• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

marceluh

Google Prestes a Vencer Batalha Contra Governo Americano

1 mensagem neste tópico

Um tribunal norte-americano ouviu esta semana os responsáveis do Google e os porta-vozes do Departamento de Justiça do Governo norte-americano, num processo em que o motor de pesquisa se recusa a fornecer dados dos seus clientes ao Executivo.

O juiz do tribunal que está a analisar o processo Google vs Governo dos Estados Unidos, está prestes a decidir que o Google não é obrigado a fornecer dados sobre os seus clientes à administração Bush. Esta é a opinião dos especialistas consultados pela Associated Press que referem que o juiz se mostrou "sensível" em relação às preocupações dos responsáveis do motor de pesquisa quanto à privacidade dos seus visitantes.

Ao que parece, o Google será, no entanto, obrigado a apresentar algumas informações da sua base de dados. Sabe-se que não terá que fornecer a totalidade dos registos pedidos pelo Governo, mas o Google terá que esperar pela decisão do juiz para saber mais pormenores.

De qualquer modo, para o gigante da internet esta batalha já está ganha, uma vez que não vai ter que ceder ao pedido judicial interposto pelo organismo institucional.

Outra das preocupações dos responsáveis do Google, que agora está posta de parte, prendia-se com a divulgação pública de informações que poderiam pôr em causa a sua estratégia de mercado e revelar dados importantes sobre a empresa aos seus rivais.

O tribunal reconheceu que, ao dar razão ao pedido do Departamento de Justiça, poderia haver interpretações erradas sobre o papel dos motores de pesquisa e de outros sites, que seriam vistos como "ferramentas" do poder governamental.

A audiência com as duas partes teve lugar na passada terça-feira, altura em que a acusação e a defesa deste caso se encontraram pela primeira vez em sete meses.

Nicole Wong, responsável do Google, afirmou-se satisfeita com a sessão judicial. "Estamos muito confiantes no pensamento e nas questões colocadas pelo juiz (...). Elas reflectem as nossas preocupações acerca da privacidade dos utilizadores e a amplitude do pedido legal do governo", referiu a mesma.

Por seu turno, Charles Miller, porta-voz do Departamento de Justiça, mostrou-se igualmente optimista e referiu que aguarda com ansiedade a decisão final do juiz. "Esperamos que a sua opinião demonstre que aquilo em que estamos realmente a pensar é em proteger os jovens contra algo potencialmente perigoso", argumentou Miller.

A posição do motor de busca contrasta com a de algumas das maiores empresas de internet, entre as quais está o Yahoo, a Microsoft e a AOL, que obedeceram ao pedido do Departamento do Governo.

O Executivo afirma que não quer que o Google forneça registos que possam levar à identificação das pessoas que fizeram a pesquisa, mas a verdade é que o conteúdo de certas pesquisas pode revelar informações confidenciais acerca de finanças, segurança social e até das preferências sexuais dos utilizadores.

fonte: http://www.cdrwxp.co.pt

cumps.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora