• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

M6

David Heinemeier Hansson at Startup School 08

9 mensagens neste tópico

Já tinha visto por alto era a do Peter Norvig, quero ver se arranjo um tempinho para ver a do Paul Graham.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Já tinha visto por alto era a do Peter Norvig, quero ver se arranjo um tempinho para ver a do Paul Graham.

Essas duas não vi.

Gostas do tema?

Do Paul Graham tenho o Hackes & Painters, dos ensaios que ele tem no site, é fantástico. :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não curti muito.

Aparece ali o gajo com um look tipo actor dos morangos com açúcar, a dizer "sejam felizes para sempre", a contar umas piaditas obvias e tal, e acaba por dar pouca informação realmente útil. A cena dos sapatos roça mesmo o embaraçante e é completamente inútil.

Mas curti as perguntas e acho que o gajo até foi bastante honesto nas respostas. Se querem um conselho, avancem para a parte das perguntas.

Mas está ali uma coisa que me deixa tipo: "ya... tretas". Tipo... o gajo está ali com aquela conversa toda de ser humilde e apontar para objectivos mais razoáveis em vez de tentar apanhar a grande onda. O que é certo é que o rails apanhou a maior onda de todos.

Na verdade foi um hype gigantesco, hoje há frameworks que já ultrapassarm o rails e o hype não é um milésimo do que foi a histeria do rails. Como é que ele apanhou essa onda?

Escreveu mil linas de código, solto-as como código aberto e começou tudo a usar aquilo e a falar daquilo mesmo a nivel empresarial?!?!?

Que grande mentira de todo o tamanho. Isso ele não explicou.

O gajo teve uma grande força por de trás que o atirou para os olhos do mundo. E depois vai para ali dizer que não são precisas grandes ondas. Por isso não curti.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não curti muito.

Aparece ali o gajo com um look tipo actor dos morangos com açúcar, a dizer "sejam felizes para sempre", a contar umas piaditas obvias e tal, e acaba por dar pouca informação realmente útil. A cena dos sapatos roça mesmo o embaraçante e é completamente inútil.

Mas curti as perguntas e acho que o gajo até foi bastante honesto nas respostas. Se querem um conselho, avancem para a parte das perguntas.

Mas está ali uma coisa que me deixa tipo: "ya... tretas". Tipo... o gajo está ali com aquela conversa toda de ser humilde e apontar para objectivos mais razoáveis em vez de tentar apanhar a grande onda. O que é certo é que o rails apanhou a maior onda de todos.

Na verdade foi um hype gigantesco, hoje há frameworks que já ultrapassarm o rails e o hype não é um milésimo do que foi a histeria do rails. Como é que ele apanhou essa onda?

Escreveu mil linas de código, solto-as como código aberto e começou tudo a usar aquilo e a falar daquilo mesmo a nivel empresarial?!?!?

Que grande mentira de todo o tamanho. Isso ele não explicou.

O gajo teve uma grande força por de trás que o atirou para os olhos do mundo. E depois vai para ali dizer que não são precisas grandes ondas. Por isso não curti.

Obviamente não vou discutir se gostaste ou não, uma vez que isso é indiscutível, mas acho que interpretaste algumas coisas mal:

- RoR: ele não mentiu: ele sempre admitiu que escreveu o RoR para resolver um problema especifico dele e que essa foi sempre a filosofia. Ele não mentiu em relação ao boom do RoR, uma vez que nem falou nisso...

- Humildade: ele não diz para seres humilde, o que ele diz, e concordo, é para apontares para nichos de mercado mais pequeno e onde é mais fácil vingar, isto não invalida, e ele explica-o bem, que se pense mais alto.

- 37Signals: a palestra é sobre como fazer uma empresa vingar e não sobre o RoR, e ele limitou-se a explicar como fundou a 37Signals e que estratégia foi usada para a fazer crescer.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Gostas do tema?

Nos últimos tempos tenho acompanhado por alto este tema através de vários agregadores, muito por alto mesmo. Mas já acompanho há uns tempos o blog do Paul Graham, gosto bastante de o ler :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
37Signals: a palestra é sobre como fazer uma empresa vingar e não sobre o RoR, e ele limitou-se a explicar como fundou a 37Signals e que estratégia foi usada para a fazer crescer.

Acho que não me compreendeste bem ou fui eu que me expliquei mal.

Eu não disse que era sobre ror.

Vamos cá ver, há algumas dúvidas que a empresa 37signals é bem sucedida simplesmente porque o rails foi uma histeria e que se não fossem todos os links para o site deles cada vez que se fala no rails eles não teriam ido a lado nenhum?

Ele pode não ter mentido, mas vai par ali dar o exemplo da empresa dele numa palestra sobre "como ter uma empresa bem sucedida", fala meia hora e não diz o que fez para o rails ser tão falado. Ou seja, não diz como é que a empresa dele foi tão bem sucedida.

Acreditar que o rails teve o hype que teve pelo que é, é uma ingenuidade excessiva que penso que nenhum de nós tem.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Acho que não me compreendeste bem ou fui eu que me expliquei mal.

Eu não disse que era sobre ror.

Vamos cá ver, há algumas dúvidas que a empresa 37signals é bem sucedida simplesmente porque o rails foi uma histeria e que se não fossem todos os links para o site deles cada vez que se fala no rails eles não teriam ido a lado nenhum?

Eu não tenho dúvidas: não foi a framework que fez o negócio deles... Foi a oferta de produtos/serviços que eles têm e pelas quais os clientes pagam que fez com o sucesso do negócio deles.

A 37Signals já tinha clientes antes da framework ser conhecida como é hoje - e eu acho que não houve qualquer tipo de histeria - e é daí que vem o sucesso da empresa.

Ele pode não ter mentido, mas vai par ali dar o exemplo da empresa dele numa palestra sobre "como ter uma empresa bem sucedida", fala meia hora e não diz o que fez para o rails ser tão falado. Ou seja, não diz como é que a empresa dele foi tão bem sucedida.

Ora, cá está a divergência de entendimento que deu origem a esta nossa discussão...

Não foi o rails que fez o sucesso da 37Signals, como eu referi acima. Sem dúvida que levou mais pessoas ao site, mas daí a ser o factor crítico do sucesso da 37Signals...

Além do mais, ele até desmistificou isso, quando disse "forget the viral thing"... Se houver o factor "viral" melhor, mas não é por aí o caminho que se deve seguir.

Acreditar que o rails teve o hype que teve pelo que é, é uma ingenuidade excessiva que penso que nenhum de nós tem.

Pessoal e profissionalmente, não creio que o hype do rails foi assim tão grande quanto tu crês ou acreditas.

Foi bastante falado, em particular porque apresentava algumas coisas inovadoras que despertou a curiosidade de técnicos que depois comentaram com outros colegas e amigos, que por sua vez falaram com outros...

Foi bastante falado e comentado, como o foi, por exemplo, o JavaFX ou o Silverlight, em particular a nível profissional não notei que o rails tivesse mais hype do que tiveram outros como os dois exemplos que citei atrás.

Não foi por isso por usar o rails que a 37Signals teve sucesso enquanto empresa, foi porque apresentou soluções para problemas que algumas pessoas e empresas tinham. Foi isso que ele explicou. Pelo caminho, criou o rails para o ajudar no desenvolvimento dessas soluções para a 37Signals, mas o rails não teve nada a ver com o dinheiro que eles ganham...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Nos últimos tempos tenho acompanhado por alto este tema através de vários agregadores, muito por alto mesmo. Mas já acompanho há uns tempos o blog do Paul Graham, gosto bastante de o ler :)

Idem. :P

Aconselho-te também o Founders At Work, que tenho na mesa de cabeceira mas ainda não comecei a ler a sério...

Edit: vi os outros dois que referiste atrás. O do Paul foi "banal" uma vez que já conheço bastante o discurso dele. O do Peter gostei mais porque trouxe algumas coisas novas.

Entretanto um amigo enviou-me este de 3 minutos

que é muito engraçado. :)
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora