• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Ridelight

Google aposta no mercado móvel para dominar publicidade

1 mensagem neste tópico

O Google está a desenhar novas aplicações para telemóveis e procura encontrar fabricantes e operadores móveis para os seus conteúdos e serviços com vista a dominar o mercado de anúncios móveis, segundo o Wall Street Journal.

No âmbito deste plano móvel, no qual o Google já investiu centenas de milhares de dólares, indicou o Wall Street Journal citando fontes «familiares ao projecto», a empresa já fez vários contactos com empresas para fabricar telefones e para operadoras transmitirem os seus conteúdos.

Não ficou esclarecido, no entanto, se faz parte deste plano a comercialização de um telemóvel próprio.

Há já alguns meses circulam rumores sobre a eventual comercialização de um telefone com marca Google, mas a empresa ainda não esclareceu se aquilo que pretende colocar no mercado, a meio de 2008, é o «GPhone», um telemóvel próprio com os seus serviços.

Entre a optimização de várias aplicações para a plataforma móvel, o Google está a desenvolver novos programas, incluindo um navegador de Internet, avançou o Wall Street Journal

O Google já fez também os contactos com vários fabricantes, indicando-lhe as especificações necessárias para o bom desempenho das suas aplicações em tecnologia móvel.

Segundo Wall Street Journal, a empresa da Califórnia pediu aos fabricantes para produzirem aparelhos com câmaras fotográficas e de vídeo e com ligações Wi-Fi e 3G.

No entanto, este passo pode significar apenas a distribuição de serviços em vários aparelhos já existentes, procurando os modelos mais coincidentes com as suas necessidades. Mas pode também ser indício do nascimento do «GPhone», segundo analistas.

O Google quer dominar o mercado de anúncios em telemóveis e só com os conteúdos optimizados, a empresa, que já lidera os anúncios on-line, poderá tirar partido da publicidade móvel.

O futuro das assinaturas móveis, segundo o Google, está comprometido, porque a sua ideia é, a longo prazo, ter um serviço de chamadas grátis, apenas suportado pelas receitas da publicidade móvel.

«O que é interessante nos anúncios em telemóveis, é que são duas vezes (ou mais) lucrativos do que os anúncios não-móveis, porque são mais pessoais», disse o director do Google, Eric Schmidt, em Maio.

Diário Digital / Lusa

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora