• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Tharis

[Discussão] Microsoft

28 mensagens neste tópico

Criei este tópico para saber as vossas opiniões e previsões (irrealistas) sobre:

O QUE ACONTECERIA SE A MICROSOFT FOSSE COMPRADA E TODOS OS PRODUTOS DELA PASSASSEM A OPEN-SOURCE?"

Depois de ver algumas opiniões, talvez poste a minha...

Cumps

Tharis

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Quando isso acontecesse era caso para se dizer: O Mundo está doido!  :cheesygrin: :idiot2:  :2funny:

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Isso nunca vai acontecer mas era fixe se acontecesse.

Quando isso acontecesse era caso para se dizer: O Mundo está doido!  :cheesygrin: :idiot2:  :2funny:

Claro que isto é uma suposição mesmo com 0.0000000000000000000000000000000000000000000001% de probabilidades de vir a acontecer. Eu quero é saber as vossas opiniões sobre o que aconteceria no mundo da informática.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

The world would collapse.

Anyway, que tema tão ... mau, só para não dizer pior. Mete antes assim:

Seria benéfico para a Microsoft tornar alguns produtos/parte de produtos open source? Se sim, quais?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não seria nada benéfico. Das duas uma, ou ia à falência ou descia drasticamente os lucros perdendo o título de empresa informática mais mal amada do mundo.

E isso iria contra um dos pilares de sucesso da M$, que é publicidade com toda  a força, nem que seja para influenciar as pessoas a piratear o software deles.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não seria nada benéfico. Das duas uma, ou ia à falência ou descia drasticamente os lucros perdendo o título de empresa informática mais mal amada do mundo.

E isso iria contra um dos pilares de sucesso da M$, que é publicidade com toda  a força, nem que seja para influenciar as pessoas a piratear o software deles.

A microsoft possui software open source, alojado no sourceforge e tudo.

Aliás, lembraram-me agora, a mesma ainda não foi à falência :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não seria nada benéfico. Das duas uma, ou ia à falência ou descia drasticamente os lucros perdendo o título de empresa informática mais mal amada do mundo.

E isso iria contra um dos pilares de sucesso da M$, que é publicidade com toda  a força, nem que seja para influenciar as pessoas a piratear o software deles.

A microsoft possui software open source, alojado no sourceforge e tudo.

Aliás, lembraram-me agora, a mesma ainda não foi à falência :)

A questão aqui está na diferença em liberalizar esse software e liberalizar o(s) seu(s) Sistema(s) Operativo(s) ou até mesmo a sua ferramenta de produtividade.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Se, porventura, a Microsoft libertasse uma parte do código de um sistema operativo recente (o XP ou o Vista, por exemplo) devem ter noção de que muito provavelmente o número de malware existente aumentava exponencialmente. Lógico que a causa seria boa e certamente as falhas existentes seriam resolvidas muito mais rapidamente, no entanto o número de vírus, exploits, etc, crescia muitíssimo.

Não sei, portanto, até que ponto seria benéfico para os utilizadores em geral (e para os negócios, empresas, etc) a Microsoft libertar código de um dos seus SOs mais utilizados.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

deathseeker25, o malware podia aumentar, mas por outro lado, tinhas a comunidade a analisar o código, e por si só poderia ajudar. Anyway, Microsoft não é só Windows, tem o VS, Office, etc etc

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Simples, a MS reposicionar-se-ia no mercado, provavelmente com uma estratégia mais agressiva nos serviços, à semelhança da IBM e da SUN.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

antes de mais, ser open source é MUITO mais do que termos o código fonte do programa... mas já há 2 licenças da Microsoft aprovadas pela OSI como licenças Open Source, desconheço se já produziram algum software com essas licenças...

As perguntas são demasiado irreais para terem uma resposta em condições...

se a Microsoft tornasse todos os seus produtos open source... não acredito que fosse à falência, haveria mil e uma outras coisa onde a Microsoft poderia retirar lucros, acredito que subia ainda mais e acabava com a concorrência, se um produto é open source é desenvolvido por uma comunidade, isso poderia reduzir os custos de desenvolvimento, e traria outras vantagens... mas não teríamos ninguém responsável pelo que produto final, qualquer um de nós poderia altera-lo e redistribui-lo, o que seria perigoso, se o software Microsoft é o que é em termos de percentagem de utilização e custa o que custa, se fosse desenvolvido por milhares de pessoas, subiria a qualidade e seria grátis... a concorrência ia à falência e a economia mundial entrava em colapso... (claro que isto é apenas uma previsão pessoal e tão irreal como a pergunta)

A vulnerabilidade de um SO tem muito haver com o seu share de utilização, ninguém perde dias de trabalho para afectar um SO utilizado por 100 pessoas, um vírus é feito genericamente para afectar o maior numero de pessoas e causar o maior dano possível, se o Windows fosse Open Source estaria na mesma debaixo da mira dos "crackers" por ser um SO muito utilizado mas como acredito que há muito mais gente a trabalhar para o beneficio dos outros, acredito que seria bom... no caso do Windows acho que seria bom muitos erros seriam corrigidos, muitos buracos seriam tapados... (e as empresas de anti-vírus iam à falência)

O Open Source ganha cada vez mais adeptos, há cada vez mais software Open Source com qualidade, isso obriga a Microsoft e todas as outras empresas a evoluírem e a inovarem... umas puxam pelas outras...

isto é um ciclo.... a existência de software proprietário obriga a aumentar a qualidade do software livre, para se poder afirmar como alternativa viável, mas a existência de software livre de qualidade também obriga o software proprietariado a evoluir para poder vender (ninguém paga por uma coisa se poder ter igual ou melhor gratuitamente).. e no fim quem ganha somos nós que podemos escolher

é importante haver as duas coisas, eu não gostaria de ver a Microsoft como uma empresa Open Source

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não se trata de fazer previsões, mas sim expeculações. Porque este não é um cenário realista.

Em resposta à pergunta do tópico, o que se pode dizer é o seguinte:

* a m$ teria de mudar de modelo de negócios para se adaptar a uma nova realidade. O modelo actual não serve para o Software Livre/Open Source Software, mas existem outros modelos que servem.

* a interoperatibilidade e a concorrência aumentariam bastante, e por isso o mercado ficaria a ganhar.

Em resposta à pergunta do djthyrax, posso dizer o seguinte:

A m$ já publicou algumas pequenas obras de software como Software Livre (embora sejam práticamente irrelevantes por várias razões técnicas e legais); a m$ também tem duas licenças que foram consideradas pelo Open Source Iniciative como sendo licenças de Open Source Software. Por isso ao contrário do que a maior parte das pessoas pensa é expectável que a m$ publique software que seja considerado Software Livre e Open Source Software. A relevância desse software para a maior parte das pessoas é que já poderá não ser grande, mas isso é apenas um cenário até pode ser que a m$ nos surpreenda positivamente (embora não espere isso dela).

Não seria nada benéfico. Das duas uma, ou ia à falência ou descia drasticamente os lucros perdendo o título de empresa informática mais mal amada do mundo.

E isso iria contra um dos pilares de sucesso da M$, que é publicidade com toda  a força, nem que seja para influenciar as pessoas a piratear o software deles.

O sucesso da m$, baseia-se na utilização de técnicas de mercado ilegais e sem ética. A m$ nem faz muita publicidade (o marketing é muito mais que publicidade).

Quanto a ir à falência ou perder lucros isso não tem necessariamente que acontecer, a m$ pode sempre adaptar-se, mudando os seus modelos de negócios a uma realidade diferente. Existem empresas a fazerem dezenas de milhões de dollares com o Software Livre e Open Source Software e se eles conseguem a m$ certamente que também conseguiria se tivesse cuidado.

Se, porventura, a Microsoft libertasse uma parte do código de um sistema operativo recente (o XP ou o Vista, por exemplo) devem ter noção de que muito provavelmente o número de malware existente aumentava exponencialmente. Lógico que a causa seria boa e certamente as falhas existentes seriam resolvidas muito mais rapidamente, no entanto o número de vírus, exploits, etc, crescia muitíssimo.

Eu discordo!

E discordo porque a realidade demonstra o contrário. Demonstra que o número de falhas corrigidas é que aumenta.

Microsoft não é só Windows, tem o VS, Office, etc etc

Não sabias que só o window$ e o Office é que dão lucro?

e um produto é open source é desenvolvido por uma comunidade,

Isso é errado!

Um software pode ser Open Source e não ser desenvolvido por uma comunidade.

mas não teríamos ninguém responsável pelo que produto final, qualquer um de nós poderia altera-lo e redistribui-lo, o que seria perigoso,

Actualmente com as licenças que existem ninguém se responsabiliza pelo software que produz, uma das coisas que as licenças todas dizem, é que o fabricante não tem responsabilidade pelo software produz.

Apenas com contratos extra (chamados SLA) é que alguns fabricante aceitam tomar a responsabilidade de garantir um nível de serviço. Também podes contratar este tipo de serviços em relação a software licenciado como Software Livre e Open Source Software, tens é que procurar empresas para isso (e acredita que há bastantes).

A concorrência não desapareceria, isso é um disparate. Há muita gente que não gosta das soluções técnicas utilizadas nesses produtos (e em outros), aliás há muito mais concorrência dentro do mundo do Software Livre e Open Source Software do que fora.

A vulnerabilidade de um SO tem muito haver com o seu share de utilização,

Discordo!

O impacto é pequeno!

Existe software lider de mercado que tem muito menos problemas de segurança do que os restantes concorrentes. E isto acontece com a maior parte dos segmentos de mercado.

A vulnerabilidade de um software tem a ver com o trabalho de análise que foi feito para se criar o software, com a arquitectura do software, com a qualidade da implementação do software, com a forma como é mantido pelos developers, com a forma como é feito o seu deployment, com a forma como é administrado pelos administradores de sistemas e pela forma como é utilizado pelos utilizadores. Tudo isto como uma cadeia, são estas as coisas que em conjunto tornam um software mais, ou menos seguro. A quantidade de utilizadores nem sempre atrai atenção de quem desenvolve malware, nem cria vulnerabildiades. No máximo a quantidade de utilizadores permite a suas descoberta por quem as procura, mas não é por ter mais utilizadores que a falha existe, existe porque houve uma falha de engenharia. Mas é apenas mais um factor no meio de outros factores. A maior quantidade de qualidade de factores que fazem de um software vulnerável são relacionados com análise de sistemas com a engenharia.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

em relação à ultima citação do falco... SO significa Sistema Operativo e não Software

...e sim a vulnerabilidade de um Sistema Operativo tem muito haver com o seu share de utilização

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

O meu argumento aplica-se a qualquer software, incluindo sistemas operativos.

Por exemplo os *nix são muito mais utilizados para servidor e no entanto a maior parte das falhas de segurança em servidores não são em sistemas *nix.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

...e sim a vulnerabilidade de um Sistema Operativo tem muito haver com o seu share de utilização

Não. A vulnerabilidade de um SO tem a ver com a qualidade do seu código. O que tu queres dizer é que a quantidade de pessoas que são potenciais vítimas de vulnerabilidades tem a ver com o share do SO.
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

não é isso que eu quero dizer, repara... um SO pouco usado pode ter muitas falhas, pode ser uma merd* em termos de código, mas se ninguém explorar essas falhas eu posso não sofrer nenhum ataque, posso me considerar seguro com um antivirus e uma firewall banais.. agora podes ter um sistema operativo muito usado e com poucas falhas, mas se houver quem explore essas falhas, torna-se um SO menos seguro do que o anterior... porque torna-se um alvo devido ao share de utilização...

quem faz vírus ou qualquer tipo de malware quer causar o maior numero de estragos possível, por isso SO com maior share de utilização é sempre mais susceptível a esses problemas

olha um exemplo:

"Segundo a ZDNet, o Mac OS X apresentou dez vezes mais falhas críticas no ano de 2007 do que o Windows XP e o Windows Vista combinados. Assim, os dois sistemas operativos da Microsoft apresentaram, juntos, 23 falhas críticas, enquanto que o Mac OS X apresentou 234."

fonte:exame informática

qualquer um considera que o OS X é mais seguro que qualquer windows, e é mesmo!!!!! porque embora tenha falhas, essas falhas não são exploradas... não é um alvo...

percebes o que quero dizer? não estou a dizer que a qualidade do código não interessa, isso será sempre o principal factor de segurança, mas o share de utilização é sem duvida um elemento importante a ter em conta quando se fala em segurança

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não spec. Quando mais falhas tiver, mais inseguro é. Quanto mais potenciais vítimas criar, mais arriscado é usá-lo, não o vai tornar mais inseguro.

E estás a misturar carne com peixe. O que é crítico no Mac OS X, é considerado pouco importante no XP/Vista. São filosofias diferentes que regem os 2 tipos de sistemas, logo o que acabaste de citar é nada mais nada menos do que publicidade enganosa.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
não é isso que eu quero dizer, repara... um SO pouco usado pode ter muitas falhas, pode ser uma merd* em termos de código, mas se ninguém explorar essas falhas eu posso não sofrer nenhum ataque,

Desde que um sistema tenha uma vulnerabilidade por corrigir é vulnerável. Não interessa se foi explorada ou não! Estar vulnerável significa poder ser explorado, não significa ter sido explorado.

Há pessoas a explorar falhas em todos os sistemas operativos. E acredita que em termos de quantidade há gente com interesse suficiente para explorar qualquer falha em qualquer sistema operativo. O facto de um sistema ser mais comum não o torna necessariamente mais apetecível para quem o quer explorar. Por exemplo explorar descobrir e explorar com sucesso uma falha num sistema como o GNU/Linux dá muito mais fama do que explorar um window$, para além disso como muitas das maiores empresas que realizam negócios na Internet utilizam GNU/Linux, o impacto de explorar uma falha numa dessas máquina é muito maior do que o impacto de explorar outras, com um ataque afecta-se muito mais gente. Por isso como vês também há razões para se querer atacar alvos com sistemas menos utilizados.

O MacOS X tem falhas exploradas! Se achas o contrário é porque não tens andado com atenção às notícias, ou porque lês notícias de revistas nojentas como a Exame Informática.

O facto de as falhas serem ou não mais exploradas tem também a ver com outras coisas. Como a falha ser susceptível de ataques remotos, a falha estar, ou não presente numa user-base suficientemente ampla, ou estar presente em alvos de alto valor, o facto de já haver patchs para a falha, o facto de os sistemas terem em si sistemas de segurança que lhes permitam resistir a algumas falhas de segurança.

Mas volto a repetir, um sistema está vulnerável quando tem uma falha por corrigir. Não apenas quando já existe um exploit. Até porque por vezes existem exploits que não são tornados públicos e são mantidos em segredo e utilizados em segredo e há quem pague muito dinheiro para ter acesso a esses exploits.

A user-base é importante sim, mas para aquilo que é a segurança real, que é não estar vulnerável, não é assim tão importante e depende de muitos outros factores para que possa ter a sua relevância natural.

Já agora o xp tem falhas de segurança graves por corrigir, praticamente desde que existe. Estas contagens referem-se apenas a novas vulnerabilidades e têm muitas coisas que são injustas, pois por exemplo quer o MacOS X quer o GNU/Linux trazem muito mais aplicações consigo do que o window$ (no caso de algumas distribuições de GNU/Linux trazem brutalmente mais software se bem que nem sempre esteja instalado), por isso é normal que também seja fácil que tenha mais vulnerabilidades.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

"O que é crítico no Mac OS X, é considerado pouco importante no XP/Vista"

djthyrax, como é que sabes quais são as avaliações de gravidade na Apple ou na Microsoft? não sejas imparcial, ninguém está a discutir a veracidade dos números nem a qualidade da revista... nem a velocidade na correcção das falhas... nem a qualidade do OS X (foi apenas um exemplo)

um SO com grande share de utilização estará sempre mas sempre mais sujeito a ser explorado, apenas pelo facto de ser mais usado, porque isso desperta interesse em quem quer causar estragos... só pelo facto de despertar interesse em quem quer fazer mal, ja é um factor de risco... é assim, e sempre será...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

djthyrax, como é que sabes quais são as avaliações de gravidade na Apple ou na Microsoft?

Não se baseia na escala dessas empresas para fazer esse tipo de avaliações, utiliza-se avaliações feitas por terceiros.

um SO com grande share de utilização estará sempre mas sempre mais sujeito a ser explorado,

Não!

Porque mesmo os menos utilizados levantam também a atenção de quem procura falhas não quer saber apenas de quantidade mas também de qualidade e de facilidade. Se um sistema for muito popular e no entanto for muito mais robusto no que toca a segurança, ele não vai levantar tanto interesse.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

"O que é crítico no Mac OS X, é considerado pouco importante no XP/Vista"

djthyrax, como é que sabes quais são as avaliações de gravidade na Apple ou na Microsoft? não sejas imparcial, ninguém está a discutir a veracidade dos números nem a qualidade da revista... nem a velocidade na correcção das falhas... nem a qualidade do OS X (foi apenas um exemplo)

Uma falha crítica no Mac OS X é a execução de programas como administrador (root) com a intervenção do utilizador, ao contrário do Vista que é a execução SEM a intervenção do utilizador. E sabes o que isto demonstra? Que o Mac OS X (e todo os outros sistemas *nix based) têm uma filosofia diferente da do Windows, que assenta na modularidade, e ajuda a isolar as falhas. Desactivas um módulo e já não há vulnerabilidade para ninguém explorar. No Windows, não é assim porque não o consegues fazer, o que leva à disparidade de níveis de alerta.
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

djthyrax, não faço ideia da avaliação das falhas criticas, mas não tem lógica... no OS X conta como falha critica a intervenção do utilizador no Vista conta como falha critica erros sem a intervenção do utilizador... é estranho, ja todos sabemos o que vale o windows a nivel de estabilidade... quanto ao sistema de bloquear falhas no OS X não é assim tão simples...

falco insiste as vezes que quiseres, quem quer fazer mal, quer causar o máximo de danos possíveis, ataca os sistemas com muitos utilizadores, é quase psicologia... o share de utilização de um sistema operativo é sim um factor de risco, foi pergunta de exame no meu 12 ano... é das coisas mais elementares de segurança informática... quanto mais famoso for o teu SO, quanto mais utilizadores tiver mais sujeito a ataques está... a segurança também esta ligada a lobbys, "é bom haver sempre virus para poder haver anti-virus... bla bla bla..." tens muitos factores que tornam o SO mais usado sempre um alvo...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

djthyrax, não faço ideia da avaliação das falhas criticas, mas não tem lógica... no OS X conta como falha critica a intervenção do utilizador no Vista conta como falha critica erros sem a intervenção do utilizador... é estranho, ja todos sabemos o que vale o windows a nivel de estabilidade... quanto ao sistema de bloquear falhas no OS X não é assim tão simples...

Isto não tem a ver com a estabilidade. Se leres o meu post até ao final, o nível de gravidade não é X para todos, é Y para uns e Z para outros. Ou seja, não tem lógica comparar pelo X, mas pelo Y e Z.
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

eu não comparei nada, por isso não percebi nada do X Y Z!!! se um sistema tem falhas sem intervenção do utilizador, isso é um problema de estabilidade!!!!!

quanto à avaliação das falhas, já disse que não percebo, nem conheço qual é o método de selecção para considerar uma falha critica para uma empresa e para outra, e não acho que isso tenha haver com ser unix based ou não... não ha SO perfeitos, o Windows dá BSOD como o OS X dá GSOD (kernel panic)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora