• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Malmen

Sistemas de Ficheiros Virtuais

8 mensagens neste tópico

Boas, tenho andado a estudar um bucado sobre este assunto, e cheguei novamente á mesma conclusão...

cat windows > /dev/null

ou seja, para fazer um sistema de ficheiros virtual em linux, arranja-se montes de exemplos tuturials, e outros

para fazer um sistema de ficheiros virtual em windows, arranja-se exemplos para utilizar os que ja estão feitos, que nao sao muitos...

lol

Vamos ao que interessa, o que eu pretendo fazer seria um sistema de ficheiros, ligado a uma socket, que tenho andado a programar, que mostre o conteudo da pasta, e dê N funções, copiar, colar, mover, ect...

E fixe fixe, seria fazer isso utilizando o explorador do windows, ou seja, tal como o GmailFS mostra uma drive no meu computador, tambem eu gostava de poder mostrar uma drive minha no meu computador, e apartir dai mostrar o meu conteudo....

Se alguem tiver conhecimentos acerca disto agradeço...

Linguagem preferencial: python..

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Linguagem preferencial: python..

Não tenho grande experiencia neste campo (leia-se, nenhuma), mas duvido que consigas fazer isso em Python. Começa a pensar em C(++/#).
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

E porque é que duvidas? Explica-lhe...

Eu acredito que a dificuldade poderá estar ao nível da integração com o gestor de ficheiros, ou com a componente do window$ que trabalhe com a virtualização de sistemas de ficheiros (não faço ideia qual seja).

Não é por nada que estas coisas estão muito mais evoluídas noutros sistemas operativos. É que sistemas proprietários fechados não são developer friendly. O window$ pode ter uma API e uma ABI muito extensa mas mesmo assim há sempre alguma coisa que vai faltar (falta sempre em qualquer um) e nem sempre a forma de funcionar de alguma componente vai ser a adequada para as necessidades do programador (nem sempre é, seja em que sistema for. A vantagem é que nos sistemas livres, podemos dar a volta ao problema criando ou modificando, mesmo que possa ser difícil em alguns casos (e em alguns é), é sempre melhor ser possível e difícil do que não ser possível.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

E porque é que duvidas? Explica-lhe...

Eu acredito que a dificuldade poderá estar ao nível da integração com o gestor de ficheiros, ou com a componente do window$ que trabalhe com a virtualização de sistemas de ficheiros (não faço ideia qual seja).

Por isso mesmo e pelo facto de ser rara a pessoa que tem Python instalado (mesmo que não seja nada que não se resolva com um pacote de instalação.
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu não sei exactamente ao que te referes. Que queres dizer com sistema de ficheiros virtuais?

Criar o teu próprio filesystem? Isso é assim um bocado para o complicado, mas basicamente é alocares para um ficheiro binário uma certa quantidade de memória, por exemplo 1 GB. O teu software irá trabalhar sobre o seu conteúdo, tens que programar toda a lógica dos nodos, etc. Duvido muito que seja isto que queiras, já que é algo de muito baixo nível, podes sempre para começar usar uma API que "simule" o teu filesystem, por exemplo usar um zip ou um tar...

Se for para usar o próprio filesystem do windows, ou seja, simular como se estivesses a partilhar uma drive na rede. Não estou a ver o problema, isso é algo bastante simples. Nunca fiz em python, mas acredito que tenha bibliotecas para fazer o que queres. Já tive de interagir com o sistema de ficheiros em Haskell várias vezes, acredito que Python não fique atrás visto ser uma linguagem mais popular.

Também existe a possibilidade de não ter percebido o que queres fazer. Que é o mais provável...

Em relação a usares o Windows Explorer para interagir com a tua drive virtual.

Para isso lê isto, é em C# mas dá para ver mais ou menos a lógica da coisa. Não sei se existe bibliotecas para isto em Python, mas podes sempre referenciar as bibliotecas em C++.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não, não é criar um filesystem. O que ele quer é emular uma drive para poder fazer a gestão de ficheiros com o explorador do Windows num servidor remoto com protocolo próprio.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora