• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Ridelight

Vodafone Portugal apresenta Wireless Safe Car

1 mensagem neste tópico

A Vodafone Portugal apresentou hoje a nova solução de segurança automóvel Wireless Safe Car, baseada em tecnologias móveis e que permite a localização e imobilização remota da viatura ou alertar quando alguém ligar o veículo.

Em conferência de imprensa, Paulo Neves, director da UN Empresas da Vodafone Portugal, salientou que esta solução envolve um parceiro tecnológico, a filial da empresa britânica i-mob em Portugal, e três parceiros da área automóvel: Salvador Caetano, grupo Santogal (com concessões de 25 marcas automóveis) e a Precision.

Paulo Neves indicou que a expectativa é de «vender alguns milhares» de Wireless Safe Car este ano, observando que o nível de vendas dependerá de algumas marcas aderirem a esta solução.

Alexandre Martins, director-geral da i-mob ibérica, indicou que a solução parte da instalação na viatura de um módulo de comunicações, que pode ter diferentes localizações para dificultar a sua detecção, com uma antena GSM (de telefonia móvel) e outra GPS (ligação a satélite).

A opção base do serviço permite, além da localização e imobilização do automóvel, sistemas de alerta (por SMS ou chamada de voz) quando a ignição do automóvel é ligada, quando a viatura é elevada (por exemplo para ser rebocada), ou quando a bateria é desligada ou fica sem carga, precisou.

Alexandre Martins salientou que, ao contrário de alguns sistemas de imobilização remota existentes que param de imediato a viatura, mesmo em andamento, no Wireless Safe Car a imobilização só se torna efectiva depois de o veículo estar parado alguns segundos.

O director português da i-mob assinalou que, para além das funcionalidades base, existe um serviço Premium que permite avisar um serviço telefónico («call center») especializado ou um número de telefone pré definido em caso de impacto do automóvel (acidente), ou alertas no telefone escolhido de que a viatura está em movimento,com relatórios sobre a velocidade a que segue.

O serviço Premium tem ainda uma funcionalidade que permite ao proprietário comunicar com o automóvel por chamada telefónica e um botão de pânico que, quando accionado, permite ao «call center» ou ao telemóvel escolhido escutar o que se passa dentro da viatura.

Alexandre Martins disse á Lusa que «o produto hoje apresentado, com o conjunto de características que tem, é único a nível mundial», observando que há mais funcionalidades já possíveis e que está previsto acrescentar outras.

Alexandre Martins revelou à Lusa que já é possível um gestor de frota «balizar a área em que uma viatura da empresa pode circular», sendo avisado sempre que o veículo sai desse perímetro.

Neste momento a localização do automóvel é dada por coordenadas geográficas mas a partir do início de Fevereiro os clientes do serviço passam a receber um SMS com um mapa da localização sempre que a pedirem, adiantou o director-geral da i-mob.

Paulo Neves, da Vodafone, indicou que o hardware e instalação custa 512 euros mais IVA (619,52 euros) para o serviço base e 678 euros mais IVA (820,38 euros) para o pacote Premium.

O director da Vodafone indicou que os clientes do serviço pagam também uma mensalidade de 7 euros mais IVA (8,47 euros), que inclui a licença de utilização e as chamadas de voz e SMS gerados a partir do automóvel.

Se quiserem ter o apoio do call center especializado «Blue Security», que está associado ao sistema europeu de segurança EuroWatch, os clientes deverão ainda pagar 40 euros mais IVA (48,40 euros) por ano por esse serviço, disse à Lusa Paulo Neves.

O director da Vodafone adiantou que os clientes empresariais têm a alternativa de comprar o hardware e instalação em prestações, mediante um contrato de fidelização.

Paulo Neves assinalou que a Vodafone tem um programa de parcerias para oferecer aos clientes, empresariais e particulares, soluções baseadas em serviços de dados móveis, que contribuem «para a fidelização dos seus clientes e aumento das receitas».

Diário Digital / Lusa

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora