• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

_deXter

Em Portugal, mais de metade do software vem da pirataria

32 mensagens neste tópico

Em Portugal, mais de metade do software vem da pirataria

A ASSOFT divulgou o 4º Relatório sobre pirataria informática. Em Portugal, o crime atinge uma taxa de 53%, gerando perdas de 112 milhões de euros.

O 4º Relatório anual conjunto da BSA - Business Software Alliance e da IDC sobre pirataria informática foi, ontem, apresentado pela ASSOFT, Associação Portuguesa de Software.

Centrando-se no caso português, a ASSOFT demonstra que há ainda um longo caminho a percorrer para que se consiga modificar mentalidades e diminuir esta prática, com consequências graves na economia nacional

O caso português

Em Portugal, estima-se que 53% das unidades de software instaladas, no ano passado, em computadores pessoais nas empresas – desktops, laptops e ultraportáteis – sejam pirateadas.

Das aplicações utilizadas no meio empresarial, 43% corresponde a aplicações piratas instaladas em equipamentos importados e 10% a software contrafeito introduzido em máquinas fabricadas localmente. Logo, apenas 47% de todo o mercado corresponde à venda legal.

No segmento doméstico não existem estimativas precisas, porém a Exame Informática apurou agora que o volume pode ser bastante superior ao registado nas empresas. «No máximo, apenas 10% do software utilizado em meio doméstico é legal», estima Manuel Cerqueira, presidente da ASSOFT.

Ao longo do último trimestre de 2006, a pirataria a nível local diminuiu 2%, reflexo de uma campanha de sensibilização que a ASSOFT dirigiu às empresas. Mas os resultados continuam preocupantes.

O fenómeno provocou perdas de receitas na casa dos 112 milhões de euros. E, note-se, neste valor excluem-se os 23,5 milhões de euros de impostos directos que não puderam ser cobrados pelo Estado.

O panorama mundial

O relatório compreende um estudo de 102 países, organizados por sete regiões distintas: América do Norte, Europa Ocidental, Ásia-Pacífico, Médio Oriente/África, Europa Central/Oriental, América Latina e União Europeia (inclui países da Europa Ocidental, Europa Central/Oriental e Médio Oriente/África).

Segundo a BSA e a IDC, ainda que o valor percentual de aplicações de software pirateadas, a nível global, se tenha mantido nos 35%, a verdade é que as perdas aumentaram cerca de 5,2 mil milhões de dólares.

Assim, durante o ano passado, os editores e autores de software perderam, em todo o Mundo, 39.576 mil milhões de dólares.

Em termos de regiões, a taxa de pirataria apenas aumentou na Ásia-Pacífico (54% para 55%) e no Médio Oriente/África (57% para 60%). Na Europa Central/Oriental (35% para 34%), na América Latina (68% para 66%) e na Europa Ocidental (35% para 34%). A União Europeia manteve o valor de 2005 (36%), e o mesmo aconteceu com a América do Norte, onde este crime é mais bem controlado (22%).

As diferenças regionais podem decorrer de diversos factores. Entre eles, e segundo o relatório, a “força da protecção da propriedade intelectual, a disponibilidade de software pirateado e diferenças culturais” e demográficas.

A luta continua

Com o crescimento significativo do mercado mundial, a pirataria tende também a aumentar, um pouco por toda a parte. No entanto, a IDC acredita que é possível travar este processo. Casos como a China, Ucrânia, Marrocos e Roménia comprovam que um combate contínuo pode fazer descer as taxas do crime informático, em locais onde estas são muito elevadas.

A luta contra pirataria tem, por exemplo, em conta a educação, o cumprimento da lei, o número crescente de utilizadores da Internet, o acesso facilitado a software pirateado, as mudanças de condições políticas, a cultura, a actuação das instituições e a área geográfica.

Nas suas campanhas, a ASSOFT procura mostrar à sociedade que a pirataria é um crime grave. Propõe uma mudança cultural de postura, através de acções de educação e formação, tanto a nível das empresas como a nível particular. «Educamos também as crianças em prol da propriedade intelectual, para que elas possam educar os pais», afirmou o presidente da associação.

Manuel Cerqueira considera imperativo que os governos actuem em parceria com as forças policiais. Refere um acontecimento recente, em Itália, em que um senhor foi obrigado a pagar uma multa superior a 3000 euros, depois de ter adquirido uns óculos escuros contrafeitos, numa feira, por 10 euros: «Se importarmos para Portugal este tipo de leis, vamos começar a partir a pirataria num instante».

Para reduzir este tipo de crimes, o relatório enumera cinco princípios básicos:

- Aumento da educação e consciencialização pública;

- Implementação do Tratado de Direitos de Autor da Organização Mundial da Propriedade Intelectual;

- Criação de mecanismos de cumprimento de leis fortes e praticáveis;

- Maior aplicação das leis;

- Liderança através de exemplo.

A ASSOFT, em parceria com a Direcção Geral dos Impostos (DGCI), a Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica e, em casos mais técnicos, a Polícia Judiciária, tem vindo a realizar diversas perícias, que muitas vezes terminam com a apreensão de enormes quantidades de material pirateado, a aplicação de multas pesadas ou penas para os infractores e, até, o fecho de empresas.

Actualmente, dezenas de inspectores da DGCI estão a frequentar cursos da ASSOFT, para adquirirem competências que lhes permitam reconhecer, aquando de cada consultoria, se as organizações utilizam material com ou sem licença.

A partir de 1 de Janeiro de 2008, para além da contabilidade e facturação, estes oficiais vão inspeccionar a legalidade do software das empresas do território português.

Fonte: http://exameinformatica.clix.pt/noticias/mercados/215336.html

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Baixem os preços que o pessoal já não pirateia, agora pedirem centenas de € por software que depois de alguns meses no máxima 1 ano estão desactualizado é ridículo.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Baixem os preços que o pessoal já não pirateia, agora pedirem centenas de € por software que depois de alguns meses no máxima 1 ano estão desactualizado é ridículo.

Também pode ser verdade em alguns casos, mas mesmo que custassem menos custavam igual no bolso das pessoas. Por isso iria continuar a haver pirataria.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

podia continuar haver,mas havia s calhar um decrescimo na pirataria

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

podia continuar haver,mas havia s calhar um decrescimo na pirataria

Tens o windows legal? O XP já nem chega a 100€...

Se as leis fossem aplicadas era ver o linux a subir de 5% para 60% ;)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Se as leis fossem aplicadas era ver o linux a subir de 5% para 60% ;)

É bem capaz.
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Ah e tal, vou fazer um post no blog da linteam sobre isso...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

podia continuar haver,mas havia s calhar um decrescimo na pirataria

Tens o windows legal? O XP já nem chega a 100€...

Se as leis fossem aplicadas era ver o linux a subir de 5% para 60% ;)

tenho.... mas porque comprei 1 PC e vinha com o windows MEdia Centre com selo Genuino

nao custa agora! porque dantes era carissimo!

é por isso que as empresas estao a adquirir mais Linux e coisas derivadas

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Baixem os preços que o pessoal já não pirateia, agora pedirem centenas de € por software que depois de alguns meses no máxima 1 ano estão desactualizado é ridículo.

Isso não é desculpa para piratear, se achas que o preço do software é absurdo, não compres e não uses. Isso não te dá o direito de usar software pirata... Se ninguém adquirisse o software pelo preço a que está, então os "papões" eram forçados a baixar os preços.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Baixem os preços que o pessoal já não pirateia, agora pedirem centenas de € por software que depois de alguns meses no máxima 1 ano estão desactualizado é ridículo.

Isso não é desculpa para piratear, se achas que o preço do software é absurdo, não compres e não uses. Isso não te dá o direito de usar software pirata... Se ninguém adquirisse o software pelo preços a que estão, então eles eram forçados a baixar os preços.

Dou-te uma certa razão nisso.Mas por vezes somos "obrigados" a usa-los para a nossa formação devido ao que o mercado de trabalho exige. Continua a não ser desculpa para usar mas poderá ter o seu peso na escolha.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Baixem os preços que o pessoal já não pirateia, agora pedirem centenas de € por software que depois de alguns meses no máxima 1 ano estão desactualizado é ridículo.

Isso não é desculpa para piratear, se achas que o preço do software é absurdo, não compres e não uses. Isso não te dá o direito de usar software pirata... Se ninguém adquirisse o software pelo preços a que estão, então eles eram forçados a baixar os preços.

os SOs acho que é desculpável piratear, aliás, acho que todos os SOs (incluindo MacOSX) deviam ser gratuitos, visto que precisas dele para usar outros produtos. deveriam ser as empresas que vendem software para esse SO a financiar o seu desenvolvimento.

o restante software, é que considero que não há desculpa para os piratear.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Baixem os preços que o pessoal já não pirateia, agora pedirem centenas de € por software que depois de alguns meses no máxima 1 ano estão desactualizado é ridículo.

Isso não é desculpa para piratear, se achas que o preço do software é absurdo, não compres e não uses. Isso não te dá o direito de usar software pirata... Se ninguém adquirisse o software pelo preços a que estão, então eles eram forçados a baixar os preços.

Dou-te uma certa razão nisso.Mas por vezes somos "obrigados" a usa-los para a nossa formação devido ao que o mercado de trabalho exige. Continua a não ser desculpa para usar mas poderá ter o seu peso na escolha.

Talvez tenhas alguma razão quando dizes isso, mas sinceramente cada vez vejo mais alternativas open-source a quase tudo o que qualquer profissional precisa...

Photoshop -> GIMP

Illustrator -> Inkscape

3DSMax -> Blender

Dreamweaver -> NVU

Visual Studio -> Mono / edições Express

SQLServer -> MySQL / PostgreSQL

Como podem ver existem na maior parte dos casos alternativas grátis... agora assim de repente só me vem à cabeça o Flash como uma excepção. E além disso, se for mesmo para uso profissional então devem comprar o produto.

Eu não digo que não usem cópias piratas, porque todos nós o fazemos em certos casos, mas pelo menos não digam tão mal de algo que estão a fazer ilegalmente. :biggrin:

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Triton, o caso não sao as alternativas open-source.Podes ter alternativas mas podes não usa-las no teu emprego, e estar a querer mudar os habitos da empresa que utiliza software proprietário já será uma outra batalha que nao está ao alcance de qualquer um.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Acho que uma coisa que causa a pirataria é a facilidade com que temos as coisas sem arranjarmos problemas, ora vejam, existem muitos produtos que são muito CAROS e não compramos pois não temos dinheiro, ora vejam, saiu a PS3, toda a gente disse - "Não vou dar 600 € por uma consola", então porque é que toda a gente não vai à loja e rouba uma???

Também podem dizer " Baixem os preços"...

É tal e qual a mesma coisa, só que para quem não vê, estamos apenas a cometer um roubo sentadinhos na nossa cadeirinha.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Baixem os preços que o pessoal já não pirateia, agora pedirem centenas de € por software que depois de alguns meses no máxima 1 ano estão desactualizado é ridículo.

Todo o software que tenho no meu computador é legal. Até o windows.

Sou contra a pirataria, sou estudante de EngªInformática e não quero imaginar-me na situação de trabalhar para outros roubarem. Não é que resolva de muito, mas ainda me rejo pelo velho ditado, não faças aos outros o que não queres que te façam a ti.

Existe alternativa para todo ou quase todo o software, não tenho o Office no meu PC, tenho o OOo, só a titulo de exemplo. O que acho que é caro demais para o meu bolso, procuro uma alternativa freeware.

os SOs acho que é desculpável piratear, aliás, acho que todos os SOs (incluindo MacOSX) deviam ser gratuitos, visto que precisas dele para usar outros produtos. deveriam ser as empresas que vendem software para esse SO a financiar o seu desenvolvimento.

o restante software, é que considero que não há desculpa para os piratear.

Também discordo de ti. Se uma empresa acha que deve cobrar pelo seu produto, que o faça. Está no seu direito. Ninguém te obriga a ter um computador. Um computador não é nenhum bem essencial, porque é que o SO deveria ser gratuito?

abraços, HecKel

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

triton, ta bem que sao alternativas, mas o sistema dos programas é diferente.

por ex: o 3dsmax é grand  programa e quem o domina, nao consegue trocar assim da agua po vinho..

dele pa 1 semelhante em open-source

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

triton, ta bem que sao alternativas, mas o sistema dos programas é diferente.

por ex: o 3dsmax é grand  programa e quem o domina, nao consegue trocar assim da agua po vinho..

dele pa 1 semelhante em open-source

O Ferrari também é um grande carro e eu não o posso andar com ele todos os dias, tenho que o trocar por um peugeot 206 , então siga todos roubar ferraris...

Um dia quando chegares ao nível dos programadores do 3d studio max e perderes 1 ou 2 aninhos da tua vida a escrever um programa e quando vires que vendes por exemplo 2000 cópias mas sabes que são usados 100 mil cds... vais ficar chateado..

É a mesma coisa que receberes de ordenado 800€ mas descobres que o teu superior fica-te com 2000€ de ordenado que o patrão paga.

é tramado não é ??

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

os SOs acho que é desculpável piratear, aliás, acho que todos os SOs (incluindo MacOSX) deviam ser gratuitos, visto que precisas dele para usar outros produtos. deveriam ser as empresas que vendem software para esse SO a financiar o seu desenvolvimento.

o restante software, é que considero que não há desculpa para os piratear.

Também discordo de ti. Se uma empresa acha que deve cobrar pelo seu produto, que o faça. Está no seu direito. Ninguém te obriga a ter um computador. Um computador não é nenhum bem essencial, porque é que o SO deveria ser gratuito?

porque por vezes pagas a licença de um software e depois ainda és obrigado a pagar a licença do SO para poder usar o software. o facto de pagares a licença do software devia ser uma garantia de que poderias usar o software, logo a empresa que disponibiliza o software também devia disponibilizar gratuitamente um SO onde o software funcione.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Rui Carlos, ao dizeres que as empresas q disponibilizam o SO para correr a sua aplicação não teria grande sentido. Poderia fazer sentido em empresas com alguma dimensão no mercado mas para as empresas mais pequenas e que vendem aplicações baratas tornava-se complicado pois teriam que ir buscar o € da licença do SO q te disponibilizavam em algum lado,logo, teriam que cobrar mais pelo software.

Neste momento todo o software que tenho (para uso pessoal) talvez tenha alternativas gratis para ele, mas há um ao qual me prendo e sinceramente não estou a ver alternativa pra ele, q é o cliente de email. O Microsoft Outlook para mim é essencial pois tem tudo numa só ferramenta. Já tentei utilizar o thunderbird mas não servia as minhas necessidades. Se conhecerem algum que faça frente entao digam para experimentar. Requisitos para a alternativa: gestao de regras, appointments, calendario (com as funçoes principais q o outlook tem), grupos de contas, associação de certificados ... e de momento acho q é so isto.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Rui Carlos, ao dizeres que as empresas q disponibilizam o SO para correr a sua aplicação não teria grande sentido. Poderia fazer sentido em empresas com alguma dimensão no mercado mas para as empresas mais pequenas e que vendem aplicações baratas tornava-se complicado pois teriam que ir buscar o € da licença do SO q te disponibilizavam em algum lado,logo, teriam que cobrar mais pelo software.

Neste momento todo o software que tenho (para uso pessoal) talvez tenha alternativas gratis para ele, mas há um ao qual me prendo e sinceramente não estou a ver alternativa pra ele, q é o cliente de email. O Microsoft Outlook para mim é essencial pois tem tudo numa só ferramenta. Já tentei utilizar o thunderbird mas não servia as minhas necessidades. Se conhecerem algum que faça frente entao digam para experimentar. Requisitos para a alternativa: gestao de regras, appointments, calendario (com as funçoes principais q o outlook tem), grupos de contas, associação de certificados ... e de momento acho q é so isto.

Já experimentaste o Evolution?

Nessa área das aplicações de escritório (suite Office, etc...) a Microsoft ainda está a anos luz da concorrência, eu uso o OpenOffice.org mas tenho noção que ainda tem muito que caminhar até chegar ao nível dos produtos da Microsoft.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Rui Carlos, ao dizeres que as empresas q disponibilizam o SO para correr a sua aplicação não teria grande sentido. Poderia fazer sentido em empresas com alguma dimensão no mercado mas para as empresas mais pequenas e que vendem aplicações baratas tornava-se complicado pois teriam que ir buscar o ? da licença do SO q te disponibilizavam em algum lado,logo, teriam que cobrar mais pelo software.

simples, desenvolviam versões para SOs livres.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Entao qual a lógica de desenvolverem para SOs livres se tás a dizer que as proprias empresas deviam fornecer a licença para o SO ? Explica-te melhor pq tou a ver alguma contradição no que tás a dizer.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu de momento de ilegal tenho o MS Office. Uso o OO mas tenho que confirmar depois no da MS para certificar que está tudo no lugar certo... (felizmente cada vez vão pedindo menos .doc e mais .pdf :P)

No que toca ao q tenho com licença: Windows XP e MS Visual Studio (ambas as licenças fornecidas pelo IST)

De resto uso programas como: pidgin, firefox, thunderbird, 7-zip, bsplayer (versão antiga ainda sem publicidade), winamp, eclipse, azureus, avast, etc...

Já agora, qual é o programa para gravar DVD's que recomendam?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora