• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Nazgulled

Orçamento para simples backoffice, o que vocês pediam?

21 mensagens neste tópico

Como já disse noutro tópico, estou a fazer um backoffice para um site simples e este backoffice tem de ter uma série de funções, bem simples.

O que é que o backoffice tem de ter:

- 3 páginas (links ou secções, como quiserem chamar) editáveis no backoffice, puro texto, para serem apresentadas no site.

- Apresentação dos contactos enviados

- Adição/Remoção/Edição de produtos

O que tem de ter o site:

- Formulário de contacto com uma série de campos necessários (os resultados devem ser apresentados no backoffice e não enviados por mail)

- Pesquisa na base de dados (aqui não posso precisar porque ainda não percebi bem o que me foi pedido).

- Página com produtos com 2 formas de visualização: 1) categoria dos produtos 2) respectivo produto

- Uma outra cena que não percebi e não posso explicar lol

Quanto cobrariam por um trabalho destes? Mais ou menos, não precisa de ser um valor exacto obviamente. É que eu e pedir preços nunca fomos amigos...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

talvez o melhor é fazeres um cálculo de quantas horas vais despender a fazer esse trabalho e depois multiplicar por x que cobras à hora. A isso juntas mais algum para as despeas de deslocações, chamadas, etc....o pior mesmo é que não maior parte dos casos os clientes não dão valor a este trabalho e acham que estão a ser roubados...pagar 1500 a um canalizador por um trabalho  é normal...500 ( por exemplo) a um programador é um ultraje

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pois, mas fazer esses cálculos não resulta, porque eu tenho de dizer antes de começar a fazer o trabalho, mais ou menos quanto devo cobrar por ele. E eu não faço ideia as horas que vou perder nele, isso é muito subjectivo.

O meu "medo" ao dizer estas coisas, é tipo: Quem me arranja estes trabalhos já o fez outras vezes e eu quero que continue arranjar sempre que puder e eu não quero estar a pedir X e ele achar que é demasiado e tal e que nunca mais me arranja trabalhos pa fazer. Claro que também quero receber aquilo que acho que mereço pelo trabalho pelo trabalho que me deu e as horas que perdi, mas como disse, é muito subjectivo. E ás vezes prefiro receber um bocado menos e ter o trabalho garantido.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

pois o dilema é esse...aceita-se orçamentos por vezes injustos mas sempre na expectativa de agarrar a pessoa para futuros trabalhos...bem mas se já fizeste trabalhos anteriormente para essa pessoa já tens uma noção de que "tipo de cliente" é...já trabalhei numa empresa ( pequena) e lá pediam 600 euros por backoffice..resta acrescentar que esse backoffice já tinha sido desenvolvido na empresa e para cada caso bastava fazer os ajustes necessários... 

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não, o design já está feito, tenho o template todo comigo. Mas isto do site obviamente, do backoffice, claro que tenho de fazer o design (mas isso também é um menos e até já ta feito).

@fil79

Pois, mas mesmo assim, não sei... lol

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

pois quando se trata de fazer preços eu tenho o mesmo dilema...medo de pedir demasiado e perder a hipótese e/ou frustação por estar a fazer por tão pouco...o ideal era haver trabalho a potes para nos darmos ao luxo de pedirmos o justo...se quisesse queria se não quisesse azar.....:)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Quanto tempo achas que demoras? 1 semana @ 8hrs diárias? 2 semanas?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu nao pedia menos de 600€. Mas como também falas do site com frontoffice (mostrar produtos?) acresce para pelo menos 900€.

Como vais fazer design, podes "oferecer" o design, mas pronto menos de 900€ não. Depois podes é discutir os preços.. Agora faz um bom trabalho para que ele te volte a requisitar :)

E não des prazos muito apertados, porque depois é sempre chato tar a adiar a entrega.

Cumprimentos

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

@djthyrax

Ya, mais ou menos isso... Se isto fosse o meu emprego, 8horas por dia, 5 dias por semana, um site destes, uma ou duas semanas estava feito. Mas não é, tenho a universidade e neste momento é época de entrega de trabalhos, exames e por ai, é complicado.

@MX+

Acho que não tinha muita lógica fazeres um backoffice onde adicionas produtos e tal e depois ninguém ou outro gajo iria fazer sacar os produtos da bd para apresentar no site, acho que isso está um bocado incluido de quem faz um backoffice. Não sei como é no mundo de trabalho, mas por norma (penso eu), se não forem trabalhos em equipa, o gajo que programa o site deve fazer a forma de o controlar, o backoffice.

Mas eu não vou fazer o design do site, o site já está feito, tenho o template aqui comigo. O único design que me referia é ao backoffice, tipo, não vais apresentar uma pagína em branco com texto preto e uns links pois não? Ninguém te vai pagar para uma coisa dessas (digo eu) pode não ser a melhor coisa do mundo, mas vai ter que ter uma estrutura e uma apresentação no mínimo legível. É só isso que eu tou a fazer, mas como já disse, já fiz, porque é um script que tenho comecei a fazer há uns tempos exactamente para este tipo de trabalhos, para não estar sempre a programar a mesma cena.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

@djthyrax

Ya, mais ou menos isso... Se isto fosse o meu emprego, 8horas por dia, 5 dias por semana, um site destes, uma ou duas semanas estava feito. Mas não é, tenho a universidade e neste momento é época de entrega de trabalhos, exames e por ai, é complicado.

Isso não influencia o custo do trabalho, apenas interessa no preço que vais dar ao cliente. Eu iria aí para os 650-700€ negociáveis e depois podia "baixar a cueca" até aos 550-600€ se necessário. Isto apenas para o backoffice. Se fizesses front-office no mesmo serviço/entrega, e fosse "de rajada", +350€, se fosse noutra entrega, fazias o front-office por 450-500€.

Lá está, isto sou só eu a pensar alto. Tens de fazer as contas a ver se estes preços cobriam os teus gastos e se o lucro era realmente worth it.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mas eu acho que isso do frontoffice/backoffice não tem lógica nenhuma... Tipo, vejamos a cena dos produtos. O que dá mais trabalho? A parte do backoffice, onde permitimos o cliente "criar" produtos e lista-los na base de dados com todos os dados e bla bla. Depois disso estar feito, o que é que custa (em termos de trabalho não de preço), fazer uma query a base de dados e apresentar os produtos? Nada, isso é trivial e acho que isso é um complemento e não podemos ver como serviços diferentes, pelo menos neste caso acho que não tem lógica ver isto como dois serviços independentes. Acho que temos de ver ambas as coisas como um todo, porque no geral, o que tenho de fazer no backoffice é trivial e é um complemento ao que foi feito no backoffice, é assim que vejo as coisas. E acho que o orçamento deveria ser visto em todo o trabalho e não separado por 2 serviços (backoffice/frontoffice).

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mas eu acho que isso do frontoffice/backoffice não tem lógica nenhuma... Tipo, vejamos a cena dos produtos. O que dá mais trabalho? A parte do backoffice, onde permitimos o cliente "criar" produtos e lista-los na base de dados com todos os dados e bla bla. Depois disso estar feito, o que é que custa (em termos de trabalho não de preço), fazer uma query a base de dados e apresentar os produtos? Nada, isso é trivial e acho que isso é um complemento e não podemos ver como serviços diferentes, pelo menos neste caso acho que não tem lógica ver isto como dois serviços independentes. Acho que temos de ver ambas as coisas como um todo, porque no geral, o que tenho de fazer no backoffice é trivial e é um complemento ao que foi feito no backoffice, é assim que vejo as coisas. E acho que o orçamento deveria ser visto em todo o trabalho e não separado por 2 serviços (backoffice/frontoffice).

Eu também penso assim, no entanto o cliente pode dizer "só quero o backoffice, o frontoffice só é necessário daqui a x tempo", há gente para tudo. :) Se baixasses a cueca até aos 550€ no backoffice + os 350€ no frontoffice (o facto do prazo de entrega ser longo vai-te obrigar a isso), eram 900€ que apresentavas ao cliente. Se precisasses mesmo do trabalho, arreavas a cueca pós 800€. Lá está, tudo depende do trabalho e de como o vais fazer, a tua necessidade de trabalho, e de como o cliente o quer.
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mas eu não vou fazer o design do site, o site já está feito, tenho o template aqui comigo. O único design que me referia é ao backoffice, tipo, não vais apresentar uma pagína em branco com texto preto e uns links pois não? Ninguém te vai pagar para uma coisa dessas (digo eu) pode não ser a melhor coisa do mundo, mas vai ter que ter uma estrutura e uma apresentação no mínimo legível. É só isso que eu tou a fazer, mas como já disse, já fiz, porque é um script que tenho comecei a fazer há uns tempos exactamente para este tipo de trabalhos, para não estar sempre a programar a mesma cena.

calma dude.

.. Acontece muitas vezes o frontend ser feito por outro gajo em Flash e só tens de deixar documentado o modelo de como sacar aos produtos da db.. Tás é ser egocentrico e não tás a vislumbrar vários cenários.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Tás é ser egocentrico e não tás a vislumbrar vários cenários.

Porquê que o havia de fazer quando estamos a discutir um caso especifico e não vários e hipotéticos?

E eu tou calmo, não sei onde vês nervosismo na minha resposta anterior! Tou é com sono...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mas eu acho que isso do frontoffice/backoffice não tem lógica nenhuma... Tipo, vejamos a cena dos produtos. O que dá mais trabalho? A parte do backoffice, onde permitimos o cliente "criar" produtos e lista-los na base de dados com todos os dados e bla bla. Depois disso estar feito, o que é que custa (em termos de trabalho não de preço), fazer uma query a base de dados e apresentar os produtos? Nada, isso é trivial e acho que isso é um complemento e não podemos ver como serviços diferentes, pelo menos neste caso acho que não tem lógica ver isto como dois serviços independentes. Acho que temos de ver ambas as coisas como um todo, porque no geral, o que tenho de fazer no backoffice é trivial e é um complemento ao que foi feito no backoffice, é assim que vejo as coisas. E acho que o orçamento deveria ser visto em todo o trabalho e não separado por 2 serviços (backoffice/frontoffice).

Se fazes um trabalho bom, ou seja, se souberes programar, pede, sem medo. se é uma coisa a medida, nao podes ter medo de vir um "come joomla e paga-me" pois esses nem um echo sabem fazer...

Quanto ao frontoffice, a resposta é simples, backoffice preocupas-te em fazer as coisas... minimamente bonitas... enquanto que frontoffice FEITO EM CONDÇÕES não é só uma listagem... ha paginação, ha pesquisa... um montao de paneleirices....

E pronto... se nao tens muita experiencia... nem tens o cliente ganho... pia baixo no preço, mas não muito porque se não abusam :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Deixo aqui os meus dois cêntimos.

Se é uma solução "chave na mão", faz uma lista das funcionalidades que vais implementar e estima quantas horas vais necessitar para especificar, implementar, testar e corrigir.

Depois estima o número de horas que vais demorar a instalar, dar formação, escrever a documentação, etc..

Colocas um preço por hora, que pode variar (ou não) consoante a tarefa.

Com isso apresentas uma proposta, onde explicas o âmbito, as funcionalidades, as fases, o que o proposta contempla, quanto custa, quando deverá estar terminado, etc..

Na proposta ressalva:

1. Quanto tempo de garantia haverá, ou seja, durante quanto tempo fazes suporte à correcção de bugs.

2. Qualquer nova funcionalidade (ou conjunto de novas funcionalidades) terá de ser estimada da mesma forma, ou seja, não entra nesse planeamento/proposta e será alvo de uma proposta específica.

3. Qualquer alteração às funcionalidades especificadas na proposta estão pendentes de aprovação, ou seja, se o cliente quiser alterar as funcionalidades, terá de o especificar e terás de estimar quanto tempo e dinheiro a mais isso irá custar.

Uma vez aceite a proposta, ambas as partes sabem, o que é esperado no produto final: tu sabes o que tens de entregar, o cliente sabe o que vai receber e ambos sabem que qualquer coisa nova não poderá ser feita com o mesmo tempo nem dinheiro.

Outra forma é fazeres por "time and material", metes um preço por hora e executas as tarefas que te são pedidas, registas num Excel quantas horas demoraste a fazer uma cena e todas as semanas apresentas um relatório de progresso. Tipicamente assim ganhas mais, uma vez que os clientes estão constantemente a pedir alterações, isso vai fazer com que as páginas que tinhas feito na semana passada tenham de ser alteradas, mas essa alteração será paga, pois pagam à hora e não à tarefa.

PS: esqueci-me de falar numa coisa, não tenhas medo de ganhar dinheiro, se achas que deves pedir X€ por hora, não peças X-Y€, a menos que, por razões estratégicas, tenhas uma garantia de que vais obter mais trabalho dai, e mesmo assim cuidado, porque depois queres aumentar o preço e não podes porque os tipos vão comprar a outro lado e então a única coisa que aconteceu foi "perderes tempo".

Tens de pensar como um empresário: tens um produto ou serviço para vender e o teu objectivo último é o lucro. Se um cliente não quer pagar o teu preço, terás de avaliar se vale a pena executar o trabalho (trabalhar para aquecer é que não). Lembra-te que se aceitares um valor mais baixo terás de trabalhar por esse valor, enquanto que se rejeitares, poderás continuar a procurar um cliente que esteja disposto a pagar o teu preço.

Por último, algo banal que é bom ter sempre em mente: não te esqueças que o preço é regulado pela oferta e pela procura...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Deixo aqui os meus dois cêntimos.

Se é uma solução "chave na mão", faz uma lista das funcionalidades que vais implementar e estima quantas horas vais necessitar para especificar, implementar, testar e corrigir.

Depois estima o número de horas que vais demorar a instalar, dar formação, escrever a documentação, etc..

Colocas um preço por hora, que pode variar (ou não) consoante a tarefa.

Com isso apresentas uma proposta, onde explicas o âmbito, as funcionalidades, as fases, o que o proposta contempla, quanto custa, quando deverá estar terminado, etc..

Na proposta ressalva:

1. Quanto tempo de garantia haverá, ou seja, durante quanto tempo fazes suporte à correcção de bugs.

2. Qualquer nova funcionalidade (ou conjunto de novas funcionalidades) terá de ser estimada da mesma forma, ou seja, não entra nesse planeamento/proposta e será alvo de uma proposta específica.

3. Qualquer alteração às funcionalidades especificadas na proposta estão pendentes de aprovação, ou seja, se o cliente quiser alterar as funcionalidades, terá de o especificar e terás de estimar quanto tempo e dinheiro a mais isso irá custar.

Uma vez aceite a proposta, ambas as partes sabem, o que é esperado no produto final: tu sabes o que tens de entregar, o cliente sabe o que vai receber e ambos sabem que qualquer coisa nova não poderá ser feita com o mesmo tempo nem dinheiro.

Outra forma é fazeres por "time and material", metes um preço por hora e executas as tarefas que te são pedidas, registas num Excel quantas horas demoraste a fazer uma cena e todas as semanas apresentas um relatório de progresso. Tipicamente assim ganhas mais, uma vez que os clientes estão constantemente a pedir alterações, isso vai fazer com que as páginas que tinhas feito na semana passada tenham de ser alteradas, mas essa alteração será paga, pois pagam à hora e não à tarefa.

PS: esqueci-me de falar numa coisa, não tenhas medo de ganhar dinheiro, se achas que deves pedir X€ por hora, não peças X-Y€, a menos que, por razões estratégicas, tenhas uma garantia de que vais obter mais trabalho dai, e mesmo assim cuidado, porque depois queres aumentar o preço e não podes porque os tipos vão comprar a outro lado e então a única coisa que aconteceu foi "perderes tempo".

Tens de pensar como um empresário: tens um produto ou serviço para vender e o teu objectivo último é o lucro. Se um cliente não quer pagar o teu preço, terás de avaliar se vale a pena executar o trabalho (trabalhar para aquecer é que não). Lembra-te que se aceitares um valor mais baixo terás de trabalhar por esse valor, enquanto que se rejeitares, poderás continuar a procurar um cliente que esteja disposto a pagar o teu preço.

Por último, algo banal que é bom ter sempre em mente: não te esqueças que o preço é regulado pela oferta e pela procura...

Bom post....................... :thumbsup:

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

@M6

Agradeço imenso a tua contribuição, irá ajudar-me certamente para futuro :thumbsup: Mas neste trabalho especifico não há necessidade de me preocupar assim tanto, aliás, nem dá se quer e o ambiente em que se enquadra é um bocado diferente daquele que usas como exemplo aqui. Simplesmente não posso muitos dos factores que falas neste projecto, mas isso também são pormenores. Para o futuro, certamente irei voltar a reler o teu post quando tiver um trabalho mais sério nas mãos. Obrigado pelo post detalhado.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pois... o calculo das horas parece uma solução obvia mas o problema está precisamente aí, eu como cliente preferia pagar o dobro por hora a um gajo que me produza em 4 vezes mais por hora. Isto não soa muito real mas acreditem que há praí muito programador que é 4 vezes mais lento que outros.

Eu tambem ia pelos valores que o MX apontou, mas depois o problema é o que já foi falado... podes perder um cliente.

Por causa das minhas manias de cobrar o que é justo não arranjo clientes.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pois... o calculo das horas parece uma solução obvia mas o problema está precisamente aí, eu como cliente preferia pagar o dobro por hora a um gajo que me produza em 4 vezes mais por hora. Isto não soa muito real mas acreditem que há praí muito programador que é 4 vezes mais lento que outros.

Eu tambem ia pelos valores que o MX apontou, mas depois o problema é o que já foi falado... podes perder um cliente.

Por causa das minhas manias de cobrar o que é justo não arranjo clientes.

Lá está, ás vezes mais vale fazer um bocadinho por menos... Tentar negociar um preço bom para ambos.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora