• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Ridelight

Sonaecom faz OPA sobre Portugal Telecom

11 mensagens neste tópico

As acções da Portugal Telecom (PT) atingiram um novo máximo histórico de 10,83 euros esta terça-feira, com ganhos superiores a 22% depois de ter iniciado a sessão sob reserva de negociação.

A subida da PT em bolsa reage assim ao lançamento de uma Operação Pública de Aquisição (OPA) sobre a totalidade do capital. O último máximo histórico foi registado em Maio de 2001, chegando aos 10 euros por acção.

A Sonae anunciou segunda-feira o lançamento de uma OPA sobre a totalidade do capital da Portugal Telecom (PT).

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Sonae afirma que a OPA incide sobre a totalidade das acções da PT e obrigações convertíveis.

A Sonae oferece 9,5 euros por cada acção da PT e 5.000 euros por cada obrigação convertível.

No anúncio preliminar, a Sonae condiciona o sucesso da operação a obter 50,01% do capital da PT.

Impulsionado pelo efeito da OPA, o índice PSI 20 segue agora com ganhos de 3,8%, para cotar 9.186,36 pontos.

Se for para melhorar os serviços e reduzir os preços o governo que abdique lá da Goldenshare para o Belmiro poder adquirir o Grupo.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Melhoria de serviços? hehehe... n tou a ver... o problema das empresas da PT é outro... e dps, colocar um "imperio" criado com o nosso $$$ e à custa da concorrencia desleal nas maos da sonae?

pensando bem, nem tenho grande opinião sobre isto... venha o diabo e escolha, sao apenas os meus comentarios

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mas acho k é melhor a Pt "cair nas mãos" de um grupo português (em parceria com investidores espanhois mas...) do que mais tarde ir parar as mãos de estrangeiros.

E eu acho que o Belmiro de Azevedo tem uma grande visão empresarial.

Tambem corremos o risco das principais empresas nacionais ficarem todas sob alçada da Sonae o que também não era bom, pois monopólios nunca foram nem nunca serão favoráveis para os consumidores.

Vamos lá vêr o que sairá daqui, mas desconfio que não vai dar em nada.

O empresário Belmiro de Azevedo vai ter de subir o preço por acção estipulado para a Oferta Pública de Aquisição (OPA) da Sonae sobre a Portugal Telecom para assegurar o sucesso da operação.

Segundo os especialistas de mercado contactados pela Agência Financeira, dificilmente será possível ao empresário assegurar 50,01% da PT, percentagem necessária para garantir a maioria do capital da empresa de telecomunicações, já que as avaliações feitas à empresa ainda liderada por Miguel Horta e Costa apontam para números superiores.

Belmiro de Azevedo assumiu na operação um preço alvo de 9,5 euros, o que se traduz numa capitalização bolsista de 10,7 mil milhões de euros. Contudo, «basta considerarmos que a maioria dos preços alvos para a operadora estão acima desse valor para percebermos que não é um negócio tão bom como isso. Nós temos um preço alvo de 10,8 euros, o que se traduz num negócio de 12,8 mil milhões de euros», adiantou um analista de uma casa internacional.

Já John dos Santos, analista da Lisbon Brokers adianta que «é bom para a Portugal Telecom pela simples razão de alguém estar interessado na empresa e estar a reconhecer que a empresa tem mais valor do que o mercado lhe está a dar. Só que o que o mercado está a dizer é que vale mais, vale mais do que essa oferta que esta em cima da mesa, no momento. E se calhar não estão a acreditar que a oferta vá para a frente, precisamente porque vale mais. Se acreditassem que aquele era um valor acima do que valia, provavelmente estava a cotar abaixo do valor oferecido na OPA. Estando a fazer acima, significa que os investidores estão bastante confiantes que vale mais e que provavelmente esperam que surja outra oferta, superior». A Lisbon Brokers tem uma avaliação para a empresa acima dos 12,5 mil milhões de euros.

Quanto ao leque de interessados, o analista adiantou ainda que «há de certeza mais interessados na PT, depende é do timing, em termos políticos, e do preço. O preço que a Sonae ofereceu é muito baixo. Agora é esperar para ver, se alguém faz outra oferta». Nesse campo, o BES aparece como uma hipótese «muito difícil. Se houver, é provavelmente outro operador. Não via um grupo financeiro a comprar uma empresa desta dimensão. Ter uma participação é uma coisa, comprar a empresa toda é outra».

Quanto à Telefónica, «pode não ter tanto interesse no mercado doméstico, mas tem no Brasil. Pode estar interessada nas partes, mais do que no total. Podem não achar que seja um bom preço, podem pedir um preço mais alto. No entanto pode haver interesse por parte deles em aproveitar um preço que não seja muito bom para lançarem uma contra oferta».

Já o analista internacional adianta que «com algumas dificuldades vemos o sucesso da operação. Em primeiro lugar porque dificilmente a operadora conseguirá o aval da Telefónica, que com certeza quererá valorizar a posição que detém na empresa. Além disso não nos podemos esquecer da participação de 50% da Vivo, que é assunto que ainda terá de ser esclarecido ao mercado».

Em segundo lugar porque será complicado vender a ideia aos investidores com menores participações, nomeadamente o caso da CGD, do Capital Group Companies, da Brandes Investments na Portugal Telecom e do Santander, do BPI e da Colanei Investments na PT multimédia, para não esquecer o BES, «que nos parece ser um candidato a uma contra-OPA. É que o capital está muito disperso por instituições financeiras que usam a Portugal Telecom como participações financeiras para obter ganhos. E neste caso ficam um pouco aquém do esperado, pelo menos se tivermos em conta os rácios da OPA da Telefónica sobre a O2», referiu o analista.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Aí está, sempre é preferivel que a Sonae fique a principal acionista da PT do que a Telefónica que já está a estudar a possibilidade de ofereçer um valor superior.

As acções da Telefónica caíram hoje perante as expectativas do mercado de que a operadora espanhola possa melhorar a oferta da Sonae sobre a Portugal Telecom (PT).

"O facto das acções da PT estarem a subir acima do preço oferecido pela Sonae e da Telefónica ser praticamente a única operadora da Europa a cair deve-se ao facto do mercado estar a especular em torno da possibilidade da operadora espanhola lançar uma contra OPA sobre a PT para superar a da Sonae", disse Víctor Acitores, analista da Venture Finanzas.

As acções da Telefónica lideravam as quedas entre as operadoras de telecomunicações na Europa com uma descida de 1,2% para 12,34 euros, enquanto que o índice Dow Jones subia 0,73%.

A Sonae anunciou que oferece 9,5 euros por cada acção da PT, um total de 10,72 mil milhões de euros, o que supõe um prémio de 16% face ao preço de encerramento ontem.

Os títulos da PT chegaram a subir mais de 22% na abertura.

"A PT está acima do preço de oferta da Sonae e a Telefónica é das poucas operadoras europeias que estão a cair. Está claro que o mercado está à espera de uma resposta da Telefónica", disse Flemming Barton, operador do BPI.

A Telefónica não adiantou comentários em relação à oferta da Sonae sobre a PT. A operadora espanhola detém cerca de 10% da PT e conta com alianças estratégicas no Brasil e Marrocos, onde detém 50% das operadoras de telecomunicações.

"Até existirem novas notícias da Telefónica, a cotação deverá continuar em queda", adiantou.

Apesar de Acitores admitir que no mercada especulava-se uma contra oferta da Telefónica, afirma que outro cenário possível é que a Sonae chegue a um acordo para vender parte dos activos da PT, incluindo a sua participação na Vivo, 'joint venture' de comunicações móveis brasileira com a Telefónica.

Além da Telefónica, o BES também detém uma participação de 8,36% na operadora nacional.

O Governo mantém uma 'golden share' na PT, tendo a Comissão Europeia dado o primeiro passo em Dezembro contra a participação estratégica do Estado.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

hmmm.. de um ao outro venha o diabo e escolha. a verdade eh q a telefonica pretende ser a maior empresa de telecomunicações a nivel mundial com grandes investimentos na america do sul e europa mediterranea.

o belmiro azevedo grande visao empresarial? heheheheh... essa só pode ser uma boa piada. alem disso lembrem-se da sonae.com o grande falhanço de por um filho (menino) playboy à frente de uma cena para homens e do facto que o belmiro azevedo tar tão vendido ao capital espanhol e estrangeiro q n pode ser pior que uma empresa estrangeira.

o pior é q as telecomunições aqui no pais vizinho têm fama de ser pessimas, embora a largura de banda seja melhor q cah (tb onde nao é, na argelia, irque? lol), cenas como a cobertura nacional dos operadores de telemovel é quase inexistente for das cidades :(

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

alem disso lembrem-se da sonae.com o grande falhanço de por um filho (menino) playboy à frente de uma cena para homens

Também com as condições impostas pela AAC e pela PT era um bocado difiçil ter sucesso.

"A liberalização de liberalização teve pouco... ou nada...  :dontgetit:"

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Nem que seja pelo nacionalismo, preferia a Sonae á Telefónica. A Telefónica é espanhola, detem já 10% da PT e quer criar um monopólio nas telecomunicações na zona do mediterrâneo e na América do Sul (o Norte de África é dominado pela Telefónica). Julgo que a Telefónica vai mesmo apostar numa contra OPA, visto que é uma oportunidade única para adquirir a PT.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

deathseeker

pelo nacionalismo, não ias optar por alguem como o belmiro de azevedo, que mudou fabricas de texteis para economias emergentes (fora de portugal) e ainda teve a lata de gozar com os portugueses quando deu explicações.

a PT é a empresa privada (ou grupo de empresas) q mais investe em Portugal, com a comprar pelo belmiro esse investimento pode passar tambem para o estrangeiro, o q iria destabilizar em muito o mercado de trabalho das TI

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

deathseeker

pelo nacionalismo, não ias optar por alguem como o belmiro de azevedo, que mudou fabricas de texteis para economias emergentes (fora de portugal) e ainda teve a lata de gozar com os portugueses quando deu explicações.

a PT é a empresa privada (ou grupo de empresas) q mais investe em Portugal, com a comprar pelo belmiro esse investimento pode passar tambem para o estrangeiro, o q iria destabilizar em muito o mercado de trabalho das TI

em primeiro, tal como já foi dito, se esta OPA não tiver sucesso, mais cedo ou mais tarde bem aí a Telefónica.

em segundo, a SONAE pretende concentrar-se no mercado português (vendendo a Vivo). por isso esse argumento do investimento não me parece fazer muito sentido.

mesmo que a OPA não tenha sucesso, se ela não se tivesse realizado, será que a PT teria mudado como mudou nos últimos tempos? será que a PT se iria separar da PT Multimédia, como agora está previsto?

penso que o país só teve a ganhar com a OPA, pois ela fez a PT "tremer" e ver que ou mudava de atitude ou podia vir a ter problemas...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

não concordo e acho q é atirar areia para os olhos

a experiencia leva-me a desconfiar de alguns empresários portugueses

a telecel não ficou com pior serviço desde q passou a ser vodafone, como tal n acho a compra pela telefonica não tem de ser obrigatoriamente má...

pelo q sei de quadros da PT meus conhecidos, não houve grandes mudanças na PT devido à OPA, alem de alguma agitação interna

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

a telecel não ficou com pior serviço desde q passou a ser vodafone, como tal n acho a compra pela telefonica não tem de ser obrigatoriamente má...

pelo q sei de quadros da PT meus conhecidos, não houve grandes mudanças na PT devido à OPA, alem de alguma agitação interna

tanto quanto sei, a Telecel apenas mudou de nome, a empresa foi criada pela Vodafone e era controlada pela mesma desde a sua criação (corrijam-me se estiver enganado).

o problema da compra da PT pela Telefónica é a empresa deixar de estar em mãos portuguesas. podemos ver casos em que isso aconteceu que não foram nada benéficos para  empresa, como por exemplo a Bombardier, pois levaram ao fecho da empresa. na PT obviamente que isso não iria acontecer, mas o facto da PT deixar de ser portuguesa já me preocupa.

Sublinho que não apoio a OPA (desde que a PT se separe da PTMultimédia, por mim está tudo bem), mas espero que se os accionistas a rejeitarem, também rejeitem no futuro uma OPA de uma empresa estrangeira.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora