tecnologias vão ficando obsoletas não podemos continuar a depender delas (a microsoft penso que já não dá suporte ao VB6) e se existem novas maneiras de fazer as coisas temos que tentar aprende-las e não ficar agarrados ao passado.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

É claro que seja qual for a linguagem, tem que haver um suporte mínimo mas desde que esta esteja incluida no SO deixa de haver esse problema. Ok o framework vem instalado com o Windows (que até nem vem, nem um nem outro... nem VB nem framework, mas pronto) mas quantas actualizações já foram feitas? quantas versões? Fazemos um pequeno programa para por exemplo fazer o controle de tempos de produção numa secção fabril.... o nosso programa até só tem 10MB mas para instalar no cliente (que pode nem ter internet no PC onde o vamos instalar) temos que "carregar" 400MB ou mais de software pelo qual de uma forma ou outra, temos que nos responsabilizar e garantir suporte! Sim... é que ainda por cima, nas versões OEM do SO a Microsoft não dá suporte... esse está ao encargo da empresa que o vende junto com a máquina hehehehehe.

A diferença é esta... facilmente um utilizador consegue colocar o meu programa (DAudioK, já agora passe a publicidade - programa não conhecido em portugal, como sempre o que é nosso é mau, mas largamente utilizado por esse mundo fora principalmente no "mundo" da codificação de video) em Linux, por exemplo.

Quando num tópico coloquei a hipótese de migrar para .net muitos problemas foram levantados por centenas de utilizadores porque tornaria essa tarefa quase impossível, pelo menos à época.

E não é uma questão de confusão, é uma questão de facilidade. Ainda à pouco tempo necessitei de instalar um programa (AVSEdit) e embora tivesse instalada a ultima versão do framework (3.5), fui obrigado a fazer o download da versão 1.1!?!

Para as grandes companhias, isto não é grande problema, claro... mas para os pequenos programadores independentes sem um departamento de suporte, são maiores as dores de cabeça e as perdas de tempo desnecessárias.

Como poderá verificar, a última actualização que fiz do meu software foi há 2 anos, se não estou em erro... pode ser que entretanto a comunidade Linux entretanto tenha resolvido os problemas existentes à altura e pode ser que agora que estou de volta me dedique à migração mas sinceramente a vontade não é muita... a tentação é mesmo passar de uma vez por todas para C++ para pura e simplesmente evitar "chatices".

Supostamente, obrigada pela comunidade imensa de utilizadores (muitos mais do que se possa imaginar), a Microsoft ainda mantem o suporte para VB6 embora existam muitas dúvidas em que moldes é que o mantém... parece que o suporte se resumiu a uma nota para a imprensa para calar as vozes da discórdia. A força do marketing faz com que realmente seja difícil mas não é preciso abrir muito os olhos para verificar que por muito que eles lutem, ano a ano as alternativas vão crescendo e vão tendo cada vez mais força e assim como as mais diversas formatos de Linux, Firefox, Java (por exemplo) têm vindo a ganhar terreno, também algumas pequenas linguagens Basic, exactamente baseadas em VB6, têm vindo a aparecer e a sair da obscuridade.

Enfim... sinceramente não sou anti-Microsoft, longe disso... mas que discordo de algumas politicas adoptadas, sem dúvida.

Neste momento, sem recorrer a truques complexos, existem casos de programas feitos em VB6 que funcionam melhor em Linux do que no Vista ou Windows 7 e isso é incompreensível.

Não podem dizer que é porque o VB6 está ultrapassado porque este problema já se verificou com outros softwares desta empresa. Aqui há uns anos o Openoffice abria de forma mais correcta os ficheiros de versões anteriores do Office que o próprio Office hehehehehe

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Olá,

Eu também fui/sou programador de VB6 e também gostei de poder criar uma aplicação e poder simplesmente distribuir o ficheiro executável. Mas porquê? Porque os ficheiros runtime já faziam parte do sistema operativo, os ficheiros de suporte para ligação a bases de dados(ADO, DAO, ODBC, etc) já faziam parte do sistema operativo, etc. Ou seja, a grande maioria do que se utilizava, já fazia parte do sistema operativo. Mas isso era uma vantagem ou desvantagem?

A plataforma .NET tem um conjunto de ferramentas e classes, organizadas em namespaces, que permitem melhorar significativamente a produtividade e a qualidade das aplicações. É inegável que a qualidade de código e as potencialidades do VB.NET cresceram bastante, ao ponto de estarem ao mesmo nível de uma linguagem derivada do C++, o C#.

Não nos podemos esquecer que podemos fazer a distribuição através de uma instalação local(sem grandes complicações), um pouco grande é verdade, mas é o preço que se tem de pagar por um programa mais robusto, com mais capacidades e com melhor aspecto visual. Além disso os computadores já não têm as mesmas características de á 10 anos atrás. Hoje 100mb de disco é uma gota de água.

Sinceramente não vejo nenhuma vantagem em ficar “agarrado” ao VB6, muito pelo contrário, e ainda bem que á alguns anos decidi mudar.

PS: O vista e o Window 7 já têm as plataformas .NET Framework instaladas por defeito

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Ok o framework vem instalado com o Windows (que até nem vem, nem um nem outro... nem VB nem framework, mas pronto)

Acredita que ambas vêm instaladas nos sistemas operativos microsoft recentes (a não ser que continues a usar Windows 98 ou 2000 ai não estão por defeito), no Cd do windows XP até tens a Versão 1 do .Net, e tu não estarás a confundir Visual Studio 6 com o runtime do VB6?

mas quantas actualizações já foram feitas? quantas versões?

bugs são descobertos e novas funcionalidades são necessárias implementar, por esta lógica ainda usávamos DOS/Unix em ambientes não gráficos e monitores com letrinhas verdes.

Fazemos um pequeno programa para por exemplo fazer o controle de tempos de produção numa secção fabril.... o nosso programa até só tem 10MB mas para instalar no cliente (que pode nem ter internet no PC onde o vamos instalar) temos que "carregar" 400MB ou mais de software pelo qual de uma forma ou outra, temos que nos responsabilizar e garantir suporte! Sim... é que ainda por cima, nas versões OEM do SO a Microsoft não dá suporte... esse está ao encargo da empresa que o vende junto com a máquina hehehehehe.

Vê isto como uma oportunidade, e não como um problema, pois se forneces suporte serás compensado por isso de certeza.

E não é uma questão de confusão, é uma questão de facilidade. Ainda à pouco tempo necessitei de instalar um programa (AVSEdit) e embora tivesse instalada a ultima versão do framework (3.5), fui obrigado a fazer o download da versão 1.1!?!

Isso deve-se ao facto de a versão 1.1 ser incompatível com as versões + recentes, mais uma vez um produto que já não tem suporte por parte da microsoft.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Sim... eu compreendo tudo e mais alguma coisa mas perdoem-se se continuo a confiar mais em mim que nos outros e tentar na medida do possível depender o minimo possivel dos outros.

bugs são descobertos e novas funcionalidades são necessárias implementar, por esta lógica ainda usávamos DOS/Unix em ambientes não gráficos e monitores com letrinhas verdes.

não vamos exagerar, não é disso que se trata aqui. A evolução da programação aconteceu sem qqr tipo de .net frameworks e assim continua... ou será que o Windows XP, Vista, Windows 7, Leopard, etc etc (todos os sistemas operativos que se queiram chamar) são programados em .net? para meia comparação sem nexo há sempre uma comparação completa com menos nexo ainda.

Vê isto como uma oportunidade, e não como um problema, pois se forneces suporte serás compensado por isso de certeza.

sim... seria perfeito... se eu quisesse ser um "suportador" e não um "programador"... pergunto-me porquê as grandes empresas terem dois departamentos separados para ambas as situações ;-)

Isso deve-se ao facto de a versão 1.1 ser incompatível com as versões + recentes, mais uma vez um produto que já não tem suporte por parte da microsoft.

Exacto... como se não bastasse os problemas da troca de SOs... daqui por uns tempos vamos ouvir... ah e tal... quem fez programas para a plataforma 3.5 fica avisado que a partir da versão X já não servem.

É o velho problema da Microsoft e é apenas isto contra o qual me insurjo... acho que toda a gente se lembra das antigas ferramentas de backup que vinhas nos "windows" e que nunca eram compatíveis umas com as outras :-)

Eles pura e simplesmente mudam e que se lixe o resto da malta hehehehe

Mas ok.. basta de discutir o sexo dos anjos hehehehe

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Com mais ou menus programação o vb6 vai acompanhando o mais recente, ou estarei enganado. Se estou me digam qual é coisa que um faz e o outro não?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Com mais ou menus programação o vb6 vai acompanhando o mais recente, ou estarei enganado. Se estou me digam qual é coisa que um faz e o outro não?

Errado, existem muitas coisas que não consegues fazer em vb6 que consegues em vb.net. E não são melhorias e optimizações, existem algumas tecnologias que não consegues utilizar com vb6, como VSTO, ASP.NET, Windows Services, WCF, WPF, WPF, etc. etc.

Além disso existem muitas melhorias que além de melhorar o performance, permitem evitar problemas e reduzir significativamente o tempo de desenvolvimento, como XML Literals, Lambda Expressions, LINQ, as classes Generics, My namespace, etc, etc.

As vantagens são muito significativa e justificam, na minha opinião, a transição. A migração de projectos, nem sempre é vantajosa.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora