• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

terramoto

phrack "The Portuguese Scene"

36 mensagens neste tópico

                      The Portuguese Scene

                          ----------------------

                        (By Eurinomo and Quickzero)

- The evolution of the Internet

When Internet showed up, it was very expensive, even around 96/97 we

had to pay something like 1.50Euros per hour to the ISP, plus, around

1 Euro per hour to the Phone company for a Dial-up connection.

Some years later, internet got cheaper, in fact, free! ISPs started racing

on giving away free dial-up accounts without any limitation of time, they

even gave CDs with already created accounts. Still, we had to pay

the phone company.

Around 2000/2001, ADSL and cable connections started showing up, it was

kind of cheap, around 35Euros per month for a 512k connection, plus the

15Euros per month for the phone line or cable. There were no time

limitations, only traffic limitation around 3GiB. A lot of people started

showing online, for most of them Internet was a new world. Some people

started creating domestic servers, sharing information, code, and

software.

Years later, 24mbps connections were made public using ADSL2+, and it just

cost around 35Euros per month on total, with 60GiB traffic limit, so

people started to take this advantage to trade games and movies.

On the present date, OC connections are available to the public on the

capital (Lisbon), an OC connection, up to 60Mbps, costs something around

50Euros per month.

On resume, we had a slow start on internet service, but now he have a kind

of quick evolution.

- The evolution of technology

Technology always has been expensive, even now, electronic parts are very

expensive, but computers, are getting cheaper and cheaper.

I remember when I bought my first x86, it was a used Pentium-90, 16MiB of

ram, 1GiB of HD, this all inside a heavy Big-Tower, it cost something

around 700Euros, remembering that it was a used computer, and the cheapest

price I could find, the best computer around that time was a Pentium-133.

A new computer (Pentium-133) cost something around 2000Euros.

Around 2000/2001, computers started to get cheaper, more people started to

buy computers (at that time, not many people had one).

On the present date, anyone can buy a good complete computer (or laptop)

with less than 400Euros.

Only recently with this cheap technology, government and other high

entities documentation and information meet the digital world, most of it

is/was stored in hand made paper work.

- The evolution of society

Portuguese people may have an extreme reputation on sailing and

discovering

'new worlds', but it seemed that all this ended up a few centuries ago.

Nowadays, society is a lot stupid and ignorant, they started to loss the

pride of being Portuguese, the pride of the world not being enough for

everyone and still having half of it on they're hands, the courage to make

discoveries, and ending up on people that are happy if they have food on

the table, and a good reality show or soap opera on TV.

Society gives more value to someone that does something using the tools of

other person, that the person that made those tools. Per example, they

consider an expert, someone that unlocks mobile phones without knowing

what he is actually doing, without knowing what is behind it. They give

more importance to someone wearing a tie, than someone dressed normal,

they also give more importance to someone that doesn't know what he is

talking about but has a PhD or something, that someone that knows a lot

about what he is talking about, but doesn't have any diploma.

The term 'hacker', is not very popular in society, the last time it

appeared on TV was two years ago, in the format of a interview with

someone calling himself 'buzzybee', he was only a script kiddie that did

some defacing and carding, was self proclaiming himself a 'hacker' and

showed up on the news, saying that he was able to do get free stuff using

carding, and had access to any site of the internet and so on, everyone

that was in the scene knew this kid real name, phone, address and age,

even thought he hadn't many problems with the police.

- The evolution of the scene

Finally the part of most interest, the Portuguese scene is kind of

obscure, almost no one outside the scene knows what in fact is going on.

No one knows when the scene really started since it started before

the boost of telecommunications, a guess goes around 70s and 80s.

In the 90s, some groups started to show up, groups like Kaotik, Pulhas,

Ironik and a few others, even an e-zine came up, called 'PT Zine',

but died on the third release. Some of the groups still exist to this

day, but not much information comes out of it. Also, some individual

people started to show up in the form of Hackers, Crackers and

Phreakers.

The most notorious groups were:

Pulhas: Founded in 1994 by  Kennobi. This was the oldest Portuguese group.

Actually is 'dead', but they had their golden age in the 90's by the

inumerous papers that they wrote and the exploit/code database to the

Portuguese mainstream.

Toxyn: Founded in 1996 by m0xx. This group is notorious known by their

campaign against Indonesia, when East Timor was occupied by Indonesia

millitary.  The attack against the IT indonesian infrastracture was

motivated by the currently abuses of Indonesian military officers against

east timor people. Toxyn start their campaign with this statment: "We hope

to call attention to the necessity of self-determination and independence

of the people of Timor, oppressed and violated for decades by the

government of indonesia. We hope you give your full attention to this

historical step towards freedom, we ask that you help us fight the tyranny

of Indonesia occupating Timor." The campaign was started at 10/2/1997.

The fall of the Toxyn, has began when m0xx, has accepted and gave

inumerous interviews about the campaign and about the portuguese hacker

scene, exposing plans and actions of the scene. Toxyn group was helped

by Savage, an known spanish hacker, who developed the exploit, that

Toxyn Group used to break in in the .ID servers.

KaotiK: Founded in 1997(??). They've been a very active group in the

East Timor campaign, hacked and defaced inumerous .id websites. They've

created the first ezine about hacking & security to Portuguese people.

The e-zine was extinct after 3 editions. KaotiK has reach their fame in

the Portuguese Scene after a member disclosure of some flaws in various

Microsoft products.

F0rpaxe: F0rpaxe was maybe, the most mediatic group/'hacker'/troll, for

the worst reason. This character was the responsable for the first major

attack against US .mil targets in 1999. The attacks were allegedly being

carried out in retaliation for Federal Bureau of Investigation (FBI) raids

on suspected "crackers" in several U.S. cities. The attacks hits various

governemental and military webservers including FBI, NSA and the Navy.

East Timor Campaign: Was one of the  firsts major hackivism campaign

worldwide. Timor was in Portuguese administration until 1975, after

Portuguese government abandoned that country, Timor was invaded by

Indonesia military army, who oppressed, violated, raped and murdured for

most 20 years. Various Portuguese hackers and groups decided to begin a

campaign to show to the world the truth about the Indonesian occupation

in East Timor. The East Timor campaign started in 1997 and was finished

in 1999. Various military, governement and corporativ indonisian websites

had been defaced. The defaces was to aware all people in the world about

the illegal occupation of East Timor, the mission was accompliced, the

attacks were transmited to the media all over the world. The campaign

was finished when m0xx, the lider of the group Toxyn, gave inumerous

interviews to the midia, exposing then the entire portuguese scene to the

public.

[5~Between 2002 and 2004, two Portuguese hackers also did some 'infamous'

work, these two hackers gained access to FCCN ('Fundacao para a

Computacao Cientifica Nacional' / Foundation for National Scientific

Computation), witch was backdoored with a reverse ICMP backdoor developed

by them, witch rumours say it is still active. They also gained access

to numerous universities and were backdoored the same way, this includes

the 100 machines cluster 'Centopeia' from 'Faculdade de Coimbra'. A lot

more work was made, including the database server of 'A.M. Gonçalves' and

'Salvador Caetano', Portuguese Toyota distributor. Then they just

disapeared from the scene.

Some of the people inside the scene are found on the x86 '0xD9D0', those

whom know, know what I'm talking about.

On the start of the new millennium, an explosion of 'lame' groups started,

most of them were kids playing up with Trojans, others, were script kids

playing up with public exploits, most of this groups are found on a

Portuguese IRC network, called PTNet. Some of these kids turned up to be

carders, using databases found by 'Google hacking', or simply by asking

people on some IRC networks. Some of these kids ended up having problems

with the police, but nothing serious.

Also in the start of the new millennium, satellite and cable Phreakers

starter to show up, breaking encrypted signals, an unnamed box came out,

that was plugged in the TV SCART connection and an external 9v power

supply, and unlocked (in fact, it broke the Nagravision encryption) every

single channel there was on cable TV, this box for a long time was though

to be made outside of Portugal, until I had the pleasure to meet the

original creator of it, and guess what, he was Portuguese, and lived next

to me, he explained me how it really worked, and how was the original

version, since the version that everyone had, that was commercialized

by lame groups searching for profit, had way too much components that it

didn't need at all, it even got some traps, only to make itself more

expensive, and difficult to make, in order to avoid people

commercializing it. Also, satellite FTA boxes started to get themselves

modified nationally, in order to break satellite TV encryptions,

like Nagravision (used by or cable TV provider, 'TVCabo'). So did the

original TVCabo cable boxes, some national hackers were able to hack

the firmware, in order to get its unique ID (Boxkey), and created cards

that once plugged, were able to break the signal. After this, this

knowledge started to get public, but on a 'pratical' way, and lots of

people started to make profit out of it, without knowing what they were

really doing. In other words, they knew if they bought this and that, and

used this and that software, were able to have free satellite/cable TV,

and they could seal later to other people. An example was the first

unnamed box that was created, it cost 4Euros to build, but people were

sealing it up to 100Euros. So do the FTA boxes, cost something around

70Euros unmodified, and were sold for 250Euros modified at no cost.

Nowadays, the scene is still obscure, and people are still ignorant,

sometimes, there is an exception, like when I went to an interview to

a part of the Bosch Group, where the guy interviewing me, by reading my

curriculum started to laugh silently, and said to himself 'A hacker..' and

'hackers do not harm anyone... only if pushed too', without me making any

mention to illegal activities (duh) or being member of this or that group.

When I was guessing myself unemployed, I got myself well employed, and

working on more areas than I was asked to, I even got myself involved

with robotics, automation, and electronics, when I was attending the

interview as web developer for an Intranet. Later, we found out that I

already knew him from the scene, and so did he knew me.

Realmente,na minha opinião a pessoa que escreveu isso ou sabe tão pouco sobre portugal, ou então foi outro "buzzybee" que escreveu.

Alguêm aqui concorda com o que é dito no texto? É certo que a maioria importa-se apenas por proteger as suas máquinas, usar trojans e não têem aquele gosto especial pela investigação de falhas. Mas dizer que os portugueses perderam o orgulho de serem quem são e que a comunidade de hacking já acabou parece-me a mim um bocado extremo, apesar dessas partes (que para mim parecem) pouco reais e da falta de informação ( até porque não haviam só aqueles grupos). A história em si está boa.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Quem escreveu esse texto foram 2 tugas, eles costumam andar pela PTnet se os procurares.

Epá, está aí muita coisa verdadeira, mas está algumas coisas que não são 100% correcto, mas todos nós temos tendência a tomar um partido, não é verdade? ;)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Quem escreveu esse texto foram 2 tugas, eles costumam andar pela PTnet se os procurares.

Epá, está aí muita coisa verdadeira, mas está algumas coisas que não são 100% correcto, mas todos nós temos tendência a tomar um partido, não é verdade? ;)

Tão mas isso assim é uma opinião, não é uma afirmação geral. Eu por exemplo, não conheco ninguem que se queixe de ser Português. Queixar do governo, etc...isso é completamente diferente de dizer que não goste de ser Português. Quanto à ignorância das pessoas de se importarem em saber apenas o básico, acho que isso mais cedo ou mais tarde vai acontecer em todos os paises do mundo. Afinal de contas já quase ninguem investiga possiveis erros no win3.1. É como as linguagens  de programação apesar de C ser muito utilizado ainda, vai perdendo cada vez mais utilizadores com o passar do tempo.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Ahah, só me apetecia rir e nem tinha chegado a meio. É só ego e mau inglês por sinal.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu pergunto-me como é que uma pessoa antisocial é capaz de avaliar a evolução social Portuguesa? Sem querer ofender, mas a maioria do pessoal que se contêm em casa a avaliar software, código, falhas,advisories, white papers, etc.. Não socializa muito lá fora...e na maior parte das vezes têm uma opinião negativa sobre a socialização. Mas já agora...falar mal é muito mais fácil que falar bem :thumbsup:

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu pergunto-me como é que uma pessoa antisocial é capaz de avaliar a evolução social Portuguesa? Sem querer ofender, mas a maioria do pessoal que se contêm em casa a avaliar software, código, falhas,advisories, white papers, etc.. Não socializa muito lá fora...e na maior parte das vezes têm uma opinião negativa sobre a socialização.

Não sei até que ponto tens razão, também havia essa imagem dos programadores há uns tempos atrás (gordos, porcos, no social life), e parece que somos bem ao contrário (ok, alguns não).
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não sei até que ponto tens razão, também havia essa imagem dos programadores há uns tempos atrás (gordos, porcos, no social life), e parece que somos bem ao contrário (ok, alguns não).

Mas que parece um puto a escrever, parece. Certamente tem algum afastamento da realidade, porque não tem qualquer distinção entre rótulos e a realidade tal como ela é.

E depois põe-se a falar como se estivesse a dar lições de moral a alguém.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Achas que sabes muito de informática? Eu não acho que saiba muito...pelo menos em relação a esses "experts", Consideras-te sociavelmente razoável? Eu não, a imagem que tenho de outros que são mais..."agarrados"? (ou mais experts, inteligentes whatever) que eu, é a imagem que tenho de mim mas um bocado mais à frente...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pessoalmente, estes auto proclamados hackers deixam-me descontente.

Anda por aí um enxame de buzeebees chatos com'um raio!

Nem é por aquilo que fazem, é por se chamarem a eles próprios hackers e contribuirem, dessa forma, para embrulhar ainda mais a já embrulhada definição de hacker.

Leitura obrigatória: How To Become A Hacker de Eric Steven Raymond

Chamem-se crackers, phrackers, bussebees, whatever. Hackers não. Quanto mais não seja, porque não o são.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pessoalmente, estes auto proclamados hackers deixam-me descontente.

Anda por aí um enxame de buzeebees chatos com'um raio!

Nem é por aquilo que fazem, é por se chamarem a eles próprios hackers e contribuirem, dessa forma, para embrulhar ainda mais a já embrulhada definição de hacker.

Leitura obrigatória: How To Become A Hacker de Eric Steven Raymond

Chamem-se crackers, phrackers, bussebees, whatever. Hackers não. Quanto mais não seja, porque não o são.

Who cares how they call themselves...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Who cares how they call themselves...

Qualquer um que tenha a minima noção do que significa cada nome.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mas tipo se os tipos são portugueses porque é que escreveram o texto em inglês???? É para mostrar que sabe inglês e mal? (Sem ofensa é claro, cada um faz aquilo que pode)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mas tipo se os tipos são portugueses porque é que escreveram o texto em inglês???? É para mostrar que sabe inglês e mal? (Sem ofensa é claro, cada um faz aquilo que pode)

Porque o texto saiu na phrack.
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

"Nowadays, society is a lot stupid and ignorant, they started to loss the

pride of being Portuguese, the pride of the world not being enough for

everyone and still having half of it on they're hands"

Este parágrafo diz o seguinte:

Nós somos uns gajos inteligentes, muito acima da média da sociedade portuguesa, e mesmo assim vejam como somos estúpidos e ignorantes ao ponto de dizer tanta m*rda numa frase.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Epa... a única coisa com a qual tive contacto e que vi com os meus olhos foi a cena das caixas da TVcabo. Mas sinceramente, que grande despejar de baboseiras que o autor disto faz.

O gajo é claramente um script kiddie. Em relação ao resto não falo porque não sei.

Agora, a caixa para desbloquear a TVcabo não fazia nenhuma desencriptação. O sinal nem sequer era encriptado, na verdade nem sequer digital era. Era simplesmente sinal analógico invertido e des-sincrozinado. Aliás, algumas televisões antigas permitiam afinar o sincronismo, essas nem precisavam de uma box para sintonizar correctamente um canal "encriptado".

Para o autor disto a box é obscura (assim como a scene segundo ele) é uma coisa obscura, daí por-se a dizer coisas tipo "a box para desencrptar TV" ou  "havia lá componentes que não eram precisos só para fazer aquilo mais caro". Ridículo, deve pensar que só o gajo que inventou aquilo é que sabia de electrónica, aquilo não tinha nada de mais. Era um atmel e uns circuitos de polarização aqui, uns andares de amplificação ali, um dois filtros e estava a andar de mota.

Para não falar que gajos que desenharam boxes falavam abertamente (e falam ainda hoje) em fóruns web sobre esse tipo de dispositivos. Mas fóruns web não são suficientemente cool porque qualquer pessoa lá pode ir pelo menos ver a página de chegada. é melhor falar de coisas que ninguem pode ver.

Quanto a resto, é um despejar de nomes com números lá no meio e com inspiração em jogos de computador e afins.

A dizer que têm acesso à centopeia... oh desgraçados, aquilo nem sequer é acedido via internet, para alem disso os ciclos do processador são todos contadinhos até ao último. Era agora meia duzia de iluminados que ia desenvolver backports (como se isso fosse uma coisa de trazer no bolso e deixar e qualquer lado) e controlar o que bem lhes apetecesse durante anos.

Sinceramente, expressões "the scene" "a 50.000 botnet controled by a 14 year old", são claramente mentira. Depis aparece um a dizer isto e vão logo os invejosos a comentar lá no site da phrack a dizer que eles é que sabem mais sobre a scene. Mas a scene ela própria é que nunca aparece em lado nenhum... porque será?

A serio, este pessoal está melhor a jogar WoW do que a masturbar-se verbalmente usando linguagem 1337.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Porque o texto saiu na phrack.

Mea Culpa, não reparei no tema.

A serio, este pessoal está melhor a jogar WoW do que a masturbar-se verbalmente usando linguagem 1337.

:P:);):P

O teu comentário está de mais pedrotuga principalmente esta ultima parte.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pessoalmente, não vejo nada demais no artigo. É a opinião do autor e diga-se que até não foi muito ao estilo dos média nacionais, que não se esforçam minimamente para escreverem um artigo com os mínimos aceitáveis. Não sei quantos de vós estavam na "cena" quando a mesma foi criada e se desenvolveu, mas creio que não haverá muita gente por cá dessa época. O artigo não foge muito ao nosso passado e à nossa presente realidade, mas lembrem-se que é uma review à cena, do nascer ao presente.

Relativamente à TV por cabo, um dos primeiros decoders da TvCabo, foi escrito pelo kossak (também autor de um artigo na Phrack 55), no âmbito do projecto hackers-pt (HPT) que nasceu em 99/2000 e que estava limitado a meia-dúzia de placas de TV da miro, funcionava apenas em ms-dos. Foi totalmente escrito em assembly com cerca de 600 linhas (Se a memória não me falha). Posteriormente, é que surgiu o negócio das boxes que sofriam umas pequenas modificações do-it-yourself a nível dos componentes electrónicos (haviam até tutoriais com fotos que explicavam como fazer as mods). Relativamente ao "encriptado ou não encriptado", na fase inicial, não havia cifragem, era somente encoding ao nível do sinal e da imagem. Quando a TvCabo decidiu tentar mudar as regras do jogo, o boom foi o card-cloning/sharing, e isso, sim, era vendido e bem vendido e posso dizer que, até mesmo alguns funcionários IT da TvCabo eram os maiores consumidores e vendedores desse tipo de "produtos" do mercado paralelo.

Acho que ficou muito por dizer mas fiquei contente ao ver nos comentários a este artigo (site da phrack), mencionarem um projecto que eu criei na era de 2001-2003, o Unsecurity. Será que alguém aqui o conheceu e se lembra? Oh nostalgia... :-)

1 abraço

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

garmg, unsecurity? Tu por acaso não és o Luís? Ou és o parceiro dele dessa altura?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Qual Luis? haviam 2 no Unsecurity, o Luis Figueiredo (stdio) e o Luis Miguel Silva (wildCoyote) :P

P.S: Não, eu chamo-me Gonçalo Gomes :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Estava a falar do wildCoyote, o stdio acho que anda pela PTnet...

Prazer em conhecer-te garmg, é sempre bom conhecer alguém que antes de nós fez algo parecido. :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Cheers, quanto ao Luis, ele ainda está no activo (a nível de programação e também segurança, não na mesma óptica, é certo) embora eu não tenha mantido contacto com ele de há 2 anos para cá, pelo que leio no blog dele, parece-me estar tudo bem com ele!

Quanto ao vosso projecto, continuem, penso que nunca evoluí tanto como quando eu mantinha o meu (mas também diga-se que a disponibilidade para poder investigar era total, e sim... na época também era um gajo anti-social, fechado no quarto, mas, anti-social, entenda-se "Não gostava de ir prós copos").

1 abraço

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

pessoal, facam esse tipo de discussao msid informal e pessoal via mensagem pessoal.

Eu falei na tvcabo, porque o sistema de televisao ate e uma coisa que conheco bem, e o que acho engracado, e' que o artigo fala em desencriptacao quando o sinal e' analogico. Ou seja, nao faz qualquer sentido e so revela a ignorancia do autor do artigo.

mas garmg, estas a misturar varias coisas, o negocio das boxes nao tem nada a ver com a mudanca do sistema de cifragem da tvcabo. As boxes sao para televisao analagica e a tvcabo nunca tentou mudar o sistema.

O que estas  confundir e' o sistema de tv digital que eles utilizam no seu servico de tv por satelite. Esse sim mudou se bem que a unica diferenca foi o facto de as chaves de cifragem passarem a ter mudado de dois em dois minutos ao inves de ser uma ou duas vezes por mes.

Isso diga-se de passagem nao aumenta a seguranca deles em nada, continuam a enviar as chaves pelo mesmo canal que supostamente codificam.

De resto todos os mitos que existem em relacao ao sistema de televisao digital... camaradas... a tvcabo usa o sistema nagra, ponto final, nao ha mais nada a dizer em relacao a isso.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

a tvcabo usa o sistema nagra, ponto final, nao ha mais nada a dizer em relacao a isso.

Usava, acho que mudaram.
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Usava, acho que mudaram.

USA! Apenas usa uma versão mais avançada, Nagra 3 :P A mesma que usa a plataforma espanhola Digital+, e diferente da que usa a MEO (Mediaguard / Seca) e a TvTel (Conax)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora