• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Ridelight

Min. da Justiça neozelandês defende open source

1 mensagem neste tópico

Um relatório publicado pelo Ministério da Justiça neozelandês defende que a utilização de software livre é mais estável e eficiente em termos de custos do que a utilização de soluções de empresas.

O documento está em consulta pública e foi colocado on-line na página web da New Zealand Open Source Society , enviado pelo próprio gabinete do ministério que pede contribuições a toda a comunidade ligada ao software livre do país.

Para o ministério «se existirem dois pacotes semelhantes, um aberto e outro proprietário, o pacote de software livre deve ser a escolha preferencial por razões de melhor suporte e menor custo de ciclo de vida».

Segundo o documento, citado pelo portal ZDNet , algumas razões consideradas históricas que não têm levado os governos e empresas a adoptar soluções abertas, como a falta de apoio comercial, más interfaces de utilização ou riscos legais, deixaram de ser válidas.

Outra das características citadas pelo documento tem a ver com a fiabilidade, pois o documento considera que «é muito mais difícil introduzir um vírus trojan num programa em open source do que num software proprietário».

Já neste aspecto um analista citado pelo portal não concorda, ao considerá-lo um mito. «Não existem provas concretas de que é mais fiável, mas também não há provas que seja menos fiável», defende Kevin McIsaac, da consultora IBRS.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora