• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

thranduil

Novas Tecnologias - Prós e Contras

19 mensagens neste tópico

olá a todos.

inicio este post porque tenho que apresentar um pequeno trabalho sobre este tema e tenho que defender os dois lados da questão.

quais são os prós e os contras das novas tecnologias?

nesta pergunta pretendo abranger tudo, desde internet, televisão, gadgets (ex. leitores de mp3, telemóveis), computadores, consolas, etc.

também gostava que falassem do lado "jovem" da questão, ou seja, que discutam as influências que as novas tecnologias têm nos jovens. meso assim também se pode falar no mundo em geral.

thran

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

bom.. ninguém fala..

começo eu.

leitores de mp3:

acham que vale a pena comprar um leitor de mp3 e depois ser influenciado por outros a comprar um novo x tempo masi tarde?

e que influências tem ele na vida familiar?

a minha mãe diz que, por exemplo, no carro, eu perco as conversas de família todas.

ou seja, um dos contras das novas tecnologias (das que se tornam obcessivas para os jovens) é a alienação da vida familiar.

o que acham disto?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

pá depende sempre de quem usa e de como são usadas as tecnologias, mas pelos miudos mais novos que se metem no vicio da net (por ex) é lixado pa depois se habituarem ao convivio social mais tarde (tou-me a lembrar do harrier.pt, lool).

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Lol eu não consigo tar a ver outro pessoal a falar e eu a ouvir música... mas isso já existia com os Diskmans Walkmans etc...

Eu acho que é o homem que faz a tecnologia, ele deve saber o melhor meio de a usar...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Boas...

É realmente verdade que as tecnologias são um grande vício.

Não me vou referir ao harrier.pt, mas sim a mim proprio, como muitos sabem este verão que passou andei um bocadito em baixo e andei mto tempo pelo pc, o que realmente se tornou um problema para quando estava com pessoas (reais), não sei porquê mas as primeiras vezes que comecei a sair com mais gente sem ser com a minha familia, sentia-me estranho e achava as atitudes que tinha estranhas (não é que não seja normal elas o serem) mas era abuso.

Isto é apenas um concelho, não se deixem levar totalmente pelas tecnologias, estou agora a descubrir as maravilhas da vida para alem do meu PC, são essas a sensação de falar com uma pessoa olhos nos olhos, coisa que para muitos é difícil (para mim era) mas embora as vezes isto provoque um pouco de nervoso miudinho, não deixa de ser uma experiencia bastante especial. (Falo por mim que era uma pessoa que não conseguia olhar nos olhos de ninguem).

Este é apenas um exemplo entre muitos outros, sei que as tecnologias trazem vantagens, e não deve haver muita gente que defenda as tecnologias mais que eu, no entanto não tinha gosto por certas coisas da vida em si, porque não as percebia, e para quem não perceber este post, ou o percebe mais tarde, ou se nunca o perceber é porque nunca precisou.  :)

Sei que está um bocadito confuso, mas é dificil de explicar o que sentimos, aproveitei este post para falar um pouco da minha vida, mas acho que é um bom exemplo do porquê de não se viciarem na net, ou mesmo no PC.

Os sintomas deste vício, são principalmente:

Apatia, Não achar gosto a nada, necessidade de contacto com tecnologias (acreditem ou não até em touchscreens de supermercados eu andei a mexer), isolamento (o pior deles todos) e por fim a depressão.

Não se considerem viciados por usarem muito, mas sim por necessitarem das tecnologias para viver, de momento estou bem e considero que realmente tive um vício.

NOTA: enquanto escrevia este tópico mentalizava-me do que tinha acontecido comigo, que realmente nunca tinha chegado a perceber.

Cumps. Overrun

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Como "closet geek" desde muito novo estou bem a par do que se pode considerar o "vicio" da informatica. No entanto devo discordar do Overrun acho que o "vicio" no pc ou na net nao e um problema so por si, mas sim uma demostração de problemas a outros niveis. A vida nao é facil, encarar pessoas, namoradas, familia etc... em determinadas alturas da nossa vida nao é facil e assim muitas vezes as pessoas preferem o pc ou a net porque torna a socializacao mais simples.

E muito mais facil encontrar pessoas com os mesmos gostos (pelo menos aparentemente) na net, como dizia o Overrrun e muito mais facil socializar se as pessoas com que falamos nao nos julgam e nao temos de as olhar nos olhos.

Mas acontece que é uma socializacao "falsa". Nao digo falsa porque nao hava conecções reais entre as pessoas que estão numa sala de chat ou num mesmo forum mas falsa porque mais tarde ou mais cedo acabamos por nos aperceber que nao so essas ligações que estabelecemos não cobrem nem de perto as nossas necessidades como serem humanos de socializar, mas ainda por cima sao muito menos solidas do que pensamos (quantos de nos tivemos grandes "amigos" na net que um dia pura e simplesmente deixamos de "ver" e agora nem nos lembramos).

Dito isto a net continua a ser um mundo maravilhoso para encontrar pessoas que partilham os nossos interesses (que como "geeks" sao particulares e raros) mas e importante que seja encarada como um meio de alargar os nossos horizontes e nao de os estreitar. É extremamente importante para a formacao como pessoa de qualquer ser humano, mas ainda mais importante para os jovens, que se mantenha uma vida social (no mundo real) activa e interessante e que a internet, os blogs, os forums, as chat room seja aproveitadas pelo que sao um excelente e divertido hobby que tem a grande vantagem de melhorar e em muito o nosso conhecimento e a nossa capacidade de raciocinar.

Cumps.

PS: Englobei muita gente com o termo "geek" que eu acho divertido e no meu mundo sinonimo ao mesmo tempo de "cromo" e "sabio". Espero que ninguem se sinta ofendido...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Começo por dizer que sou um viciado nas novas tecnologias, nomeadamente no que respeita a informática. Entrei no mundo da informática há uns 4 anos sensivelmente, mas só há um ano e meio é que tenho internet em casa. No entanto, do meu grupo de amigos mais próximo, fui o primeiro a frequentar o MSN e a ter um e-mail, mesmo não tendo internet em casa. Já o mundo da programação só conheço há 10 meses; o meu estudo na área de hardware e sistemas operativos começou mais ou menos ao mesmo tempo que o estudo na programação.

Acontece que sempre tive um espírito introvertido em casa e com pessoas que não conheço muito bem, mas com os amigos, em festas, etc, sempre fui ultra-extrovertido, sempre tive facilidade em socializar e 'mostrar-me' ás pessoas com quem me vou encontrando. Desde que tive este PC e internet em casa, posso afirmar que tenho continuado a cumprir nesse aspecto, muito devidamente ao contacto permanente que vou tendo com algumas pessoas que não conhecia ou que conhecia pior, através do MSN.

É verdade que já atravessei fases difíceis, talvez provocadas por demasiado tempo em casa no computador, mas para as curar nada como um novo sonho, extra ou intra-informático, ou como umas horas de risota com os colegas de que tanto gostamos e que tanto gostam de nós.

De salientar que conheci a minha melhor amiga através do MSN, já tive oportunidade de estar várias vezes com ela ao vivo e a nossa amizade continua com muita força mesmo depois de mais de um ano de relação. Outras amigas e outros amigos tenho feito através do MSN, e com todos mantenho uma boa relação 'fora de casa' (menos com o pessoal cá do forum, que ainda não tive oportunidade de conhecer para além do que são no mundo da internet. E sim, tambem os considero meus amigos... :biggrin:).

Cumps

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Hum... o assunto virou uma beca para os viciados...

Bem... eu de facto estou muito tempo no pc... a minha lista de contactos de fora já superou os meus contactos de colegas, mas a maior parte é só aqueles contactos que se fala de vez em quando sobre certo assunto que se precisa.... no entanto, alguns de fora podem mesmo considerar-se amigos.

Quanto à addiction em si, é um facto que passo muito tempo no computador, tendo-se tornado o meu sotão "o covil" para o qual fujo após cada refeição...

Mas, vendo bem, eu não  me considero viciado em computadores, se é verão não fico no pc...vou para a praia, se tenhop algo mais interessante para fazer, também não prescindo dessa coisa a favor do computador. É mais uma entretenga como todas as outras. Porque razão são chamados de viciados quem está muito tempo ao pc, quando à muito jovem que está precisamente o mesmo tempo mas ligado à televisão...

Enfim... penso que esta minha addiction me traz muitas vantagens e poucas contra-indicações... ou estarei eu já tão addicted que não as reconheço?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pennywise "Disconnect"

Just too much information

Electronic Stimulation

All this media saturation

Just gives me more aggravation

Gather round your television

Micro waving our religion

Download RAM and Gigabytes

Won't let computers run my life

Wanna Disconnect

I wanna break free

I wanna cut off the umbilical

Electronic Leash

Unplug my phone

Wanna blow up my screen

Don't wanna hear all the lies

and the lines they're selling to me

I wanna break free

Got a virus I'm infected

Gonna cut off my connection

Tendrils tied up misdirection

Come and witness my defection

Data counting our destruction

Suicidal file corruption

The Revolution's Wireless

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Bom, eu acho que as novas tecnologias, desde que nãusadas como um vicio ou um meiio de fugir aos problemas....acontece (pelo menos comigo), por vezes, as pessoas irem para o pc, estar no IRC etc, para tentar esquecer ou tentar fugir aos problemas da vida real.... Aí as novas tecnologias podem ter um sentido bastante pejurativo na nossa vida...

Não me posso considerar um viciado, é verdade que gosto bastante de pc e pratcamente tudo o que tenha a ver com tecnologia, mas embora esta curiosidade nata, não deixo de viver a minha vida( sair com os meus amigos, estar com a namorada, familia, etc), para estar em frente a um pc... Sempre tentei (e espero continuar a o conseguir)  viver a minha vida separadamente da pauxão que tenho, nomeadamente pela informatica.

Porém, acho que as novas tecnologias são uma mais valia para a sociedade, desde que usadas "pelo bem"!

Cumps.NeoCore

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

pah... eu tenho contacto com as novas tecnologias desde à 17 anos para cá. desde que o tão esperado computadorzinho apareceu debaixo da arvore de natal que a minha vida não foi a mesma.

no entanto não me considero viciado, até tenho uma vida pouco hi-tech, sou forreta em termos de compras de alta tecnologia (ok, tenho cerca de 1000 contos ou mais em equipamento de musica em casa, synths, samplers, etc, mas o meu telemovel custou 50e e n tenho nada de ipos e tretas dessas) e nem internet em casa tenho.

é claro que faço coisas q n são mt normais numa certa concepção da vida: passar tempo a optimizar rotinas de bsps, ray casting, etc, mas tenho uma vida social activa, mts amigos e mts interesses para alem da informatica

noto é claro q quando tenho um projecto em q estou mt interessado saio menos pq passo mt tempo a desenhar engines e optimizar codigo e quando recomeço a sair custa um pouco ao inicio mas dps recupera-se.

acho q a tecnologia, tal como tudo, depende de como a usar-mos. quando o dinamite foi inventado (na altura era alta tecnologia) o seu inventor pretendia ajudar os mineiros q tinham um trabalho mt duro a partir pedra, no entato a sua invenção veio revolucionar o fabrico de armamentoe e fez mt pc pelos mineiros no geral.

tb sei q para pessoas para quem a socialização é dificil a informatica por vezes torna-se uma moleta, q os prejudica pois quem tem dificuldades em socializar devia socializar o maximo possivel e nao o fazendo prejudica a sua situacao.

uma coisa que as novas tecnologias de certeza nos ajudaram bastante é no acesso ah informação, mas não no uso dos conhecimentos tal como era apregoado pelos teorista da revolução tecnologica e no contacto com quem esta distante: a net, o telemovel, etc, etc, etc

outra coisa curiosa que vale a pena investigar eh como o desenvolvimento da tecnologia esta relacionado com o desenvolvimento belico, mas isso eh conversa que dava pano para mangas. basta lembrar as primeiras ligaçõres (morse acho) inter-continentais que traziam noticias das guerras no medio oriente e a CNN pelas alturas da guerra do golfo

ja escrevi demais :)

joão

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

muito bem, muito bem :(

estou a gostar

e quanto à situação da internet? o que acham dela?

por exemplo:

que tipo de acesso é que ela permite e que pode prejudicar a sociedade (howto: make a home bomb ; "olá, tenho 47 anos e sou pedófilo")

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

muito bem, muito bem :(

estou a gostar

e quanto à situação da internet? o que acham dela?

por exemplo:

que tipo de acesso é que ela permite e que pode prejudicar a sociedade (howto: make a home bomb ; "olá, tenho 47 anos e sou pedófilo")

Eu defendo que quem se mete no mundo da internet tem de estar preparado para lidar com todo o tipo de situações desse género. Todos os que comunicam com gente nova no IRC ou que adicionam contactos do MSN que nem sequer conhecem têm de ter a noção que do outro lado pode estar uma pessoa com ideias totalmente diferentes das suas, ás vezes até opostas. Neste caso, entrar no mundo da internet, é como saír do nosso espaço físico (onde estamos protegidos) e entrarmos numa planície onde todo o tipo de pessoas (desde assassinos a benfeitores) convivem.

No que toca a ensinamentos que 'não deveriam ser feitos', julgo que devem conhecer o caso do site japonês que ensinava as melhores formas de suicídio, alegando quais as mais e menos dolorosas. Os sites são feitos com um intuito, portanto, quem acede a esses sites tem obrigatoriamente de responder afirmativamente ao intuito. Uma forma de evitar este tipo de acontecimentos, seria tomar controlo dos conteúdos dos sites, o que levaria a que 50% dos sites que existem fechassem por conterem imagens pornográficas e técnicas de destruição.

Desde cedo o homem procurou socializar com quem não conhecia, muito devido á curiosidade que possui em fazer novas descobertas e alargar o seu campo experimental; e desde cedo se começou a perceber, que ao alargar esse campo experimental, as perdas podem ser irrecuperáveis. Neste caso, enquadram-se as vítimas de pedofilia, os hackers capturados, os namorados que arranjaram uma namorada pela internet e acabaram por descobrir que a mulher não era assim tão boa quanto achavam que era, etc...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Hmmm... :hmm:

Quanto a questão da internet, penso que não difere muito do resto da tecnologia... tanto pode ser um universo de utilidade como de inutilidade e maldade....

Agora, penso que as pessoas devem ter consciencia disso e quando se deixa as crianças (que começam a mexer na internet) se deve explicar isto mesmo...ter responsabilidade ao navegar na internet e que la ha de tudo.

Axo que o problema da internet e que não houve controlo quanto ao seu desenvolvimento...isto é, durante a sua criação e inovação sempre se permitiu colocar online todo o tipo de informação até que agora querem ter controlo sobre isso e não conseguem, pois a m**** ja é tanta que não se pode fazer nada.

Cumps.NeoCore

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Axo que o problema da internet e que não houve controlo quanto ao seu desenvolvimento...isto é, durante a sua criação e inovação sempre se permitiu colocar online todo o tipo de informação até que agora querem ter controlo sobre isso e não conseguem, pois a m**** ja é tanta que não se pode fazer nada.

Cumps.NeoCore

Bem, mas pergunto: se existisse censura do conteúdo na internet, teria esta tido o meu sucesso, expansão e futuro?  :(

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Axo que o problema da internet e que não houve controlo quanto ao seu desenvolvimento...isto é, durante a sua criação e inovação sempre se permitiu colocar online todo o tipo de informação até que agora querem ter controlo sobre isso e não conseguem, pois a m**** ja é tanta que não se pode fazer nada.

Cumps.NeoCore

Bem, mas pergunto: se existisse censura do conteúdo na internet, teria esta tido o meu sucesso, expansão e futuro?  :(

Exacto.... tens toda a razao... Alias, era muito dificil haver cencura no seu desenvolvimento pois não se sabia ao certo as potencialidades da web... Não estou a criticar k n tivesse sido cencurada ou controlada, acho que foi sim esse o problema (inevitável, como ja disseste).

Cumps.NeoCore

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Na minha opiniao uma sensura sistematica e global na internet ia trazer muitos problemas, e seria fundamentalmente errada.

Uma analogia:

Quando se constroi uma nova autoestrada esta tambem vai aumentar a mobilidade de criminosos certo? mas nao passa pela cabeça de ninguem fazer revista a toda a gente que passa na autoestrada porque ela perderia a sua capacidade.

A internet e a mesma coisa nao se deve censurar a informacao a partida. Tornar a internet mais segura parte de dois principios:

um razoavel policiamento por conteudos aberrantes (lembro-me principalmente da pornografia infantil) mas sempre com o principio de punir criminosos e nao de censurar informacao menos convencional.

criar sistemas de proteccao de conteudos. para que quem quiser possa limitar o acesso, quer o seu quer o dos seus filhos, a conteudos que possam ofender os seus valores morais ou sociais. Esta ultima politica deve ser baseada no receptor e nao no emissor (ex no browser nao no site).

A liberdade de informação e um dos mais importantes principios da internet e deve ser preservada a todo custo, mesmo se ofenda principios morais de algumas pessoas.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

gostei da analogia... :(

Tambem gostei. :P

Julgo que disseste tudo Dabubble. Bloquear conteúdo que nos afecte moralmente e punir quem se aproveita da capacidade de espalhar informação da internet através de conteúdos que vão contra as leis morais da nossa sociedade são passos que têm de ser tomados para prevenir muito sofrimento, sem falar na imagem da internet aos olhos dos mais cépticos.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora